Fique Conectado

Violência

Mulher asfixia gestante, arranca bebê do útero e se passa pela mãe

A acusada teria usado o sangue da vítima espalhado pelo corpo para dar realidade à história que contou aos médicos

Publicado

em

Anunciante

Uma jovem de 18 anos estava grávida de oito meses quando foi morta asfixiada, teve a barriga cortada e o filho arrancado do corpo por uma mulher de 38 anos e pelo marido dela, de 34.

O crime ocorreu em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, na terça-feira (5/11), e a acusada, Aline Roberta Fagundes teria perdido um bebê aos quatro meses de gestação havia pouco tempo.

AnuncianteClínica Fornari

De acordo com o tenente da Polícia Militar Givanildo Graciano, o casal de criminosos foi denunciado pelo próprio filho, de 14 anos, que acionou a polícia após chegar em casa e notar um colchão com marcas de sangue, usado para enrolar o corpo da vítima, Gabrielle Barcelos.

A perícia, estando no local, constatou que a jovem estaria grávida e teria sido morta asfixiada. Depois de falecer, teve o corpo aberto e o bebê retirado do útero.

No entanto, ao mesmo tempo em que a polícia chegava à casa do casal, a suspeita do crime acionou a emergência do hospital da cidade após dizer que havia dado à luz no meio da rua. Ela foi socorrida por uma ambulância e levada para o hospital com o marido. Segundo o tenente, a criança recém-nascida teve que ser reanimada devido a uma parada cardiorrespiratória.

A mulher, se passando pela mãe da menina, foi atendida, mas os médicos comprovaram que seria impossível ela ter dado à luz na terça-feira (5).

Portanto, a PM foi chamada e, segundo Graciano, a acusada, depois de ser pressionada, confessou o crime, revelando ter usado uma faca para abrir a barriga da gestante, utilizando as mãos para asfixiá-la. A mulher teria espalhado o sangue da vítima pelo corpo para dar realismo à sua história.

O homicídio pode ter sido motivado por causa do interesse da criminosa pelo bebê da jovem, já que, segundo testemunhas, o casal vinha aliciando a gestante, dizendo que a ajudaria com enxovais. Nas redes sociais, um dia antes de morrer, Gabrielle havia postado um texto ansiando pelo nascimento da filha, e disse: “Falta pouco para ver seu rostinho”.

Os acusados foram levados para a delegacia da cidade e a criança requer cuidados especiais, mas seu quadro de saúde é estável. As informações são do “Hoje em Dia”.

Deixe sua opinião


Anunciante

flagrante

PM recupera moto furtada e prende marceneiro por receptação em Araçatuba

Publicado

em


Policiais militares recuperaram na tarde desta quarta-feira (19) uma motocicleta Honda/Titan com placa de Araçatuba furtada em frente a um shopping no bairro Guanabara.

A PM chegou até o veículo depois de receber informações que nos fundos do bairro Porto Real 2, indivíduos estariam desmontando uma motocicleta.

AnuncianteClínica Fornari

Os policiais Cb Saimon e Cb Tabata (equipe C) com apoio de outras viaturas e do helicóptero Águia, conseguiram localizar os suspeitos.

Policiais que estavam na aeronave cercaram o local e conseguiram abordar 7 pessoas, sendo 6 adolescentes e um adulto identificado como sendo o marceneiro J.M.A.A. de 24 anos.

A prisão aconteceu na tarde desta quarta-feira (19) no bairro Porto Real 2. (Regional Press)

Indagado sobre a motocicleta, J.M. confessou que havia comprado o veículo de um desconhecido pelo valor de R$ 150 e que iria desmontar para vender as peças.

Segundo ele, a motocicleta havia sido furtada em frente ao shopping Praça Nova na tarde de hoje.

Os policiais foram até o shopping e em contato com a proprietária do veículo, a mesma desconhecia o furto.

Policiais do helicóptero Águia cercaram o local e desembarcaram para efetuar a abordagem. (Regional Press)

O acusado recebeu voz de prisão e foi encaminhado ao plantão policial. Os adolescentes foram ouvidos e liberados.

A ocorrência está em andamento e o site Regional Press trará a qualquer momento mais informações.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

Atrás das grades

Acusado de assassinar idosa de 84 anos é preso pela DIG em Araçatuba

Publicado

em

Na imagem, Alexandre (de azul) é levado para uma das celas da delegacia. (Regional Press)

Alexandre Rodrigues, de 35 anos, foi preso na manhã desta quarta-feira (19) acusado de ser o responsável pela morte da aposentada Luíza Cogo, no bairro Vila Mendonça, em Araçatuba.

A vítima de 84 anos morava sozinha e foi encontrada morta por um sobrinho no dia 9 de setembro caída dentro de casa.

AnuncianteClínica Fornari

A idosa apresentava marcas pelo corpo e indícios de violência sexual, que posteriormente foi constatado través de laudo do Instituto de Criminalística (IC), os abusos.

Após tomar ciência do crime, a DIG passou a colher informações e imagens de circuito de câmeras de residências próximas do local do crime que mostraram Alexandre nas imediações.

