Fique Conectado

futebol

Corinthians abre o ano contra o PSV no torneio da Flórida

Clube paulista joga nesta quarta-feira, às 22h, pelo Torneio da Flórida

Kazim em treino do Corinthians nos EUA (Foto: Daniel Augusto Jr / Agência Corinthians)
Anunciante

O Corinthians que começou 2017 vencendo o Vasco por 4 a 1 no Torneio da Flórida não foi o mesmo que conquistou o Paulistão meses depois e era bem diferente daquele que foi campeão brasileiro em dezembro.

Reforços chegaram (Pablo e Jadson), o desenho tático mudou, e Fábio Carille se consolidou. Ou seja, a primeira impressão em 2018 não será definitiva.

Nesta quarta-feira, às 22h (de Brasília), o Timão abre 2018 contra o PSV Eindhoven, da Holanda, pelo Torneio da Flórida, com alguns pontos de interrogação após sete dias de preparação:

  • Juninho Capixaba substituirá Guilherme Arana à altura?
  • Kazim substituirá Jô à altura até a chegada de um reforço?
  • O time funcionará no retorno definitivo do esquema 4-1-4-1?

As respostas, é claro, não serão resolvidas neste jogo. Segundo o preparador físico Walmir Cruz, o time deve engrenar em quatro ou cinco jogos, durante o Paulistão. Até lá, o grupo deve ganhar reforços: o zagueiro Henrique está apalavrado. Um centroavante é buscado pela diretoria – Henrique Dourado desponta como o preferido.

Fábio Carille ainda espera que Alessandro e a diretoria tragam reforços (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

Parte tática

Agora no 4-1-4-1, o Timão repetirá a postura que mostrou em alguns momentos de jogos na reta final do Brasileirão. Quando precisava vencer, Carille sacava um volante do esquema 4-2-3-1, apostava na entrada de Jadson e investia na velocidade e na recomposição de seus dois pontas (Romero e Clayson).

A troca funcionou diversas vezes, como por exemplo no jogo do título, quando o Timão virou diante do Fluminense, venceu por 3 a 1 e garantiu o heptacampeonato.

Na frente, porém, Kazim não é Jô. Além dos 25 gols marcados na temporada passada, o centroavante vendido ao futebol japonês participava da construção das jogadas e era peça importante na origem do ataque: Cássio batia o tiro de meta, Jô ganhava de cabeça e iniciava o ataque com algum companheiro.

Kazim, mais brigador e de vigor físico superior, fica preso na área. As opções a ele são Júnior Dutra, Danilo e Carlinhos.

Assim como no ano passado, o Corinthians do Torneio da Flórida terá dois times, um em cada tempo de 45 minutos. A medida é tomada por conta do desgaste, já que apenas sete dias separam o jogo das férias.

Por outro lado, o PSV vem em meio de temporada e lidera o Campeonato Holandês com cinco pontos de vantagem para o rival Ajax.

Oque você acha disso?

ge
Anunciante

CORINTHIANS

Mateus esquece Pet e adota Vital para honrar a mãe assassinada

O reforço mais novo do Corinthians para esta temporada, Mateus Vital, foi apresentado pelo clube na tarde desta quinta-feira, no CT Joaquim Grava. Adquirido após fazer um bom Campeonato Brasileiro pelo Vasco da Gama, o armador, chamado de Mateus Pet durante toda a categoria de base, explicou sua opção pelo sobrenome que carregará na camisa corintiana a partir deste ano, uma homenagem à sua falecida mãe, Viviane, em 2007.

“Comecei no Vasco com 5 anos, aos 9 perdi minha mãe voltando de um treino, foi um baque na minha vida”, comentou o garoto, com cara de adolescente, que viu a mãe ser atingida por um tiro em um assalto quando deixava mais um treino. O pai, Jorge, chorando, acompanhou o depoimento em uma das cadeiras da sala de imprensa do CT, disfarçando a emoção com um óculos escuro. O baque foi tamanho que, a princípio, ele nem queria mais voltar a jogar futebol.

“Pensei em parar, mas meu pai e minhas irmãs me ajudaram. E o Vasco esteve do meu lado a todo momento, uma psicóloga ficou quase 24h comigo. Claro que, ao chegar aqui passa um filme forte, foi o momento mais difícil da minha vida. Mas agora quero pensar em jogar futebol”, disse o armador, já com a ideia de como homenagear a mãe.

