Fique Conectado

Mistério

Atrizes pornô e mistério ao redor de suas mortes: entenda onda de suicídio

Anunciante

Nos últimos dois meses, foram encontradas mortas quatro atrizes pornô supostamente após se suicidar. Líderes do setor se abstêm de comentários enquanto funcionários se queixam de crise profunda e uma epidemia de depressão. O portal Lenta.ru decidiu esclarecer o que faz com que mulheres empregadas na área recorram a medidas radicais.

A situação na indústria pornográfica atraiu atenção da sociedade depois da morte da atriz pornô canadense Shyla Stylez (nome real — Amanda Friedland). Em 9 de novembro de 2017, seu corpo foi encontrado na casa de sua mãe.

A causa de sua morte não foi revelada, mas se sabe que seus colegas tentaram ajudá-la a combater uma doença coletando dinheiro para “pagar suas despesas médicas e funerais apropriados”.

Umas semanas depois, teria se suicidado outra atriz canadense, August Ames (nome real — Mercedes Grabowski). Análise mostrou que em seu sangue não havia nem álcool nem drogas, mas perto do corpo estava uma mensagem de despedida pedindo desculpas a seus pais.

A causa de sua morte não foi revelada, mas se sabe que seus colegas tentaram ajudá-la a combater uma doença coletando dinheiro para “pagar suas despesas médicas e funerais apropriados”.

Umas semanas depois, teria se suicidado outra atriz canadense, August Ames (nome real — Mercedes Grabowski). Análise mostrou que em seu sangue não havia nem álcool nem drogas, mas perto do corpo estava uma mensagem de despedida pedindo desculpas a seus pais.

A causa de sua morte não foi revelada, mas se sabe que seus colegas tentara ajudá-la a combater uma doença coletando dinheiro para “pagar suas despesas médicas e funerais apropriados”.

Umas semanas depois, teria se suicidado outra atriz canadense, August Ames (nome real — Mercedes Grabowski). Análise mostrou que em seu sangue não havia nem álcool nem drogas, mas perto do corpo estava uma mensagem de despedida pedindo desculpas a seus pais.

A causa de sua morte não foi revelada, mas se sabe que seus colegas tentaram ajudá-la a combater uma doença coletando dinheiro para “pagar suas despesas médicas e funerais apropriados”.

Umas semanas depois, teria se suicidado outra atriz canadense, August Ames (nome real — Mercedes Grabowski). Análise mostrou que em seu sangue não havia nem álcool nem drogas, mas perto do corpo estava uma mensagem de despedida pedindo desculpas a seus pais.

A causa de sua morte não foi revelada, mas se sabe que seus colegas tentaram ajudá-la a combater uma doença coletando dinheiro para “pagar suas despesas médicas e funerais apropriados”.

Umas semanas depois, teria se suicidado outra atriz canadense, August Ames (nome real — Mercedes Grabowski). Análise mostrou que em seu sangue não havia nem álcool nem drogas, mas perto do corpo estava uma mensagem de despedida pedindo desculpas a seus pais.
Quem comentou a tragédia em detalhes foi a celebridade pornô Odette Delacroix. Segundo ela, atrizes deste gênero são alvos de ofensas pesadas na Internet, sem falar na concorrência dura para conseguir um papel.

Igual a suas colegas, Delacroix confessou ter enfrentando depressão por 15 anos sem poder encontrar tratamento adequado.

A crise na indústria, acredita, deve-se à atitude consumista em relação a atrizes. Uma das questões mais doentias é a idade das mulheres — atrizes devem parecer mais jovens por causa da grande procura por meninas menores de idade.

“Atualmente, garotas são obrigadas a filmar com homens já na terceira semana de trabalho e em três meses elas podem ser jogadas para fora da indústria”, declarou Delacroix, comentando endurecimento das condições de trabalho no setor.

Outra razão da morte das atrizes são as redes sociais: “Foram elas que ajudaram a ganhar fama, mas foram elas também que mataram”, disse, explicando a razão da depressão em massa.

O problema é que mesmo que atores e atrizes queiram lidar com doença e encontrar um especialista, a terapia é prejudicada por preconceitos comuns quanto ao pornô partilhados inclusive por médicos, diz o artigo do Lenta.ru.

Ainda por cima, muitos empregados no setor não têm dinheiro suficiente para obter tratamento, gastando este no combate a doenças sexualmente transmissíveis.

