Fique Conectado

violência doméstica

Não fique calada! São Paulo oferece diferentes meios de proteção à mulher

Conheça ações de proteção a mulheres em São Paulo, Estado que tem a maior rede do país de delegacias especializadas nesses casos

Anunciante

O Estado de São Paulo é pioneiro na prestação de serviço para o atendimento às mulheres vítimas de violência. Em 1985, foi o primeiro do Brasil a criar uma delegacia especializada em atender mulheres vítimas de diferentes tipos de agressão.

Atualmente, São Paulo conta com 133 delegacias do tipo, nove delas localizadas na capital, 19 na Região Metropolitana, e 108 no interior e litoral. São Paulo é o Estado com a maior rede do país de delegacias especializadas no atendimento à mulher, com 36% de todas as unidades existentes no Brasil.

Em 2016, outro marco foi registrado na proteção à mulher em São Paulo: o Estado ganhou a 1ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) que funciona 24 horas por dia, no centro da capital, durante os sete dias da semana.

Apesar de haver as específicas Delegacias de Defesa da Mulher (DDM), todas as delegacias do Estado estão preparadas para atender ocorrências relacionadas à violência contra a mulher. A linha de frente de atendimento recebe treinamento para essa finalidade.

Além das delegacias, O Estado adota diferentes iniciativas e procedimentos para melhorar a proteção da mulher também no atendimento de ocorrências policiais. Entre elas, a inserção de informações sobre medidas judiciais protetivas, que estão disponíveis on-line, nos tablets utilizados por policiais militares em missões de patrulhamento e de atendimento de ocorrências.

Quem for vítima de qualquer forma de violência, seja ela física, sexual ou moral, deve procurar a DDM mais próxima ou qualquer outra delegacia (veja aqui a mais próxima a você). Confira neste link as unidades do Estado de São Paulo que são de atendimento exclusivo à mulher – as da capital estão relacionada abaixo.

Ações e apoio à mulher em São Paulo

Ao fazer o registro da denúncia, a mulher pode solicitar uma medida protetiva de urgência, que é uma medida cautelar para impedir que o agressor se aproxime da vítima. Na delegacia, ela também será informada sobre os seus direitos e receberá orientação jurídica.

Em caso de violência física, a mulher passará por um exame de corpo de delito. Essa providência é ainda mais necessária nos casos de violação sexual. As denúncias a qualquer tipo de agressão podem ser feitas pelo telefone 180. Entretanto, o inquérito policial só pode ser iniciado com o registro da ocorrência pela vítima na delegacia.

Na capital e Grande São Paulo, as vítimas de crime sexual são encaminhadas ao Hospital Pérola Byington – Centro de Referência da Mulher, para serem atendidas e medicadas pelo Núcleo de Atendimento Integral à Mulher em Situação de Violência Sexual, do Programa Bem me Quer, da Secretaria de Estado da Saúde. Nos demais municípios, elas serão encaminhadas a instituições de apoio especializadas.

No Núcleo, a mulher receberá orientações sobre prevenção à gravidez decorrente da violência sexual, de infecção pelo HIV, doenças sexualmente transmissíveis (DST), hepatite B, atendimento psicológico e social, e outros tipos de providências. O pronto atendimento funciona 24 horas, todos os dias da semana.

A Secretaria da Justiça e da Defesa o Estado de São Paulo, por meio do Centro de Referência de Apoio a Vítimas de Crimes Violentos (Cravi), mantém um trabalho de apoio jurídico e psicológico para mulheres vítimas de violência. O atendimento é feito por seleção, tendo por base relatórios da Justiça sobre casos de agressão à mulheres.

Oque você acha disso?

Portal SP
Anunciante

Rodovias de SP

Estradas: evite trânsito, programe sua volta do feriado

Antes de cair na estrada na volta do feriado de Carnaval, veja a previsão de tráfego nas principais rodovias paulistas e escolha os melhores horários. Boa viagem!

SISTEMA ANCHIETA-IMIGRANTES
Na volta do feriado o tráfego deve se intensificar na segunda (12), a partir das 17h, horário programado para a implantação da Operação Subida (2×8) no Sistema Anchieta-Imigrantes. Neste cenário, a subida será feita pelas duas pistas da rodovia dos Imigrantes e pista norte da rodovia Anchieta.

A previsão é de que esta operação permaneça em vigor até a 1h de terça-feira (13), sendo reimplantada no mesmo dia, a partir das 9h, e encerrada no início da madrugada de quarta-feira (14), às 2h.

Mais informações no site da Ecovias.

SISTEMA CASTELLO BRANCO-RAPOSO TAVARES
Para o retorno à Capital, na terça (13) a previsão é de fluxo intenso entre 10h e 23h. Na quarta-feira, o pior horário será das 9h às 18h.

