Connect with us

assista

Day & Lara falam com o Regional Press após show no Hot Planet e deixam recado para o público da região. Nesta terça palco será de Michel Teló

Dupla já era sucesso como compositoras antes de ganharem os palcos. Day é sobrinha de Zezé di Camargo e Luciano e filha de Camarguinho, da dupla Cleiton e Camargo
Fabio Shiz

Publicado

em



Mais de cinco mil pessoas passaram nesta segunda-feira no Hot Planet, que está realizando no mês de inauguração o Hot Planet Music Verão. A atração da noite ficou por conta da dupla Day & Lara, duas compositoras que antes de ganharem os palcos já eram destaques com autorias de músicas gravadas por grandes nomes do cenário sertanejo, como Lucas Lucco, Gusttavo Lima, Maiara e Maraisa, Maria Cecília e Rodolfo entre outros. Após o show as cantoras deram uma entrevista ao Regional Press e deixaram recado ao público de Araçatuba e Região. Nesta terça-feira, útlima dia de festival, a atração ficará por conta de Michel Teló. Assista a enrevista com Day & Lara:

Day nasceu em Goiânia (GO), em 1993, no meio de uma família que teve a música como grande divisora de águas. Filha de Camarguinho (da dupla Cleiton e Camargo), sobrinha de Zezé di Camargo e de Luciano, prima de Wanessa e neta do visionário seu Francisco, ela estudou Direito durante quatro anos, mas não conseguiu fugir do DNA. Afinal, desde os três anos já cantava e, ao invés de pedir bonecas de presente, queria mesmo era ganhar instrumentos e microfones. Day até chegou a gravar música gospel, mas a raiz sertaneja falou mais alto.

Nascida um ano depois, Lara é de Lagoa Formosa, mas foi criada em Patos de Minas (ambas em Minas Gerais). Aos oito anos, ganhou do padrinho o seu primeiro violão, que – de tão grande para aquela garotinha – só conseguia ser tocado deitado por cima das pernas. Antes de se juntar a Day, ela formou uma dupla com o irmão, Victor, durante 12 anos. Mesmo respirando música desde cedo, também chegou a cursar Direito. Mas por apenas um semestre. O lado compositora já tomava boa parte de seu tempo. Incentivada pelo pai, que a ensinou a fazer a segunda voz cantando baixinho em seu ouvido, Lara partiu para Goiânia, meca da música sertaneja.

Foi na capital de Goiás que os caminhos das duas finalmente se cruzaram. Amigos em comum as aproximaram e a identificação foi instantânea. Elas, que já compunham sozinhas, passaram a criar em parceria. Juntas, apresentavam-se em audições para mostrar o (farto) material a artistas e empresários. A partir daí, suas músicas começaram a ser disputadas pelos principais nomes do gênero que abraçaram. Não demorou muito para oficializarem a dupla Day & Lara. E tudo isso aconteceu em pouco mais de um ano.

A composição foi nossa base, foi o que nos aproximou. O processo é muito bacana. Nós encaramos como um trabalho de carteira assinada. Sempre que podemos, sentamos para rabiscar alguma coisa”, relata Day.

Para se ter uma ideia, os nomes das meninas estão por trás de hits como Made in Roça e Muié, Chapéu e Butina, gravadas por Loubet, Maquiagem Borrada, sucesso na voz de Zé Felipe, e Tão Rara, do repertório de Gusttavo Lima. As mulheres, lógico, não ficaram atrás. Simone & Simaria registraram Mais Que Uma Saudade, enquanto Naiara Azevedo garantiu logo duas, Radinho do Seu Zé e Você Não Presta. Fora o grande número de composições que, feitas individualmente, elas emplacaram nas vozes de Zé Neto & Cristiano, Gabriel Gava e Maria Cecília & Rodolfo, entre muitos outros.

Deixe sua opinião

Fonte:

DRAMA

Desempregados, pais pedem ajuda para cirurgia de filho com hidrocefalia

Samuel, de dois anos, precisa retirar duas hérnias, mas família não consegue realizar o procedimento pelo SUS; com aluguéis e contas atrasadas, eles pedem socorro
Alessandra Nogueira

Publicado

em

Samuel ficou com sequelas após contrair uma meningite bacteriana; ele não fala, não anda e só ingere alimentos líquidos e pastosos

Com apenas dois anos de idade, o pequeno Samuel, de Guararapes, já passou por poucas e boas. Aos quatro meses, foi diagnosticado com hidrocefalia, depois enfrentou uma meningite bacteriana e hoje convive com as sequelas da doença. Não anda, não fala e só consegue ingerir comida pastosa ou líquida.