Na opinião de Tasha Reign, ativista pelos direitos de atores da indústria pornográfica, para evitar suicídios “é preciso que mudemos de atitude em relação à sexualidade, bem como em relação a trabalhadores sexuais e pornô para que atores do setor não se sintam excluídos”.

No entanto, resume o artigo, dadas as críticas das mulheres nas redes, tal opinião é partilhada por poucos.

Oque você acha disso?

Anunciante

Mundo

Estátuas amanhecem com lenços em defesa do aborto, na Argentina

Aproximadamente 70 estátuas nas cidades argentinas de La Plata, Berisso e Ensenada amanheceram hoje com lenços verdes amarrados, em uma manifestação a favor do aborto legal, gratuito e seguro. Entre os monumentos estão estátuas de Raúl Alfonsín, Juán e Evita Perón. Os lenços verdes são usados, tradicionalmente na Argentina, por movimentos em favor do aborto.

Segundo a Télam, agência pública de notícias da Argentina, o grupo denominado Frente de Mulheres pela Vitória foi responsável pela ação coletiva. As mulheres utilizaram cinco veículos e passaram a madrugada colocando os lenços nos monumentos e estátuas, que não sofreram danos.

Alfonsín, Juán e Evita Perón são figuras públicas emblemáticas da história argentina. O ex-presidente Ricardo Alfonsín (1983-1989) foi um dos principais defensores dos direitos das famílias das vítimas e dos desaparecidos políticos da época da ditadura.

Já o ex-presidente Juan Perón, que governou a Argentina por três vezes, é uma das figuras mais carismáticas da política do país. Atriz e mulher de Perón, Evita é considerada por muitos argentinos como a “mãe” dos pobres e excluídos. O túmulo dela no Cemitério da Recoleta, em Buenos Aires, é ponto turístico para argentinos e estrangeiros.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Internacional

Filha de Michael Jackson desabafa sobre a família: “Quando foi a última vez que me ligaram?

Paris Jackson, a filha do eterno rei do pop, Michael Jackson, tem deixado a família bem preocupada. Após várias internações e tentativas de suicídio desde os 15 anos de idade, ela vem criando polêmicas, como o pai.

Recentemente, a família resolveu se pronunciar, devido a um vídeo que a garota publicou no stories do Instagram em março, onde apareceu andando no terraço de um prédio com a legenda “eu quase morri”.

Segundo uma declaração da família para o jornal New York Post , eles estão em alerta com as atitudes de Paris, mas por enquanto não há planos de intervenção. “A intervenção não está nos planos, mas todos irão se arrepender disso se ela morrer por aí.”, disse a fonte.

Eles também opinaram sobre a relação dela com a modelo e atriz inglesa, Cara Delevigne: “A avó de Paris, Katherine, não é uma defensora de casais do mesmo sexo, na verdade, ela pode até estar perturbada e acreditar que falhou como guardiã”, afirmou.

A modelo de 20 anos, resolveu se pronunciar sobre a repercussão. Na sua rede social, ela mandou um recado para os parentes e fez um grande desabafo: “Para os meus familiares que estão falando com sites e dizendo que estão preocupados comigo: quando foi a última vez que me ligaram?”, perguntou Paris. “O Prince (irmão mais velho), não está preocupado, nós conversamos o tempo todo e saímos”, contou.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Violência

Três estudantes são mortos e dissolvidos em ácido

Dois homens, ligados a um cartel de drogas do México, já foram detidos e há ordens de prisão para outros quatro suspeitos

Autoridades de Jalisco, estado no oeste do México, afirmam que três estudantes desaparecidos desde o mês passado foram mortos e tiveram seus corpos dissolvidos em ácido. O escritório da Procuradoria-Geral de Justiça diz que dois homens já foram detidos e outros quatro suspeitos estão foragidos.

Os estudantes foram sequestrados em 19 de março nos arredores de Guadalajara, depois de trabalharem em um projeto de cinema para uma escola, numa locação que aparentemente estava sendo vigiada por membros do cartel Nova Geração de Jalisco.

Autoridades disseram que os adolescentes foram levados a outro local e um deles foi espancado até a morte. Os outros dois foram mortos em seguida.

Segundo os promotores, os corpos foram levados a uma terceira localização, onde acreditam que tenham sido dissolvidos em ácido sulfúrico.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Facebook

Anunciante

MAIS LIDAS - 24 HRS