Fique Conectado

Internacional

Autópsia revela que vocalista do Linkin Park não estava sob efeito de droga

Anunciante

Resultado da autópsia foi revelado nesta terça-feira pelo site americano TMZ. Cantor Chester Bennington se matou em julho e sofria de depressão há anos. Ele lutava contra o vício do álcool e das drogas

A autópsia de Chester Bennington, líder do Linkin Park, revelou que o cantor não estava sob influência de drogas quando se enforcou. Ele faleceu no dia 20 de julho. Os resultados foram divulgados nesta terça-feira pelo site americano TMZ.

Três testes foram realizados e apenas um deles apontou a presença de ecstasy. Sendo assim, a conclusão é que o vocalista não usou nenhum tipo de substância antes de cometer suicídio. Com os testes, ainda foi revelada uma pequena quantidade de álcool no organismo de Chester, que lutava contra o vício de drogas e álcool e estaria sóbrio, segundo os familiares e amigos, há seis meses.

Os responsáveis pela autópsia ainda encontraram unhas das mãos por baixo de seu celular e em uma mesa do quarto. A viúva do artista, Talinda Ann Bentley, declarou que Chester roia unhas quando estava ansioso, além de ter confirmado seu histórico de depressão e uma tentativa de suicídio em 2006.

Oque você acha disso?

odia.ig.com.br
Anunciante

tráfico internacional

Brasileiro é detido em apreensão de 541 kg de cocaína em porto do Marrocos

A polícia marroquina apreendeu neste domingo (11) 541 quilos de cocaína no porto de Casablanca e deteve seis pessoas, entre eles um brasileiro que, presume-se, seja o chefe da quadrilha que levou a droga ao país. As informações são da EFE*.

A cocaína estava em um navio procedente de um país sul-americano que não foi informado, segundo um comunicado do Ministério do Interior, e estava pronta para ser distribuída no Marrocos e em outros países.

Na operação também foram confiscados cinco carros preparados para o transporte da droga e uma grande quantidade de dinheiro, tanto em dirhams marroquinos como em moedas de outros países.

Aparentemente, trata-se de um cartel com origem em um país latino-americano que utilizava o Marrocos como plataforma para a posterior distribuição da droga em destinos europeus.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Mundo

Casa Branca defende gestão de escândalo por acusações de violência doméstica

mMais responsáveis da Casa Branca defenderam neste domingo (11) a gestão oficial do escândalo de violência doméstica, pelo qual foram demitidos recentemente dois colaboradores do presidente Donald Trump, após a declaração do presidente assegurando que as denúncias falsas podem “destruir” vida.

“Acho que o presidente, como nós, está perturbado com essas denúncias”, declarou à ABC Kellyanne Conway, conselheira de Trump, ao ser questionada sobre Rob Porter, que se viu obrigado a renunciar na quarta-feira a seu cargo de secretário de equipe da Casa Branca.

Duas ex-mulheres de Porter o acusam de agressões físicas e de maltrato psicológico, feitos que ele nega.

Conway disse que o presidente pressionou o funcionário no momento em que teve evidências críveis contra ele, uma atitude apoiada por outros assessores de alto escalão da Casa Branca.

Perguntada pelo jornalista da CNN Jake Tapper sobre o tuíte de Trump de sábado, no qual dizia que muitas vidas podem ser destruídas por denúncias que às vezes são falsas, Conway assegurou que “não havia motivo para não acreditar nas mulheres”, especialmente porque havia dado provas ao FBI sob ameaça de sanção.

A conselheira também disse que o presidente é “um homem que mostra grande compaixão e compreensão com as mulheres”.

Conway assegurou que o chefe dos funcionários da Casa Branca, John Kelly, não está em risco pelo manejo desta situação, depois que vários meios de comunicação informaram que sabia os detalhes sobre Porter desde novembro.

A conselheira do presidente acrescentou que ele mantém sua fé em Kelly, apesar das informações de que havia apresentado sua renúncia, e negou os boatos que a colocam como sua substituta.

Outro colaborador do presidente, seu diretor jurídico Marc Short, defendeu Kelly neste domingo em um programa da NBC.

“Kelly soube da magnitude da acusação na terça-feira à noite e Porter apresentou sua demissão na quarta-feira de manhã (…) fez um bom trabalho (…), mas não pode haver tolerância com a violência doméstica nem com a violência contra as mulheres”, disse Short.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Internacional

Morre ator Reg E. Cathey, de “House of Cards”

O ator norte-ameriacano Reg E. Cathey, conhecido por suas participações nas séries “House of Cards” e “The Wire”, morreu aos 59 anos de idade, de causa ainda não confirmada.

De acordo com a revista “Variety”, ele lutava contra um câncer. Cathey venceu o Emmy de 2015 por sua atuação em “House of Cards”, em que vivia o cozinheiro Freddy. Nos cinemas, ele fez “O Máskara” (1994) e “Quarteto Fantástico” (2015).

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Facebook

Anunciante

MAIS LIDAS - 24 HRS