Não bastasse tanto sofrimento para uma criança de tão pouca idade, o garotinho ainda precisa passar por duas cirurgias. A mais urgente é para a retirada de duas hérnias inguinais na virilha. A outra é no pezinho, que é torto e impede que ele consiga andar.

A mãe, Viviane de Barros dos Santos, 25, já tentou marcar a cirurgia para a retirada das hérnias pelo Sistema Único de Saúde (SUS), mas foi informada que há apenas uma vaga anual para este tipo de procedimento em Guararapes.

Pela rede privada, a cirurgia custa R$ 7 mil, mas os pais não têm condições de pagar, pois estão desempregados. Na tentativa de viabilizar o procedimento, familiares e amigos se uniram para arrecadar recursos.

JANTAR

No próximo dia 11, será realizado um jantar, no Gilberto Espeto, em Guararapes, a partir das 11h. O cardápio inclui arroz, molho, salada, pão, creme de milho e churrasco, com refrigerante e água inclusos. Foram colocados 200 convites à venda a R$ 35,00 por pessoa.

A ideia é conseguir brindes para a realização de um bingo durante o evento, que terá toda a renda revertida para a família do garotinho.

Além do jantar, estão sendo organizadas promoções de pizzas e rifas. Uma delas, organizada pela comunidade de Mirandópolis, dá direito a um carneiro vivo e custa R$ 20,00 o nome. A outra, viabilizada por amigas de Coroados, vai premiar o ganhador (a) com quatro tiaras de cabelo para meninas e custa R$ 5,00 o número.

MENINGITE

O pequeno Samuel, que completou dois aninhos no dia dois deste mês, precisou passar por uma cirurgia para a colocação de uma válvula, após ser diagnosticado com hidrocefalia (água no cérebro). Se não fizesse o procedimento, a cabecinha dele começaria a crescer.

Em setembro de 2017, colocou a válvula, mas quatro meses depois, começou a passar mal e os médicos perceberam que ele havia desenvolvido rejeição ao aparelho. Em seguida, foi detectada uma meningite bacteriana.

O garotinho teve muitas convulsões, ficou 20 dias em coma e parte de seus órgãos pararam de funcionar. Depois de muitas orações, o menino começou a se recuperar.

No dia em que completou um aninho, passou por outro procedimento para a colocação de uma nova válvula no cérebro. Em vista de tudo o que passou, hoje ele está bem, apesar das sequelas que a doença deixou.

Se não houver nenhuma intercorrência, daqui a dez anos vai repetir os exames para verificar se há necessidade de trocar a válvula.

 

O pequeno Samuel também precisará passar por uma cirurgia nos pés, pois são tortos e o menino não consegue firmá-los no chão; além de hidrocefalia, o garotinho possui atrofia cerebral e duas hérnias 

 

CONTAS VENCIDAS

Os pais, desempregados, contam com a ajuda de familiares e amigos para sobreviver e dar um pouco de conforto ao filho. A mãe trabalhava como auxiliar geral, mas precisou deixar o emprego para cuidar de Samuel.

O pai, Jefferson Luiz Santos, é tratorista e seu último emprego foi na Usina Da Mata, em Valparaíso. Recentemente, passou por entrevista e espera ser chamado para trabalhar.

Enquanto isso, a situação da família é delicada. Atualmente, a renda é de R$ 130,00 referentes ao bolsa-família. Os pais pagam R$ 580,00 de aluguel por mês e está com o pagamento em atraso há quatro meses. Eles têm ainda duas contas de água e outras duas de luz em atraso, totalizando R$ 600,00 de dívida.

DOAÇÃO

Recentemente, após uma campanha de doação, a família ganhou mantimentos, 20 caixas de leite fechadas, com 12 caixinhas cada, além de 30 pacotes de fraldas, quantidades suficientes para cinco meses, aproximadamente.

O bebê está precisando de roupinhas, além de lenço umedecido neutro, algodão, sabonete líquido e hidratante infantil.

Após conseguir resolver o problema das hérnias do filho, os pais pretendem viabilizar a cirurgia no pé de Samuel, na esperança de que ele possa andar.

