Fique Conectado

mma

Vitor Belfort diz que vai se aposentar após luta de domingo

"Esta é minha luta de aposentadoria", afirma lutador, que se diz empolgado para "segunda jornada" como empresário e para ajudar o esporte a crescer

Vitor Belfort autografa pôsteres do evento do UFC em St. Louis (Foto: Reprodução/Instagram)
Anunciante

Por meses, Vitor Belfort evitou dizer se a última luta de seu contrato com o UFC seria também a última luta de sua carreira no MMA. Ele extinguiu a dúvida nesta quinta-feira, em entrevista ao podcast “UFC Unfiltered”: o lutador brasileiro afirmou que o combate contra Uriah Hall neste domingo, em St. Louis, será sua despedida.

– Esta é minha luta de aposentadoria. Depois disso, vou descansar – declarou o ex-campeão peso-meio-pesado. Indagado se era a primeira vez que ele dizia isso, Belfort confirmou.

Vitor Belfort, 40, luta MMA profissionalmente desde 1996, quando tinha ainda 19 anos. O atual peso-médio contou que já havia visualizado se aposentar aos 40 desde 2007, e que sente que o momento de parar e passar à sua “segunda jornada” é este. Ele pretende investir no Belfort Fitness Lifestyle, um modelo de treinamento e academia criado em parceria com sua esposa, a ex-apresentadora e atual empresária Joana Prado.

– A vida é dividida em estações, e você precisa reconhecer as estações. Eu fiz mais que o bastante. Às vezes faço flashbacks e penso, “uau, ainda estou fazendo isso, isso é loucura!” Sou muito grato, mas acho que meu corpo precisa descansar. Tenho outras coisas, tenho negócios. Desenvolvi um sistema de treinos em grupo que vamos licenciar. Quero ajudar o esporte de alguma forma e fazer outras coisas. Temos que saber a hora de começar e a hora de terminar. Está na hora. (…) Estou deixando o esporte num ponto que nunca esperava. Caras da minha era nunca esperavam estar lutando (agora), e eu estou saindo ainda relevante. Esta foi minha jornada, conquistei muitas coisas boas, mas quero fazer coisas grandes. Estou entrando na minha segunda jornada na vida, e estou feliz – declarou o atleta.

Em mais de 20 anos de carreira, Vitor Belfort fez 40 lutas profissionais de MMA/Vale Tudo – a deste domingo será a 41ª. Foram 26 vitórias, 13 derrotas e um “No Contest” (luta sem resultado), com passagens pelas organizações UFC, Pride, Cage Rage, Affliction e SuperBrawl. Belfort foi campeão do UFC duas vezes: uma no GP peso-pesado, quando a franquia ainda realizava torneios de uma noite só, no UFC 12, em fevereiro de 1997 – ele tinha apenas 19 anos. A segunda vez foi em janeiro de 2004, quando derrotou Randy Couture por nocaute técnico devido a uma interrupção médica – o americano sofreu um corte no olho aos 49s de luta e não teve condições de continuar. Belfort perdeu o cinturão na revanche, seis meses depois. Ele disputaria o título do Ultimate mais duas vezes no peso-médio, e sairia derrotado em ambas: contra Anderson Silva, em 2011, e contra Chris Weidman, em 2015. Também disputou o cinturão peso-meio-pesado contra Jon Jones em 2012, e perdeu por finalização no quarto round.

Oque você acha disso?

sportv
Anunciante

Preparo

Atletismo de Birigui participa de treinamento avançado com técnico cubano

Dois jovens da escolinha de atletismo da Prefeitura de Birigui estão participando de um treinamento avançado que começou no último dia 15 de janeiro e segue até o próximo dia 19.

O evento é promovido pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAT) e acontece na cidade de Bragança Paulista, reunindo atletas de várias regiões do Brasil.

Os atletas Eduardo Augusto, de 15 anos, e Bruno Henrique, de 17 anos, viajaram com o professor Edson Miguel, técnico de atletismo da Prefeitura de Birigui.

De acordo com o professor, os treinos acontecem do Centro de Treinamento Nacional da CBAT e estão sendo ministrados pelo técnico cubano Julian Maloy, junto com uma equipe multidisciplinar formada por psicólogo, nutricionista, fisiologista, médico e fisioterapeuta.

“Essa equipe de profissionais avalia cada detalhe dos atletas, visando melhorar o desempenho técnico dos participantes. O principal objetivo dos treinos é qualificar as revelações do atletismo brasileiro”, explicou o Edson Miguel, que este ano completa 25 anos como concursado da Prefeitura de Birigui.

Edson Miguel é um dos principais nomes do atletismo brasileiro na modalidade arremesso de peso. Quando atleta, conquistou vários títulos: bicampeão sul-americano na Argentina (97); Campeão sul-americano na Colômbia (99); terceiro lugar no Campeonato Sul-Americano do Brasil (2001); foi 5 vezes campeão brasileiro de arremesso de peso, além de um quarto lugar na Pan Americano do Canadá (99). Foi, ainda, vice-campeão nos Jogos Abertos do Interior de 2003.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

futebol

Ponte supera pênalti e vence o Corinthians na estreia do Paulistão

Vice-campeã em 2017, a Ponte Preta sentindo um gostinho de vingança ao carimbar a faixa de campeão do Corinthians na estreia no Campeonato Paulista.

