Fique Conectado

interior de SP

Advogados são presos suspeitos de fraudes de R$ 100 milhões

Polícia Civil diz que advogados ingressavam com ações em nome de falsos correntistas, exigindo expurgos inflacionários do 'Plano Verão'.

Publicado

em

Documentos foram apreendidos em escritórios e nas residências dos investigados pela Operação Têmis em Ribeirão Preto (Foto: Reprodução/EPTV)
Anunciante

Cinco pessoas foram presas nesta quinta-feira (11) durante a Operação Têmis, que investiga advogados de Ribeirão Preto (SP) suspeitos de fraudes judiciais. A Polícia Civil estima que o golpe tenha causado prejuízo de R$ 100 milhões a instituições bancárias.

Ao todo, sete mandados de prisão preventiva e 20 de busca e apreensão foram expedidos pela Justiça. A operação foi realizada pela Delegacia Seccional de Ribeirão, em conjunto com o Ministério Público e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). Foram presos:

AnuncianteCirco Mágico
  • Renato Rosin Vidal, advogado do escritório “Lodoli, Caropreso, Bazo & Vidal Sociedade”
  • Klaus Philipp Lodoli, advogado do escritório “Lodoli, Caropreso, Bazo & Vidal Sociedade”
  • Ângelo Luiz Feijó Bazo, advogado do escritório “Lodoli, Caropreso, Bazo & Vidal Sociedade”
  • Ramzy Khuri da Silveira, proprietário da associação “Pode Mais, Limpe Seu Nome”
  • Luiz Felipe Naves Lima, funcionário da associação “Eu vou trabalhar”

Os suspeitos foram encaminhados ao Centro de Detenção Provisória. Dois mandados de prisão não foram cumpridos. São considerados foragidos:

  • Gustavo Caropreso Soares de Oliveira, advogado do escritório “Lodoli, Caropreso, Bazo & Vidal Sociedade”
  • Ruy Rodrigues Neto, proprietário da associação “Eu vou Trabalhar”

Em nota, a Polícia Civil informou que, após um ano de investigações, identificou uma organização criminosa – composta por advogados – que praticava fraudes processuais, exigindo na Justiça supostas diferenças de expurgos inflacionários decorrentes dos planos Collor, Verão e Bresser.

Os beneficiários seriam correntistas do extinto banco Nossa Caixa, incorporado pelo Banco do Brasil. Entretanto, a investigação identificou que os autores dos processos – todos estão sob sigilo de Justiça – têm nomes comuns, inclusive homônimos.

“Verificou-se que os supostos autores das ações possuem nomes comuns, com diversos homônimos, não guardando vínculo pessoal ou profissional com o domicílio das contas, ou as comarcas onde foram distribuídas as ações e, na verdade, apurou-se que não eram os verdadeiros correntistas”, diz o comunicado.

Escritório de advocacia é alvo da Operação Têmis em Ribeirão Preto (Foto: Reprodução/EPTV)

O esquema

Segundo o Ministério Público, os suspeitos conseguiam ilegalmente o cadastro de clientes de bancos e entravam com ações judiciais sem que as pessoas soubessem que os nomes delas eram usados. A suspeita de que funcionários das instituições financeiras estejam envolvidos na fraude não está descartada.

Com a relação de correntistas em mãos, assim como os números das contas bancárias e os respectivos valores depositados na década de 1990, os investigados saíam à procura de homônimos residentes em Ribeirão e região para usá-los nas fraudes.

As vítimas assinavam procurações em meio a outros documentos, sem nenhum conhecimento. Inadimplente, a maioria dessas pessoas era abordada pelos advogados ou por intermediários deles, com a promessa de conseguirem quitar as dívidas.

O MP informou que os suspeitos também usavam uma associação para atrair inadimplementes, prometendo “limpar os nomes sujos”. A empresa, localizada na Avenida Costábile Romano, ficava a 150 metros de dois escritórios de advocacia que também são alvos da Operação Têmis.

Investigação

Ainda de acordo com a polícia, o caso passou a ser investigado após a identificação de inúmeras ações judiciais cíveis para cumprimento de sentença em diversas comarcas paulistas, sempre com o mesmo teor: pagamento de diferenças de expurgos inflacionários do “Plano Verão”.

“Com isso, a fraude processual baseada em quebra de sigilo bancário e subsequente captação de clientela induziu a erro o poder judiciário e poderia ocasionar um prejuízo estimado aos bancos em torno de cem milhões de reais”, diz a nota.

A operação foi batizada de Têmis, divindade grega que representa a Justiça e é representada com uma balança equilibrada na mão esquerda e uma espada, na direita. Além disso, Têmis carrega as tábuas da lei e tem os olhos vendados, o que significa que é imparcial.

