Fique Conectado

Inclusão

Usuários do Ritinha Prates participam de campeonato de bocha

Grupo de 14 usuários do hospital neurológico faz parte da categoria BC3 e começou a treinar neste ano; competidores receberão medalhas

Publicado

em

Usuários do hospital iniciaram neste ano a prática do esporte
Anunciante

O Hospital Neurológico Ritinha Prates, de Araçatuba, realiza no próximo dia 7 de dezembro o primeiro campeonato interno de bocha – categoria BC3. Nesta categoria, o atleta não consegue arremessar a bola sozinho. Para isso, faz uso de uma calha ou uma rampa, mexida por um auxiliar, que faz o comando que o atleta pede. Esta é a primeira vez que a entidade desenvolve esse tipo de atividade esportiva com os seus usuários.

De acordo com a fisioterapeuta do Hospital, Priscila Aparecida Martins Mendes, os usuários começaram a treinar a atividade neste ano, junto com o grupo de estimulação motora. Ao todo, participam 14 usuários da entidade.

A fisioterapeuta explica que a bocha é uma atividade que pode ser praticada por pessoas de diferentes idades e tipos de deficiência. Entre os atletas que irão disputar o primeiro campeonato de bocha, há diversas patologias como paralisia cerebral, deficiência visual, autismo, entre outras. “Utilizamos (a bocha) como uma maneira de estimulação motora e perceptiva, interação social e cognição, se tornando uma atividade funcional e lúdica”, completa Priscila. Os participantes da competição serão premiados com medalhas de ouro, prata e bronze.

Entre os vários aspectos positivos que a prática esportiva proporciona aos usuários do Hospital Ritinha Prates, Priscila explica que, além de acrescentar uma mudança na rotina da instituição, favorece, ainda, o desenvolvimento de habilidades motoras e interativas na vida do usuário. “Tudo isso proporciona respostas significativas nos aspectos biopsicossociais”, conclui Priscila.

Bocha adaptada

Além da categoria BC3, há outras três modalidades de bocha paraolímpica. São elas: BC1, BC2 e a BC4. Na primeira, um auxiliar movimenta a cadeira e entrega a bola, uma vez que o jogador não pode realizar essa ação sozinha por causa das limitações físicas. Na categoria BC2, o atleta tem uma condição física melhor e possui força necessária para atuar sem ajuda de um auxiliar. Nesse caso, o jogador tem condição de pegar a bola no chão e fazer o arremesso. Já a categoria BC4, os atletas apresentam outras deficiências, que não a paralisia cerebral. Eles conseguem mover a cadeira e fazer o arremesso (mas não conseguem pegar a bola no chão).

A Entidade

Sem fins lucrativos, a Associação de Amparo do Excepcional Ritinha Prates (AAERP) existe há 40 anos trabalha na área da saúde e inclusão social, por meio do Hospital Neurológico Ritinha Prates (HNRP), com a prestação de serviços especializados a pessoas com deficiências neurológicas e auditivas. O HNRP atende atualmente 60 usuários internos com deficiências neurológicas profundas e irreversíveis.

A entidade também é a mantenedora do Centro Especializado em Reabilitação (CER III Ritinha Prates). Entre os seus valores está o tratamento humanizado, além do respeito a conceitos éticos, morais, ambientais e filantrópicos.

Oque você acha disso?

Assessoria de Imprensa do Hospital Ritinha Prates
Anunciante

Andradina

Cine Itinerante leva entretenimento e projeto de revitalização à Praça Moura Andrade

A revitalização foi uma parceria do Governo de Andradina com a CoopCult que tem como patrocinadora a concessionária Elektro

Publicado

em

Projeto envolveu trabalho de conscientização de alunos da rede municipal, revitalização de praça e exibição de sucessos do cinema

A prefeita de Andradina, Tamiko Inoue, foi à primeira voluntária a se inscrever no projeto de revitalização da Praça Moura Andrade que ocorreu neste fim de semana. A revitalização foi uma parceria do Governo de Andradina com a CoopCult (Cooperativa de Produção de Arte e Cultura) que tem como patrocinadora a concessionária Elektro.

Foram realizadas pinturas e replantio de gramas com participação da equipe do Governo Municipal e da população, tudo supervisionado pelas equipes da Secretaria de Obras e Infraestrutura e do Meio Ambiente. “Agradeço a todos que realizaram o trabalho de deixar a praça ainda mais bonita”, comentou Tamiko.

Quem também participou foi o assessor de assuntos estratégicos e ex-prefeito, Jamil Ono, a secretária de Educação, Lucilene Novais dos Santos, o secretário de Meio Ambiente, Claudio Gotardo, o secretário de Administração, José Henrique Pastorelli, entre outras autoridades.