“Acho que agora vou deixar Mateus Vital, para honrar o nome da minha mãe que hoje está no céu. Já havia mudado de Pet no ano passado. Como subi para o profissional com esse nome, o pessoal estava comparando muito. Tomei a decisão com a família, até para homenagear minha mãe, ficou melhor. Sou o Mateus, o Pet é o Pet. Mas com qualquer nome que levar na camisa quero mostrar meu melhor, meu futebol”, disse o atleta, sem se assustar com o Timão.

“Acho que no futebol não tem essa de assusta ou não, tem que entrar e jogar. Tenho 19 anos e vou jogar com jogadores de 30. Tem que mostrar, me adaptar”, continuou o armador, muito bem avaliado pelo técnico Fábio Carille, já de olho em conquistar a torcida do campeão brasileiro.

“Um clube gigantesco no Brasil e mundialmente, que ganha muitos títulos, um time muito aguerrido, espero passar isso, ser um jogador aguerrido. Essa torcida louca é apaixonada pelo clube”, concluiu Vital.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Preparo

Atletismo de Birigui participa de treinamento avançado com técnico cubano

Dois jovens da escolinha de atletismo da Prefeitura de Birigui estão participando de um treinamento avançado que começou no último dia 15 de janeiro e segue até o próximo dia 19.

O evento é promovido pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAT) e acontece na cidade de Bragança Paulista, reunindo atletas de várias regiões do Brasil.

Os atletas Eduardo Augusto, de 15 anos, e Bruno Henrique, de 17 anos, viajaram com o professor Edson Miguel, técnico de atletismo da Prefeitura de Birigui.

De acordo com o professor, os treinos acontecem do Centro de Treinamento Nacional da CBAT e estão sendo ministrados pelo técnico cubano Julian Maloy, junto com uma equipe multidisciplinar formada por psicólogo, nutricionista, fisiologista, médico e fisioterapeuta.

“Essa equipe de profissionais avalia cada detalhe dos atletas, visando melhorar o desempenho técnico dos participantes. O principal objetivo dos treinos é qualificar as revelações do atletismo brasileiro”, explicou o Edson Miguel, que este ano completa 25 anos como concursado da Prefeitura de Birigui.

Edson Miguel é um dos principais nomes do atletismo brasileiro na modalidade arremesso de peso. Quando atleta, conquistou vários títulos: bicampeão sul-americano na Argentina (97); Campeão sul-americano na Colômbia (99); terceiro lugar no Campeonato Sul-Americano do Brasil (2001); foi 5 vezes campeão brasileiro de arremesso de peso, além de um quarto lugar na Pan Americano do Canadá (99). Foi, ainda, vice-campeão nos Jogos Abertos do Interior de 2003.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

futebol

Ponte supera pênalti e vence o Corinthians na estreia do Paulistão

Vice-campeã em 2017, a Ponte Preta sentindo um gostinho de vingança ao carimbar a faixa de campeão do Corinthians na estreia no Campeonato Paulista.

Nesta quarta-feira, no Pacaembu, a equipe de Campinas superou a dificuldade de atuar com um jogador a menos durante toda a segunda etapa e contou com noite inspirada de Felipe Saraiva, autor do gol, para vencer por 1 a 0 mesmo sendo envolvido pelo Timão, que ainda desperdiçou um pênalti com Jadson.

Curiosamente, no último jogo entre os times, pelo segundo turno do Brasileiro do ano passado, a equipe do interior também levou a melhor: 1 a 0, gol de Lucca.

Se a Ponte Preta saiu do Pacaembu com os três pontos deve-se em boa parte a Felipe Saraiva. O camisa 7 dos cabelos louros foi quem mais incomodou o organizado sistema defensivo corintiano e recebeu como prêmio o gol do jogo.

Rápido e inteligente, partiu para cima de Guilherme Romão do lado esquerdo e criou boas chances. Aos 23 do segundo tempo, ganhou mais um duelo contra o lateral-esquerdo e chutou forte de fora da área.

A bola ainda desviou em Gabriel antes de enganar Cássio. Olho no Saraiva, protagonista na primeira derrotada do atual campeão paulista e brasileiro na temporada.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Facebook

Anunciante

MAIS LIDAS - 24 HRS