Deixe sua opinião


g1
Anunciante

REGIÃO

Mãe e filha morrem em acidente entre carro e caminhão em rodovia de Olímpia

Publicado

em

Mãe e filha morrem em acidente entre carro e caminhão em rodovia de Olímpia — Foto: Arquivo Pessoal

Mãe e filha morreram em um acidente na Rodovia Assis Chateaubriand, em Olímpia (SP), nesta quarta-feira (17).

De acordo com as informações da Polícia Rodovária Estadual, o carro onde as vítimas estavam trafegava sentido Guapiaçu (SP) quando invadiu a pista contrária e bateu na lateral de um caminhão.

AnuncianteCirco Mágico

Marlene Aparecida Figueiredo Marinho, de 66 anos, morreu no local do acidente. Ana Paulista Figueiredo Marinho, de 39, chegou a ser socorrida mas não resistiu aos ferimentos.

As vítimas são de Altair (SP) e serão enterradas na cidade nesta quinta-feira (18).

Mãe e filha morrem em acidente entre carro e caminhão em rodovia de Olímpia — Foto: Arquivo Pessoal

Deixe sua opinião

Continue Lendo

MORTE SUSPEITA

Gestante perde bebê e morre após procedimento para indução de parto

Publicado

em


Uma gestante de 30 anos, moradora em Valparaiso, morreu na madrugada desta quinta-feira na Santa Casa de Araçatuba, para onde havia sido transferida após complicações em um procedimento para indução de parto normal, para retirada do feto de 39 semanas que estava sem vida.

De acordo com o boletim de ocorrência, a mulher foi até uma unidade de saúde no município onde reside para exames de rotina, quando o médico não constatou as batidas cardíacas do feto, e encaminhou a mulher para a Santa casa de Valparaíso. No hospital, foi constatado que o feto estava sem vida, e a equipe médica realizou procedimento para indução de parto normal.

AnuncianteCirco Mágico

A mulher teve complicações e sofreu uma hemorragia e parada cardiorrespiratória. A mãe dela disse à polícia que sua filha não tinha nenhum problema de saúde e já tinha dois filhos. Por volta de 1h a mulher foi transferida para a Santa Casa de Araçatuba, onde veio a óbito por volta das 3h. O corpo da gestante foi encaminhado para exame no IML. A Polícia Civil vai investigar o caso.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

CARA DE PAU

Homem é preso após furtar segundo par de botas na mesma loja

Publicado

em


Um homem de 54 anos foi preso em flagrante nesta quarta-feira após furtar, pela segunda vez, um par de botas em uma loja especializada no comércio de equipamentos de proteção individual, localizada na rua Brasil, no bairro São João, em Araçatuba. No momento do furto, o ladrão “cara de pau” estava calçando um par de botas que havia furtado na mesma loja no dia anterior, e ainda estava com brinquedos furtados em uma loja de departamentos no centro de Araçatuba.

De acordo com o boletim de ocorrência, o homem entrou no estabelecimento por volta das 9h30, e após pegar um par de botas, saiu correndo do local. O proprietário e um funcionário correram atrás do ladrão e conseguiram detê-lo há alguns metros do local. Ele foi levado para a loja e trancado em um banheiro até a chegada da polícia.

AnuncianteCirco Mágico

O homem confessou o furto e disse que praticou o crime por necessidade. Ele estava com dois brinquedos e confessou que havia furtado em uma loja de departamentos na rua Duque de Caxias. Um funcionário foi até o local e reconheceu os produtos. O homem foi preso em flagrante, levado para a delegacia e será encaminhado para audiência de custódia.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

INVESTIGAÇÃO

Morre homem agredido durante briga no Hilda Mandarino

Publicado

em


Carlos de Jesus Januário, de 37 anos, morreu na noite desta quarta-feira na Santa Casa de Araçatuba, onde estava internado desde o dia 15 após se envolver em uma briga com um homem morador próximo de sua casa, no bairro Hilda Mandarino, em Araçatuba. Na polícia foi registrado um boletim de ocorrência como lesão corporal seguida de morte.

De acordo com o boletim de ocorrência, Januário e o acusado frequentemente estavam juntos ingerindo bebidas alcoólicas, e já haviam se desentendido em outras ocasiões. No dia 15, após um desentendimento eles acabaram entrando em luta corporal, e Januário caiu, batendo a cabeça no chão.

AnuncianteCirco Mágico

No dia ele foi socorrido por populares e a informação é de que na Santa Casa, informou que havia caído no banheiro e batido a cabeça. No entanto, mãe dele disse à polícia que há testemunhas da briga e inclusive havia manchas de sangue no local onde seu filho havia sido agredido. A Polícia Civil vai investigar o caso.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

MAIS LIDAS - 24 HRS

error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998