No projeto, alunos dos 4º anos das escolas Ondina Hofing de Castilho, Leonor Salomão, Profª Maria Vera Quental Tamai, Zoraide de Carvalho Oliveira, Josepha de Jesus Carreira, Humberto Passarelli e Anna Maria Marinho Nunes também receberam oficinas teóricas e práticas em um  trabalho de conscientização.

Dentre as orientações apresentadas nas oficinas com os alunos foram discutidos temas como Meio Ambiente, preservação do patrimônio e espaços, desperdícios e principalmente a divisão de responsabilidades.

Para abrilhantar o projeto foram exibidos três sucessos do cinema à população de sexta (08) à domingo (10) acompanhados de pipoca. Os filmes A Cabana, Como Eu Era Antes de Você e Moana: Um Mar de Aventuras encantaram crianças e adultos.

Segundo explica o secretário de Cultura, Fabrício Carvalho, as oficinas de ecodesing com a participação de grupos de jovens e crianças da rede municipal de ensino levou noções de sustentabilidade, segurança, cidadania e consumo consciente. “Incentivamos boas práticas, sendo que tivemos a diversão aliado a levar o cidadão a entender o seu papel como agente de transformação”.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Levantamento

Com preço médio de R$ 4,052, litro da gasolina bate novo recorde

Publicado

em

O preço médio do litro da gasolina subiu pela sexta semana consecutiva e foi de 4,051 para 4,052 reais, segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

É o maior valor cobrado dos consumidores no ano. O levantamento levou em conta os preços de 3.112 postos no país.

Apesar do aumento ao consumidor, o preço nas refinarias da Petrobras caiu 0,85% na última semana, segundo dados divulgados pela petrolífera. Os postos têm liberdade para definir o valor final do produto.

Desde julho, quando entrou em vigor a política de reajustes atual – que permite correções até diárias – o preço nas distribuidoras subiu 22,6%.

Etanol e diesel
O preço médio do etanol permaneceu em 2,872 reais por litro na última semana, segundo pesquisa da ANP com 2.718 postos.

O maior valor no ano até agora foi registrado em janeiro, de 2,931 reais. O diesel caiu de 3,466 reais para 3,441 reais por litro. O preço nas refinarias subiu 2,51% no período, segundo a Petrobras.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Fiscalização

IPEM reprova 4,8% dos produtos típicos das ceias de final de ano

Operações foram realizadas na capital paulista e nas cidades de Bauru, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto

Publicado

em

Entre os itens avaliados estavam panetones, frutas secas da época, biscoitos e chocolates em embalagens natalinas

Especialistas do Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (IPEM-SP), órgão delegado do Inmetro e vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, realizaram a operação “Boas Festas” nos dias 6 e 7 de dezembro, nos laboratórios da capital, Bauru, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto. O objetivo foi verificar os produtos típicos das ceias de Natal e Ano Novo. Ao todo, na capital e interior, foram verificados 62 produtos, sendo 3 reprovados por diferença entre o peso real e o indicado na embalagem, o que corresponde a 4,8% dos produtos vistoriados.

Entre os itens avaliados estavam panetones, frutas secas da época, biscoitos e chocolates em embalagens natalinas, enfeites natalinos, entre eles, papel de presente, guardanapo, cordões e fitas decorativas.

No laboratório da capital, foram examinados 24 produtos, sendo um deles (4,2%) reprovado por diferença entre o peso real e o indicado na embalagem.

Em Bauru, foram examinados 14 produtos, sendo reprovado um (7,1%), por diferença entre o peso real e o indicado na embalagem.

Em Ribeirão Preto, foram examinados 12 produtos, sendo reprovado um (8,3%), por diferença entre o peso real e o indicado na embalagem.
Em São José do Rio Preto, foram examinados 12 produtos, sem nenhuma reprovação.

Os produtos foram coletados previamente pelos fiscais em pontos de venda de pequeno, médio e grande porte em todo o Estado para serem avaliados nos laboratórios do IPEM-SP.

O objetivo foi verificar a fidelidade das indicações de quantidade nas embalagens dos produtos, a fim de coibir a comercialização de itens que tragam em suas embalagens informações em desacordo com a legislação vigente.
As empresas autuadas têm dez dias para apresentar defesa ao órgão. As multas podem variar de R$ 100 a R$ 1,5 milhão, dobrando na reincidência.

Confira a tabela com as irregularidades, acesse https://goo.gl/ypaFkK

Orientação para o consumo

O IPEM-SP disponibiliza para download o Guia Prático de Consumo, que traz dicas ao consumidor sobre o que observar na hora da compra de produtos embalados, têxteis, eletrodomésticos, itens que devem trazer o selo do Inmetro e também a utilização de balanças disponíveis em supermercados, padarias, açougues e outros tipos de comércio. Para o download do guia acesse http://goo.gl/jYpCEk, aproveite e conheça outras publicações do IPEM-SP no link: http://goo.gl/Waw0P1.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Facebook

Anunciante Sou Mais Familia

MAIS LIDAS DO DIA