Fique Conectado

SEU BOLSO

Comprei um produto que não foi entregue no prazo. O que fazer?

Demora na entrega é o principal problema enfrentado por consumidores na internet. Veja o passo a passo de como agir quando o produto atrasa

Reclamações: No 2º semestre de 2017, o Procon-SP registrou 6.900 queixas de demora na entrega (Foto/Thinkstock)
Anunciante

Demora na entrega do produto ou falta de entrega é, disparado, o principal problema enfrentado por consumidores na internet. Mas, afinal, o que fazer quando o produto atrasa?

No 2º semestre de 2017, o Procon-SP registrou 6.900 reclamações sobre o tema, número três vezes maior do que o de queixas contra produto com vício, o segundo maior problema. A entidade recebeu 1.918 reclamações contra produto com vício no mesmo período.

O Código de Defesa do Consumidor não determina um prazo máximo para o produto ser entregue, mas estabelece o direito à informação. Antes da conclusão da compra, a loja online é obrigada a informar o prazo de previsão de entrega.

Em São Paulo, a Lei da Entrega determina que o consumidor tem o direito de escolher a data e o período do dia, entre as opções dadas pela loja. Mesmo que o e-commerce seja de outro estado, deve cumprir com a Lei da Entrega vigente em São Paulo. Vale lembrar que a responsabilidade da entrega é do fornecedor, não da empresa terceirizada contratada para realizar o frete.

Quando o fornecedor descumpre com o prazo que ele mesmo pré-estabeleceu, o primeiro passo a dar é acionar a loja, por meio do telefone do Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC), e anotar o número do protocolo do atendimento.

Nesse momento, o consumidor tem três opções: exigir a entrega imediata do produto, aceitar a entrega de outro produto equivalente ou cancelar o pedido e receber o dinheiro de volta, incluindo o valor do frete.

Nesse caso, mesmo que a compra foi feita no cartão de crédito, o consumidor tem o direito de optar pela restituição em débito em conta, segundo a coordenadora do Procon-SP, Marcele Soares. “O consumidor pode negociar com a empresa um pequeno prazo para que a restituição ocorra, mas não dá para esperar meses”, orienta.

Se a loja não cumprir novamente com o prometido, deve ser penalizada por descumprimento de oferta, previsto no Código de Defesa do Consumidor. O cliente deve fazer uma denúncia no Procon de sua cidade, munido do comprovante da compra, com data e prazo de entrega descritos, e o número do protocolo da reclamação no SAC.

Em São Paulo, a denúncia pode ser feita no site do Procon ou presencialmente. A partir da reclamação, a entidade de defesa do consumidor envia uma correspondência para a empresa, que tem até dez dias para demonstrar que realizou a entrega.

Segundo Marcele, do Procon-SP, 70% das reclamações são solucionadas nessa etapa. Mas se não resolver, a equipe técnica do Procon ainda tem 120 dias para tratar da questão.

Oque você acha disso?

Exame
Anunciante

TECNOLOGIA

Como recuperar mensagens apagadas do WhatsApp

Para concluir a instalação, é preciso autorizar o aplicativo a ter acesso às suas notificações do WhatsApp

Com o aplicativo, também é possível ler as mensagens recebidas na íntegra, sem que as pessoas recebam a sinalização de que o conteúdo foi lido (Thomas Trutschel/Photothek/Getty Images)

Um aplicativo promete revelar o conteúdo de qualquer mensagem apagada no WhatsApp. O WA Delete for Everyone faz uso de uma falha do aplicativo de mensagens para recuperar o que foi excluído.

O aplicativo está disponível gratuitamente para os usuários do sistema operacional Android. Para concluir a instalação, é preciso autorizar o aplicativo a ter acesso às notificações do WhatsApp – isso permite que ele tenha acesso a mensagens, nomes de contato e o texto recebido, além de dispensar notificações.