SERVIÇO

Quem puder ajudar o Samuel, pode entrar em contato com a mãe, Viviane. O telefone é (18) 99651-1181.

 

 

 

 

Deixe sua opinião

Continue Lendo

Susto

Incêndio atinge prédio da Justiça Federal em Andradina

Alex Mesmer

Publicado

em

Incêndio foi logo controlado pelo Corpo de Bombeiros (Fotos: Paparazzi News)

Um incêndio atingiu o prédio da Justiça Federal, em Andradina, na tarde desta segunda-feira (18).

Ninguém ficou ferido e o Corpo de Bombeiros controlou as chamas, isolou a área e retirou funcionários do prédio e de imóveis vizinhos.

O fogo teria começado em uma sala de informática, segundo informações do site Paparazzi News.

Funcionários perceberam fumaça no local e acionaram os bombeiros, que agiram rápido. A Defesa Civil e a Polícia Militar também ajudaram na ação.

O prédio fica na rua Santa Teresinha. A via ficou parcialmente interditada.

Conforme as autoridades, o prédio será periciado e o laudo do IC (Instituto de Criminalística) deverá apontar as causas do incêndio.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

legislativo

Quatro itens estão na pauta da 3ª sessão ordinária

Fabio Shiz

Publicado

em

Os vereadores de Araçatuba voltam a se reunir, na próxima segunda-feira (18/2), a partir das 19h, para discutir e votar as quatro matérias da 3ª sessão ordinária do ano. A Ordem do Dia traz três projetos de lei e um recurso.

O vereador Arlindo Araújo (PPS) é proponente de três itens da pauta. Um projeto de lei do parlamentar institui o programa “Bueiro Inteligente”, a ser implantado em novos loteamentos como forma de prevenir enchentes e alagamentos. A proposta prevê a colocação de caixa coletora para reter material sólido em bueiros e bocas de lobo, sem obstrução da passagem de água.

Arlindo também propõe a cassação de alvará de funcionamento de estabelecimento que adquirir, estocar, vender ou transportar produtos de furto ou roubo e qualquer outro objeto de procedência ilícita. O mesmo parlamentar assina um recurso, pedindo a reconsideração do projeto de lei que cria a Farmácia Veterinária Pública Municipal.

O vereador Dunga (DEM) é autor de projeto de lei que prevê a destinação de espaços públicos apropriados para a atividade artesanal. O objetivo da matéria é facilitar a vida dos artesãos.

USO DA TRIBUNA

Na fase do Pequeno Expediente, estão inscritos para usar a tribuna os vereadores Carlinhos do Terceiro (SD), Cláudia Crepaldi (PCdoB), Professor Cláudio (PMN) e Denilson Pichitelli (PSL).

As atividades da sessão serão transmitidas ao vivo pela TV Câmara, no Canal 6 do Sistema Net digital; pela TV Noroeste, no canal 19.1 em sinal aberto; pela Rádio Viva FM 106,7 e ainda pelo Canal do Youtube e Facebook, disponíveis no site www.camaraaracatuba.com.br.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

MERCADO DE TRABALHO

Indústria da região inicia o ano com 200 demissões, diz pesquisa do Ciesp

Cálculo foi influenciado pelo mau desempenho dos setores de bioenergia e de calçados
Alessandra Nogueira

Publicado

em

A indústria da região de Araçatuba fechou 200 postos de trabalho em janeiro, segundo pesquisa do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), que mede o nível de emprego industrial em 36 diretorias da entidade.

A variação ficou em – 041%, desempenho abaixo do mesmo período do ano passado, quando ficou em – 0,28%, o que representou, na época, o fechamento de 138 vagas na indústria dos 34 municípios da região de Araçatuba.

Em janeiro, os setores que mais influenciaram no cálculo foram de produtos alimentícios, com variação negativa de 2,01%; o de bioenergia (que na pesquisa é chamado de coque, petróleo e biocombustíveis), com variação de – 0,73%; e o de calçados, com – 0,08%.

Nos últimos 12 meses, ou seja, no período de janeiro de 2018 a janeiro de 2019, o acumulado é de -3,25%, representando uma queda de 1.750 postos de trabalho, segundo o Ciesp.

Para fevereiro, a expectativa é de que o saldo de contratações supere o de demissões, em função do início do período de plantio do setor sucroalcooleiro e a troca de coleção (outono-inverno) no de couro e calçados.

 

Deixe sua opinião

Continue Lendo

MAIS LIDAS - 24 HRS