Oi, o que você está procurando?

maria da penha

Gerente de auto escola é preso por agredir esposa com socos em Araçatuba

A vítima ficou com hematoma depois de ser agredida no rosto

Um gerente administrativo de 37 anos, funcionário de uma autoescola de Araçatuba, foi preso na madrugada desta quarta-feira (17) acusado de agredir sua esposa, uma mulher de 33 anos, com soco no rosto. O fato ocorreu na Rua Major Mendonça, bairro Jardim Sumaré, em Araçatuba.

A Polícia Militar foi acionada através do 190 a comparecer no local, onde os policiais foram informados pela vítima que a mesma estava em uma padaria com seu marido, quando por motivo de ciúmes, o casal passou a discutir e ambos foram embora.

Ao chegarem na residência do casal, a esposa se trancou com os filhos em um dos quartos. O acusado bastante alterado quebrou a porta do cômodo e agrediu a esposa com um soco no rosto. Depois da agressão, o marido passou a destruir objetos da residência e a ameaçar a vítima dizendo que não adiantava chamar a polícia, que por ser influente, não iria preso, e caso fosse, voltaria para mata-la.

A mulher mesmo assustada e ferida acionou a PM, que ao chegar no local, encontrou o agressor na frente da residência. Indagado sobre as acusações, o homem relatou que havia ocorrido a discussão, porém negou que teria agredido sua esposa.

Em contato com a vítima, os policiais perceberam que no rosto dela tinha marca de sangue e um hematoma.

Diante dos fatos, o gerente recebeu voz de prisão. Ele tentou resistir e foi necessário uso de força física moderada para conte-lo.

Na delegacia, após tomar ciência dos fatos, o delegado plantonista autuou o acusado em flagrante por ameaça e agressão (Lei Maria da Penha).

O gerente ficou preso em uma das celas da delegacia e seria encaminhado para audiência de custódia na manhã desta quarta-feira.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!