Oi, o que você está procurando?

Saúde

Mortes causadas pela febre amarela sobem para 36 no Estado de SP

Há uma semana o número era de 21 óbitos em decorrência da doença

O número de mortes causadas por febre amarela no Estado de São Paulo subiu para 36 desde janeiro de 2017, segundo novo balanço da Secretaria Estadual de Saúde, divulgado na noite desta sexta-feira (19). Há uma semana o número era de 21 óbitos em decorrência da doença.

Com isso, o número de casos confirmados da doença também cresceu, de 40 para 81, no período. A cidade de Mairiporã, na região metropolitana concentra mais da metade dos casos, chegando a 41. Juntas Mairiporã, Atibaia (9) e Amparo (3), totalizam dois terços dos casos -não há confirmação de casos na capital paulista.

Apesar do aumento de casos e óbitos provocados pela febre amarela, o governo estadual alerta que as pessoas que estão fora da área considerada de risco não têm necessidade de buscar a imunização. Elas poderiam se expor em regiões afetadas e prejudicar o atendimento às pessoas que de fato precisam da vacinação.

As outras cidades com casos da doença são: Águas da Prata, Américo Brasiliense, Batatais, Bragança Paulista, Caieiras, Campinas, Itatiba, Itapecerica da Serra, Jarinu, Jundiaí, Mococa, Cássia dos Coqueiros, Monte Alegre do Sul, Nazaré Paulista, Santa Cruz do Rio Pardo, Santa Lucia, São João da Boa Vista e Tuiuti.

Na última terça (16), a OMS (Organização Mundial da Saúde) incluiu todo o Estado de São Paulo no mapa de risco de febre amarela e recomendou a vacinação de viajantes internacionais com destino a qualquer município paulista, seja em área urbana ou de mata.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!