Fique Conectado

direitos autorais

Justiça proíbe empresa de vender camiseta com letra de funk

MC G15 pediu também indenização pelos danos com as camisetas já comercializadas com a frase 'o pai te ama' e outra inspirada pela canção.

Camisetas da marca Reserva usavam versos da música 'Deu onda', de MC G15, sem autorização do cantor (Foto: Reprodução)
Anunciante

O Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ) determinou em liminar nesta quarta-feira (10) que a marca de roupas Reserva suspenda a venda de camisetas com versos da música “Deu onda”, de MC G15.

A decisão faz parte de um processo movido pelo cantor contra a empresa dona da grife, Tiferet Comércio de Roupas, em dezembro de 2017 por uso sem autorização de suas letras.

Segundo o advogado doe G15, André Morrissy, as camisetas com o verso “o pai te ama” e outra inspirada na música infringem a lei de direitos autorais, já que o cantor não deu permissão para o uso.

Ele também pede indenização pela venda das camisetas e por danos. “Se o músico quiser comercializar produtos com a mesma letra ele pode ser prejudicado”, diz Morrissy.

A Reserva afirma que tirou os modelos de seu site após a decisão. “As partes envolvidas já estão em contato para esclarecer o ocorrido”, diz a marca através de sua assessoria de imprensa.

Esta é a segunda vez que a grife é processada por usar trechos de músicas sem premissão. Em maio de 2017, o TJ-RJ determinou que a Reserva parasse de vender camisetas com versos de músicas de Tim Maia.

MC G15, autor do hit de verão “Deu onda” (Foto: Divulgação)

Oque você acha disso?

g1
Anunciante

Tecnologia

Saiba como verificar o seu histórico no Google Assistente

Seja por meio do aplicativo do Assistente ou via web, é fácil acessar e editar as informações coletadas pelo Google sobre as suas interações com o serviço.

Com apenas alguns cliques é possível mergulhar no histórico do seu Google Assistente para visualizar todos os comandos que você já realizou, as respostas recebidas e ouvir os áudios com exatamente o que foi ouvido pelo assistente virtual da gigante.

Há duas maneiras de acessar a lista principal, via app e via web. Veja abaixo como fazer isso.

Pelo aplicativo Google Assistente: abra o Google Assistente e clique no ícone azul, no canto superior direito da tela. Na tela seguinte, toque no ícone com três pontos, localizado também no canto superior direito da tela). Na lista drop-down, clique na opção “Minha Atividade” e então será levado para uma lista com todas as interações que já teve com o Google Assistente.

Pela web: acesse a URL myactivity.google.com e então terá uma lista com todo o seu histórico no Google. Clique no botão de “+”, abaixo da barra de buscas, e escolha o filtro para o Google Assistente. Clique no botão de buscar e receberá as atividades no Assistente.

Independente do método escolhido, você terá agora uma lista com as suas atividades no Google Assistente.

Clique em “detalhes” para receber mais informações sobre quando e como a pergunta foi feita, por meio do app do Google no smartphone ou por um aparelho Google Home.

Caso a interação tenha sido feita pelo app, você também receberá a sua localização no momento. E, caso tenha sido feita pelo Google Home, você poderá ouvir uma gravação do que o aparelho ouviu.

Caso o Assistente tenha retornado com resultados de buscas, uma resposta ou realizado uma tarefa, isso também estará listado no histórico.

Algumas dessas informações podem ser úteis se você está tentando descobrir a razão pela qual o Assistente continua te ouvindo mal – por exemplo, você pode estar falando com o smartphone, mas o comando pode ser ouvido por um Google Home no mesmo cômodo, causando problemas de compreensão.

O Google permite que você apague trechos ou mesmo todo o histórico. E, caso você prefira que nada disso seja armazenado em primeiro lugar, é possível desabilitar a coleta por meio dos “controles de atividade”, que está dentro da página “detalhes” de cada item.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

APLICATIVO

Librelix: plataforma de streaming gratuita que você precisa conhecer

A existência da plataforma parte do princípio do livre acesso à cultura defendido pelo criador, Guilmour Rossi

Sem necessidade de qualquer registro ou subscrição, assim é a plataforma de streaming Libreflix, que lhe dá acesso gratuito a todo o gênero de séries, filmes e documentários.

Apesar de não ter a mesma quantidade de conteúdos que a Netflix, por exemplo, sempre é bom poupar uns trocados podendo assistir a obras independentes de qualidade.

A plataforma foi criada por Guilmour Rossi, brasileiro de 21 anos e defensor do livre acesso à cultura.

“O Libreflix é uma plataforma de streaming aberta e colaborativa que reúne produções audiovisuais independentes, de livre exibição e que fazem pensar”. No site da Libreflix, existe a aba onde os produtores independentes podem enviar as suas próprias obras audiovisuais.

Com uma biblioteca em constante crescimento, o objetivo da Libreflix é agora reunir os aplicativos necessários para garantir a expansão do serviço. Os usuários de dispositivos Android e Windows já podem descarregar os respectivos apps. Já para quem tem iPhone, é necessário esperar um pouco mais.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

1983

Sapatos usados por Michael Jackson em 1º ‘moonwalk’ vão a leilão

Peça usava pelo artista ao realizar o passo de dança pela primeira vez no palco será leiloada em 26 de maio.

Calçado usado por Michael Jackson (Foto: GWS Auctions/Divulgação)

O famoso mocassim preto usado por Michael Jackson em sua primeira apresentação de “moonwalk” no palco vai para leilão. O cantor usou o calçado durante a apresentação de “Billie Jean” no especial televisivo “Motown 25”, em 1983, fazendo sua tradicional caminhada para trás.

(Foto: Robet Wallis – Corbis ; Robet Wallis / Corbis)

“Qualquer coisa relacionada a Michael Jackson é extraordinária, e ter algo tão incrivelmente histórico como esses sapatos usados por Michael quando ele fez o famoso ‘moonwalk’ é extremamente especial. Estamos muito honrados em poder oferecê-los em leilão”, afirmou Brigitte Kruse, dona da GWS Auctions, segundo informações da CNN.

Kruse ainda informou para a CNN que a estimativa do leilão é modesta: US$ 10 mil (cerca de R$ 34 mil). Apesar da afirmação, ao entrar no site da casa de leilões, o lance mínimo atual para a peça é de US$ 50 mil (R$ 170 mil). O leilão da peça está marcado para 26 de maio, na Califórnia.

Calçado usado por Michael Jackson vai a leilão (Foto: GWS Auctions/Divulgação)

Segundo informações da casa de leilão na descrição do lote, Michael chamava o par de calçados como “sapatos mágicos”. O catálogo ainda descreve a peça como calçados que “estão em uma condição maravilhosa para sua idade, com sinais evidentes de uso para as solas”.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Facebook

Anunciante

MAIS LIDAS - 24 HRS