Mais informações no site da CCR ViaOeste.

TAMOIOS
Para o retorno do feriado, na terça, a pista de subida voltará a ter sua configuração normal, com duas faixas de rolamento, ficando a pista de descida com uma faixa. O pico do trânsito deve ocorrer entre 12h e 22h e na quarta, das 6h às 14h.

Não será permitido o tráfego de veículos de carga nos seguintes horários:
Sentido Litoral (do km 55,3 ao km 83,4): terça-feira (13), das 08h às 12h.

Sentido Vale do Paraíba (do km 83,4 ao km 67,4): terça-feira (13), das 15h às 23h.

Mais informações no site da Tamoios.

AYRTON SENNA/CARVALHO PINTO
No retorno a São Paulo, a Ecopistas aguarda maior fluxo de veículos entre 12h e 19h da terça-feira (13) e das 15h às 18h da quarta-feira (14).

A fim de evitar a formação de filas nos horários de pico, está prevista a implantação da Operação Papa-fila na praça de pedágio de Itaquaquecetuba. Nessa operação, funcionários devidamente uniformizados estarão à disposição dos motoristas para realizar a cobrança antecipada às cabines, nas faixas de rolamento.

As informações são da Ecopistas.

Rodoanel
Pelo Trecho Sul e pelo Trecho Leste os períodos de maior fluxo devem ser na quarta-feira entre 7h e 10h e entre 16h e 21h. No Trecho Oeste, na volta do feriado, a previsão é de tráfego normal em ambos os sentidos.

Nos dias de maior fluxo, a SPMar implantará a operação papa-fila com objetivo de agilizar a venda e cobrança de cupons de pedágios, minimizando a formação de filas na aproximação da praça de pedágio do km 70 – onde se concentra o maior volume de tráfego em épocas de feriados – que proporciona o acesso à Rodovia dos Imigrantes no sentido litoral.

A rodovia é um excelente caminho para os motoristas que saem, ou tem como destino, bairros da Capital como o Butantã, Lapa, Morumbi e Perus, ou a região de Cotia/Granja Vianna. Além disso, ele permite o acesso a algumas das principais regiões do Estado:

– Grande ABC / Litoral Sul / Vale do Paraíba / Rio de Janeiro – por meio dos Trechos Sul e Leste do Rodoanel

– Jundiaí / Itupeva / Campinas / Santa Bárbara / Limeira / Cordeirópolis – por meio da Rodovia dos Bandeirantes

– Jundiaí / Vinhedo / Campinas / Americana / Limeira / Ribeirão Preto – por meio da Rodovia Anhanguera

– Osasco / Barueri / Araçariguama / São Roque / Itu / Sorocaba / Tatuí / Botucatu – Araçatuba por meio da Rodovia Castello Branco

– Vargem Grande Paulista / São Roque / Mairinque / Alumínio / Sorocaba / Itapetininga – por meio da Raposo Tavares

– Embu das Artes / Itapecerica da Serra / São Lourenço da Serra / Juquitiba / Litoral Sul de São Paulo / Registro / Curitiba – por meio da Rodovia Régis Bittencourt

Oque você acha disso?

Continue Lendo

ATRAÇÕES

Show dos Paralalamas atrai milhares de pessoas no Hot Planet. Hoje será a vez de Day & Lara

Hot Planet inovou ao trazer atrações ao estilo sunset ao público de Araçatuba e região

Milhares de pessoas foram neste domingo no Hot Planet assistir ao show d`Os Paralamas do Sucesso, uma opção diferenciada de atração escolhida pela organização do Hot Planet Music Verão, que marca a inauguração de um dos maiores parques aquáticos do interior. Em meio ao sertanejo universitário e ritmos que predominam nas grandes festas, o rock nacional do trio formado por Herbert Viana, Bi Ribeiro e João Barone têm seu público fiel e nunca perdeu seu espaço desde o início da década de 80.

Eles subiram ao palco logo depois das 20h30 e tocaram por mais de uma hora e meia, finalizando o show tocando os principais sucessos da banda, que está há mais de 30 anos na estrada. O diretor do Hot Planet, José Manoel Silva fica à frente de todos os detalhes e acompanha de perto, desde a organização dos shows até a recepção dos sócios, visitantes e convidados. Ele disse que o evento está sendo um sucesso e superando as expectativas.

O Hot Planet Music Verão trouxe a Araçatuba um novo conceito de shows musicais, ao estilo sunset, onde s atrações acontecem durante ou logo após o por do sol, em clima de verão, onde o público fica bem à vontade. No caso do Hot Planet algumas piscinas ficam liberadas durante o show, e o público tem a opção do camarote e também da pista, montada em um clima de praia, onde as pessoas ficam sobre uma ampla área com areia em frente ao palco.

