Fique Conectado

curto-circuito

Prédio da Polícia Civil explode em Fernandópolis

A suspeita da polícia é de que artefatos apreendidos recentemente, guardados no local, tenham explodido após um curto-circuito

Anunciante

A Polícia Civil de Fernandópolis (SP) investiga o que teria provocado uma explosão na sede da Delegacia de Investigações Gerais Sobre Entorpecentes (Dise) da cidade, na noite desta quarta-feira (6).

Uma testemunha que passava pelo local disse que viu fumaça saindo do ar condicionado de uma das salas da delegacia e, em seguida, ouviu duas explosões – sendo a primeira mais fraca e uma mais forte logo depois, que acabou destruindo uma sala no piso superior da delegacia.

De acordo com o delegado seccional, Oreste Carósio Neto, as explosões teriam sido acidentais, já que a primeira hipótese aponta que faíscas de um curto-circuito teriam atingido pólvora e cartuchos que estavam armazenados na sala.

Ainda de acordo com o delegado, a pólvora e os cartuchos foram apreendidos durante ação da polícia há alguns meses e peritos irão até a delegacia apurar o caso. A Dise estava fechada no momento das explosões e, por isso, ninguém ficou ferido.

Oque você acha disso?

G1

flagrante

Idoso é detido acusado de estuprar criança de 6 anos em Araçatuba.

O acusado aproveitou a ausência do avô da criança para abusar da vítima.

(Imagem Ilustrativa)

A Polícia Militar deteve na tarde deste sábado (10) um homem de 68 anos acusado de estuprar uma menina de apenas 6 anos em uma chácara localizada no bairro rural da Jacutinga, em Araçatuba.

Segundo informações obtidas pelo site Regional Press, o acusado de cometer o crime estava prestando serviço de carreto ao avô da criança e em um determinado momento teria ficado a sós com a menina.

Depois que o acusado deixou o local, a família percebeu um comportamento anormal e indagou sobre o que teria acontecido. A criança relatou que o homem havia beijado sua boca e passado as mãos em suas partes íntimas.

A PM imediatamente foi acionada a comparecer no local e policiais da equipe D (Delta) localizaram o acusado, que a princípio negou as acusações, porém depois de uma breve conversa, acabou confessando os abusos.

Diante dos fatos o idoso foi encaminhado ao plantão policial onde foi autuado em flagrante pelo crime de estupro de vulnerável. Ele permaneceu detido a disposição da justiça.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

araçatuba

Pintor é esfaqueado por desconhecido após discussão em bar

Suspeito esfaqueou braço, mão e costas da vítima, que foi socorrida e passa bem. Suspeito não foi localizado.

Imagem Ilustrativa

Um pintor de 54 anos foi esfaqueado depois de discutir com um desconhecido em um bar de Araçatuba (SP), na noite de sexta-feira (9).

De acordo com informações da polícia, depois da briga no estabelecimento, o pintor foi para a casa no bairro Guanabara, mas foi surpreendido pelo homem armado com uma faca.

O suspeito esfaqueou o braço, mão e costas da vítima e fugiu em seguida. O pintor foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros, encaminhado à Santa Casa da cidade para atendimento médico e passa bem.

A polícia não localizou o suspeito na região.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Investigação

MP denuncia pastor que matou e ocultou corpo de pastora em Goiás

O caso do pastor Alexandre de Souza e Silva, 47 anos, acusado de matar a pastora e ex-companheira Ailsa Regina Gonzaga, 40, ganhou mais um capítulo nessa sexta-feira (9). Ele foi denunciado pelo Ministério Público de Goiás, que o acusa de feminicídio e ocultação de cadáver. O crime foi cometido em dezembro do ano passado.

A vítima, segundo informações do G1, ficou desaparecida durante dois meses. Ela foi vista pela última vez no dia 8 de novembro, quando saiu de casa para alugar um imóvel, em Goiânia.

A denúncia foi assinalada pelo promotor de Justiça Marcelo Franco de Assis Costa. De acordo com Costa, as condições em que o assassinato foi cometido comprovam “o desprezo do denunciado pela condição do sexo feminino, inclusive a violência em contexto amoroso familiar”.

No dia 28 de dezembro, o pastor foi preso na própria casa, em Águas Claras, no Distrito Federal, onde confessou o crime e revelou que abandonou o corpo da vítima na Zona Rual de Aragoiânia, na Grande Goiânia.

O pastor Alexandre Souza e Silva afirmou no dia 1º de janeiro deste ano que matou a pastora Ailsa Regina Gonzaga porque ela o estaria perseguindo e querendo reatar um relacionamento entre eles. Foragido da Justiça desde 2002 por crime de latrocínio – roubo seguido de morte -, ele diz que a mulher ameaçava entregá-lo.

“Ela ficava me perseguindo, também me denunciava para a polícia porque era foragido. No dia que a matei, ela entrou no assunto que tinha de viver com ela, falei que não gostava mais dela, e ela tentou me golpear”, disse ao G1.

O delegado responsável pelo caso, Valdemir Pereira, disse ao G1 não acreditar na versão. “Ele disse para a atual mulher dele: ‘Vou lá me vingar, matar aquela pessoa [pastora]’. Quando voltou, ele disse: ‘Me vinguei’. Ele tinha ódio da pastora”, detalhou.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Facebook

Anunciante

MAIS LIDAS - 24 HRS