Crime ocorreu no bairro Vila Mendonça no último dia 9 de setembro. (Fábio Ishizawa/Regional Press)

Diante da suspeita que ele seria o autor do homicídio, a DIG solicitou mandado de busca na casa de uma tia de Alexandre, no bairro Jardim Alvorada, local onde havia informações que ele estaria escondido.

Na residência a moradora reconheceu Alexandre nas imagens, porém informou que não via o sobrinho a alguns dias.

Depois de várias diligências em locais suspeitos, os policiais encontraram Alexandre no cruzamento da Rua Regente Feijó com a Avenida Mário Covas.

Levado ao plantão policial, ele foi interrogado e confessou que teria sido o autor do crime.

Alexandre confessou em interrogatório que teria assassinado idosa. (Imagem/O Liberal Regional)

Ele permanece preso em uma das celas da delegacia aguardando mandado de prisão temporária solicitado pelo delegado.

Ele será transferido para cadeia de Penápolis onde ficará a disposição da justiça.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

resposta rápida da PM

Três são presos por roubo a cartório em Araçatuba; R$ 12 mil são recuperados

Publicado

em

(Thiago Augusto/Regional Press)

Três pessoas foram presas em flagrante acusadas de participar de um assalto em um cartório de Araçatuba. O crime ocorreu na manhã desta quarta-feira (19).

Armado de revólver, o assaltante identificado como W.B.S. de 18 anos entrou no cartório, na rua Carlos Gomes , rendeu funcionários e fugiu com pelo menos R$ 10 mil em dinheiro.

AnuncianteClínica Fornari

Câmeras de segurança flagraram o momento em que o acusado entrou em um carro Fusion preto, ocupado pelo casal L.P.M. de 24 anos, T.S.R. de 22 anos e uma criança de apenas seis meses de idades.

A Polícia Militar passou a procurar pelo veículo, que teve a placa revelada pelas imagens.

(Thiago Augusto/Regional Press)

Durante as buscas, ainda no final da manhã, o veículo foi localizado no cruzamento da avenida Prestes Maia e rua Marcílio Dias, bairro Planalto.

No veículo estava o casal, que foi abordado com o filho no carro. Os policiais apreenderam cerca R$ 1 mil no veículo e uma quantia em dinheiro na casa dos ocupantes. A arma não foi localizada.

W.B.S. é acusado de ter entrado no cartório e de posse de uma arma de fogo efetuado o roubo. (Sílvio Romeiro/Regional Press)

De posse das imagens das câmeras de segurança que flagraram a ação dos marginais, a PM conseguiu localizar W.B.S., o terceiro envolvido no crime no bairro Cecap.

Levados ao plantão policial, os três acusados foram autuados em flagrante e permaneceram presos a disposição da justiça. A criança seria entregue ao Conselho Tutelar.

O valor total recuperado pela Polícia Militar foi de R$ 12.665.

(Thiago Augusto/Regional Press)

Deixe sua opinião

Continue Lendo

DF

Vídeos mostram resgate de vítima de sequestro amarrada pelo pescoço

Publicado

em

REPRODUÇÃO/VÍDEO

Policias militares encontraram um homem amarrado pelo pescoço em uma árvore, por volta das 22h dessa terça-feira (18/9). Vídeos mostram o momento em que a vítima de sequestro relâmpago foi resgatada pela Polícia Militar do DF. Confira:

AnuncianteClínica Fornari

De acordo com a PM, a corporação recebeu uma denúncia de que o homem havia sido sequestrado por três bandidos armados em Sobradinho, e jogado no porta-malas do próprio carro, um GM Kadett. Logo após o crime, o veículo seguiu em direção à Rota do Cavalo, próximo ao Itapoã e Paranoá.

Após receberem o chamado, os policiais iniciaram ronda na área e localizaram o Kadett abandonado perto do Colégio Santa Helena. Ao entrarem em um pinheiral, o homem foi encontrado amarrado pelo pescoço na árvore.

O crime chocou os sete policiais que participaram do resgate. Um deles era o sargento Sandro, do Grupo Tático Operacional (GTOP), que achou que a vítima estava morta à primeira vista.

“É uma coisa que assusta. Passou pela minha cabeça se ele estava morto ou se precisava de socorro. Quando eu cortei a corda, que estava com duas voltas no pescoço e nas mãos, como se estivesse crucificado, ele caiu no chão e reagiu”, contou o militar.

Segundo o sargento, é possível que os criminosos tenham tentado matar o homem para que eles não fossem reconhecidos.“A única dúvida que ficou foi que, se eles estivessem com armas de verdade, não teriam usado a corda. Mas não descartamos nada. A bandidagem não tem limite”, declarou.

Os bandidos fugiram e, até o momento, não foram capturados. A vítima foi encaminhada para a 13ª Delegacia de Polícia (Sobradinho) e registrou ocorrência. Ele foi encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML), para exame de corpo de delito.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

MAIS LIDAS - 24 HRS

error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998