Camarote

Após o show dos Paralamas a banda araçatubense Pepper Stone ocupou o palco interno do camarote com muito rock e heavy metal, animando o público até por volta de meia noite. Uma das particularidades da banda é sua formação, composta exclusivamente por mulheres, sendo uma baterista, uma vocalista que fica no baixo e uma guitarrista. O publico se surpreendeu com a a apresentação do trio feminino, que deu um show a parte no evento.

Conheça a dupla Day & Lara

E nesta segunda-feira o palco será da dupla sertaneja Day e Lara. Day nasceu em Goiânia (GO), em 1993, no meio de uma família que teve a música como grande divisora de águas. Filha de Camarguinho (da dupla Cleiton e Camargo), sobrinha de Zezé di Camargo e de Luciano, prima de Wanessa e neta do visionário seu Francisco, ela estudou Direito durante quatro anos, mas não conseguiu fugir do DNA. Afinal, desde os três anos já cantava e, ao invés de pedir bonecas de presente, queria mesmo era ganhar instrumentos e microfones. Day até chegou a gravar música gospel, mas a raiz sertaneja falou mais alto.

Nascida um ano depois, Lara é de Lagoa Formosa, mas foi criada em Patos de Minas (ambas em Minas Gerais). Aos oito anos, ganhou do padrinho o seu primeiro violão, que – de tão grande para aquela garotinha – só conseguia ser tocado deitado por cima das pernas. Antes de se juntar a Day, ela formou uma dupla com o irmão, Victor, durante 12 anos. Mesmo respirando música desde cedo, também chegou a cursar Direito. Mas por apenas um semestre. O lado compositora já tomava boa parte de seu tempo. Incentivada pelo pai, que a ensinou a fazer a segunda voz cantando baixinho em seu ouvido, Lara partiu para Goiânia, meca da música sertaneja.

Foi na capital de Goiás que os caminhos das duas finalmente se cruzaram. Amigos em comum as aproximaram e a identificação foi instantânea. Elas, que já compunham sozinhas, passaram a criar em parceria. Juntas, apresentavam-se em audições para mostrar o (farto) material a artistas e empresários. A partir daí, suas músicas começaram a ser disputadas pelos principais nomes do gênero que abraçaram. Não demorou muito para oficializarem a dupla Day & Lara. E tudo isso aconteceu em pouco mais de um ano.

A composição foi nossa base, foi o que nos aproximou. O processo é muito bacana. Nós encaramos como um trabalho de carteira assinada. Sempre que podemos, sentamos para rabiscar alguma coisa”, relata Day.

Para se ter uma ideia, os nomes das meninas estão por trás de hits como Made in Roça e Muié, Chapéu e Butina, gravadas por Loubet, Maquiagem Borrada, sucesso na voz de Zé Felipe, e Tão Rara, do repertório de Gusttavo Lima. As mulheres, lógico, não ficaram atrás. Simone & Simaria registraram Mais Que Uma Saudade, enquanto Naiara Azevedo garantiu logo duas, Radinho do Seu Zé e Você Não Presta. Fora o grande número de composições que, feitas individualmente, elas emplacaram nas vozes de Zé Neto & Cristiano, Gabriel Gava e Maria Cecília & Rodolfo, entre muitos outros.

 

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Rodovias

Acidentes com mortes marcam o fim de semana de carnaval na região

Um vigilante e um estudante morreram em batidas com motos em São José do Rio Preto

Imagem ilustrativa

O vigilante Rodrigo Marcelino dos Santos, 37 anos, morreu, no início da noite de sábado, 10, no Hospital de Base de Rio Preto, em decorrência de um acidente de trânsito. Na manhã do mesmo dia, ele havia colidido com sua motocicleta em um poste de iluminação pública da Avenida dos Estudantes, no Jardim Aeroporto.

Segundo informações do boletim de ocorrência, a vítima conduzia uma motocicleta Honda quando perdeu o controle da direção. Ele chegou a ser socorrido e ficar internado por algumas horas, mas não resistiu aos ferimentos.

ESTUDANTE

Outra colisão com morte foi registrada no início da manhã de domingo (11), na Avenida Murchid Homsi. O estudante Gabriel Willians Gonçalves, 19 anos, pilotava uma motocicleta quando também bateu contra um poste de iluminação pública. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho do hospital.

Segundo informações do boletim de ocorrência, a vítima conduzia uma moto no sentido centro/bairro e em determinado momento perdeu o controle da direção e colidiu contra um poste. Na sequência, a moto pegou fogo e o estudante sofreu queimaduras na região da barriga e pernas. Ele sofreu ainda fratura no crânio. Em ambos os casos, a Polícia Civil abriu inquérito para investigar as batidas.

Com informações SBT Interior

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Facebook

Anunciante

MAIS LIDAS - 24 HRS