Nesta quarta-feira, no Pacaembu, a equipe de Campinas superou a dificuldade de atuar com um jogador a menos durante toda a segunda etapa e contou com noite inspirada de Felipe Saraiva, autor do gol, para vencer por 1 a 0 mesmo sendo envolvido pelo Timão, que ainda desperdiçou um pênalti com Jadson.

Curiosamente, no último jogo entre os times, pelo segundo turno do Brasileiro do ano passado, a equipe do interior também levou a melhor: 1 a 0, gol de Lucca.

Se a Ponte Preta saiu do Pacaembu com os três pontos deve-se em boa parte a Felipe Saraiva. O camisa 7 dos cabelos louros foi quem mais incomodou o organizado sistema defensivo corintiano e recebeu como prêmio o gol do jogo.

Rápido e inteligente, partiu para cima de Guilherme Romão do lado esquerdo e criou boas chances. Aos 23 do segundo tempo, ganhou mais um duelo contra o lateral-esquerdo e chutou forte de fora da área.

A bola ainda desviou em Gabriel antes de enganar Cássio. Olho no Saraiva, protagonista na primeira derrotada do atual campeão paulista e brasileiro na temporada.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

time unificado

Coreias do Norte e Sul desfilarão juntas nos Jogos de Inverno

Equipe de hóquei feminino no gelo terá membros dos dois países; desfile na abertura terá bandeira da península.

Coreia do Norte e Coreia do Sul vão formar equipe feminina única de hóquei no gelo

A Coreia do Sul e a Coreia do Norte concordaram em formar sua primeira equipe olímpica unificada e em desfilar juntas na cerimônia de abertura dos Jogos de Inverno no mês que vem, afirmou a agência sul-coreana Yonhap nesta quarta-feira (17). O time conjunto será de hóquei feminino.

O anúncio foi feito em um comunicado de ambos os países divulgado pelo Ministério da Unificação coreana, baseado em Seul, após uma reunião realizada em Panmunjom, cidade na fronteira onde foi assinado o cessar-fogo, na zona desmilitarizada (DMZ) que divide a península.

Na abertura dos Jogos, que serão realizados no condado sul-coreano de Pyeongchang, o desfile dos dois países será com uma bandeira unificada da península.

Na mesma reunião, a Coreia do Norte propôs enviar uma delegação com 550 membros, incluindo 140 artistas, 30 lutadores de Taekwondo e 230 animadoras de torcida. A equipe deve chegar à Coreia do Sul no dia 25 de janeiro, segundo o comunicado.

As famosas “brigadas de animadoras” norte-coreanas estiveram presentes em outros eventos esportivos realizados em território sul-coreano, como os Jogos Asiáticos de Busan em 2002 e o Campeonato de Atletismo da Ásia em Incheon em 2005.

A reunião desta quarta foi a segunda em alto nível entre as duas Coreias em pouco mais de uma semana, depois que em 9 de janeiro ambos os países tiveram seu primeiro encontro deste tipo em dois anos e estabeleceram a convocação de futuras reuniões militares para evitar novos atritos e o envio de uma delegação norte-coreana a Pyeongchang.

Detalhes da viagem

O regime norte-coreano propôs ainda que a delegação que enviará aos Jogos viaje por terra e atravesse a passagem situada na faixa ocidental da fronteira empregada para o funcionamento do polígono intercoreano de Kaesong, enclausurado desde 2016, explicou o Ministério de Unificação sul-coreano.

Ainda que sejam necessárias conversas militares para estabelecer o protocolo de segurança em torno da delegação norte-coreana, a viagem por terra parece mais simples que por mar, já que permitir um barco norte-coreano atracar na costa sul-coreana pode violar as sanções que Seul impõe sobre Pyongyang por seu programa de armas.

Durante as conversas desta quarta, as duas partes discutiram também a possibilidade de realizar atos culturais conjuntos no Monte Kumgang e também na estação de esqui de Masikryong, ambos localizados em território norte-coreano.

Resta determinar o alojamento para a delegação norte-coreana e como será custeada a hospedagem e a viagem de modo que a Coreia do Sul não vulnere as sanções.

Na sessão matinal da reunião, o Norte notificou ainda que enviará uma delegação aos Jogos Paralímpicos de Pyeongchang, que acontecerão entre 9 e 18 de março.

Além disso, ambas partes concordaram que a participação de atletas norte-coreanos em competições oficiais de Pyeongchang será determinada conjuntamente com o Comitê Olímpico Internacional (COI) e o Comitê Paralímpico Internacional (CPI), com o que a Coreia do Norte poderia estrear em Jogos Paralímpicos invernais.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Facebook

Anunciante

MAIS LIDAS DO DIA