Fique Conectado

FÚRIA

Pedreiro agride a ex-mulher a pauladas, furta quase R$ 1 mil e ainda destrói o carro dela

Publicado

em

Anunciante

Uma dona de casa de 53 anos foi ameaçada de morte e agredida pelo ex-marido, um pedreiro morador no bairro Vila aeronáutica, no final da tarde desta terça-feira, em Araçatuba. O homem ainda furtou a bolsa da ex-mulher com R$ 950 e danificou todo o carro dela.

De acordo com o boletim de ocorrência, o casal havia se separado e a mulher retornou a casa para pegar seus pertences. O pedreiro se negou a devolver os pertences da ex-mulher e a ameaçou de morte caso ela o denunciasse à polícia.

Na sequência o pedreiro, muito nervoso, pegou um pedaço de pau e começou a danificar o carro da mulher, quebrando todos os vidros, exceto o traseiro, e danificando a lataria. Não satisfeito, com o mesmo pedaço de pau, partiu para cima da mulher, causando ferimentos no braço esquerdo e lesões por várias partes do corpo.

Depois ele entrou no carro e pegou a bolsa dela, onde havia R$ 950, furtou o dinheiro e disse que não iria devolver. A mulher foi ao plantão policial e registrou a ocorrência. A Polícia Civil vai investigar o caso. O pedreiro foi indiciado por furto, dano e lesão corporal.

Oque você acha disso?

Anunciante

VIOLÊNCIA

Pedreiro é preso após agredir companheira por ciúmes do ex em Araçatuba

Publicado

em

Um pedreiro de 33 anos agrediu fisicamente a esposa, de 37, no final da noite deste domingo, na residência do casal, no bairro Jussara, zona sul de Araçatuba. Policiais militares foram acionados por vizinhos a comparecer no local, onde estaria ocorrendo uma briga de casal.

Ao chegar no local encontraram o pedreiro sentado na calçada, e indagado sobre a mulher, disse que ela estava tomando banho. A mulher confirmou que foi violentamente agredida pelo companheiro e disse que o motivo teria sido ciúmes do seu ex. Ela procurou pelo ex-marido para perguntar sobre o filho, que estava fora de casa.

O pedreiro não gostou e isso teria motivado a discussão que foi seguida das agressões. Os policiais tinham a informação de que o acusado teria um revólver, e poderia estar escondido na casa de um parente. Os PMs foram até o local e não entraram porque o imóvel estava fechado.

No entanto, os policiais constataram que o interior da casa estava todo bagunçado e com armário da cozinha quebrado, com indícios de que havia ocorrido uma briga no local. O pedreiro foi conduzido conduzido à delegacia e detido em flagrante. Foi arbitrada fiança mas ele não apresentou o valor e ficou detido.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

PISTA

Rastros de sangue leva polícia até suspeito de ter matado servente a facadas durante a madrugada

Publicado

em

O servente de pedreiro Felipe Ferreira Batista, de 25 anos, morador na rua Anhanguera, em Birigui, foi assassinado no início da madrugada com golpes de faca no pescoço e nas costas. Ele estava caído na rua Francisco Galindo de Castro, e havia rastros de sangue do corpo até uma residência próxima, onde a polícia localizou os suspeitos.

Policiais militares receberam a informação de que havia um corpo na rua Francisco Galindo de Castro em frente ao número 273. Ao chegar no local eles encontraram Batista caído, com perfurações de faca, e imediatamente acionaram o socorro. A vítima foi levada para o pronto-socorro municipal, mas não resistiu aos ferimentos.

Os PMs constataram que no local havia manchas de sangue que levavam até uma casa na rua Anhanguera. No imóvel, os policiais encontraram marcas de sangue na varanda, e localizaram dois moradores. Eles alegaram que não estavam sabendo de nada e que uma terceira pessoa também moraria no imóvel. Mas, no momento, este terceiro morador não estava na residência.

Os dois homens ainda disseram que a vítima já frequentou a casa deles. No imóvel havia manchas de sangue pelos cômodos e na cozinha os policiais encontraram uma faca com vestígios de sangue. Os dois homens foram levados à delegacia e liberados depois de serem ouvidos. A Polícia Civil está investigando o caso.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

RIO PRETO

Comerciante arrancou orelha de ladrão que ameaçou filha em assalto

Crime foi em São José do Rio Preto. Dono de loja de açaí tentou proteger a criança, de 7 anos, dos disparos dos assaltantes. Irmão do proprietário também participou da discussão e foi baleado por um dos criminosos.

Publicado

em

Dono de loja de açaí tentou proteger filha durante assalto em Rio Preto (Foto: Reprodução/Circuito de Segurança)

O dono de uma loja de açaí, que foi assaltada na madrugada de domingo (10), em São José do Rio Preto (SP), mordeu e arrancou a orelha de um dos ladrões suspeitos de cometer o crime.

O assalto foi no bairro Vila Toninho, por volta de 1h, e o homem reagiu à ação dos criminosos para proteger uma criança. Uma câmera registrou a ação.

O dono do comércio, Carlos Martins, conta que estava atrás do balcão de atendimento quando foi rendido por dois criminosos. Um deles estava com um revólver e o outro com uma arma de choque.

Cinco pessoas estavam na loja, entre elas, a filha e a sobrinha de Carlos, de 7 e 8 anos. O comerciante já havia entregado dinheiro e uma joia para os assaltantes, quando um dos suspeitos ameaçou a filha dele.

(Foto: Reprodução/Circuito de Segurança)

O comerciante e o irmão, que também estava na loja, decidiram reagir.


“Eles falaram para entrarmos na cozinha e pediram dinheiro. Mostrei o caixa e minha filha e minha sobrinha estavam escondidas lá e gritaram. Eu e meu irmão demos socos nele, porque ele ia atirar na minha filha. Ele me deu um choque, me jogou para o chão, quando eu mordi e arranquei a orelha esquerda dele. Na hora a gente não pensa em nada, só na criança”, afirma.

As imagens da câmera de segurança registraram o momento em que o irmão de Carlos lutou com um dos ladrões que atira.

Segundo comerciante, o disparo atravessou o braço do irmão e ele não sabe dizer se essa mesma bala é a que a que ficou alojada nas costas da vítima.

Enquanto o comerciante e o irmão dele brigavam com os assaltantes, três vítimas se trancaram em um banheiro. Os ladrões conseguiram fugir R$ 500 e uma pulseira de ouro.

O irmão do comerciante, que está com a bala alojada nas costas, permanece internado no Hospital de Base de Rio Preto e não corre risco de vida.

Ele deve passar por cirurgia nesta segunda-feira (11) para a retirada da bala. Os ladrões ainda não foram presos. A polícia vai investigar o caso e tentar localizá-los.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Facebook

Anunciante Sou Mais Familia

MAIS LIDAS DO DIA