Com o aplicativo, também é possível ler as mensagens recebidas na íntegra, sem que as pessoas recebam a sinalização de que o conteúdo foi lido.

Ao instalar o aplicativo, o usuário concorda com uma série de avisos, que explicam as limitações do recurso, incluindo que “este é um erro no WhatsApp e nosso aplicativo pode não ser capaz de mostrar mensagens excluídas assim que o bug for corrigido”.

Após concordar com os termos, o usuário pode conferir conteúdos apagados no aplicativo. Não é possível ter acesso a mensagens que foram excluídas antes da instalação do WA Delete for Everyone.

Na versão gratuita, o aplicativo armazena apenas 50 mensagens para cada contato, ou seja, o usuário deixa de receber notificação sobre mensagens apagadas – o limite é alcançado rapidamente porque o aplicativo salva todas as mensagens do WhatsApp. Assim, é oferecida a compra da versão pro, sem anúncios e com mensagens ilimitadas.

O WhatsApp liberou a função para apagar mensagens já enviadas em outubro, mas o recurso deixa um aviso aos membros da conversa de que o conteúdo foi excluído.

Procurado para comentar, o WhatsApp não se manifestou até a publicação da matéria.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Saúde

Entenda a polêmica sobre o vinho prosecco e a saúde bucal

 

Uma nova polêmica ganhou as páginas dos jornais italianos e ingleses nas últimas semanas, deixando os amantes de bebidas alcoólicas em pânico e provocando uma verdadeira “guerra” diplomática. É que, segundo dentistas britânicos, o vinho prosecco, originário do norte da Itália, danificaria severamente os dentes.

Tudo começou quando o jornal britânico “Daily Post” publicou um artigo afirmando que o prosseco, também conhecido como vinho espumante, deixa as pessoas com “sorriso prosecco”, apelido dado ao problema em que os dentes ficam amarelados e corroídos devido à acidez da bebida.

Além disso, os especialistas da British Dental Association alertaram, na reportagem, que o prosecco contém muito açúcar e alimenta bactérias nocivas na boca, formando ácidos e tornando os dentes mais propensos a cárie dentária.

A recomendação de evitar o consumo desta bebida e a falta de dados mais aprofundados sobre os malefícios do prosecco causou tanto mal-estar entre os dois países que os ingleses acabaram se desculpando para os italianos. Mas a dúvida sobre os efeitos da bebida na boca permaneceram no ar.

Foi somente depois que os ânimos acalmaram que especialistas ao redor do mundo reconheceram que existiu um certo exagero nas declarações do jornal britânico, mas alertaram que o prosecco, assim como qualquer bebida ácida, pode danificar os dentes se consumido em excesso.

Para os que têm dúvidas sobre os malefícios da bebida, o ideal é consultar um dentista e saber quais são as quantidades apropriadas para seu consumo, além de pegar dicas sobre as melhores formas de proteger e limpar a boca após beber o vinho prosecco.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Rio de Janeiro

Prefeitura do Rio distribui 3 milhões de preservativos durante o Carnaval

A Prefeitura do Rio de Janeiro, em uma ação de prevenção contra as doenças sexualmente transmissíveis, começou a distribuir, a partir de hoje (10), nos principais desfiles de blocos e escolas de samba, mais de três milhões de camisinhas. A distribuição ocorrerá durante todo o período de Carnaval.

“A gente está distribuindo de hoje até o final do carnaval, mas de 3 milhões de preservativos, sendo que destes 200 mil são preservativos femininos, que não são tão comuns. Além disso, estamos fazendo um trabalho de conscientização, mostrando que no Carnaval não pode ter preconceito, violência ou discriminação”, disse o secretário municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, Pedro Fernandes.

O coordenador especial de Diversidade Sexual da prefeitura, Nelio Giorgini disse que o kit de preservativos está sendo distribuído “para que a liberdade seja completa para toda a população”.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Facebook

Anunciante

MAIS LIDAS - 24 HRS