Fique Conectado

Emoções

Como curei minhas feridas emocionais e me libertei

Publicado

em

Anunciante

Como curei minhas feridas emocionais e me libertei

Quando falamos de feridas emocionais, não estamos nos referindo exclusivamente aos danos secundários que alguém possa ter nos causado; nós também somos responsáveis ​​por muitos desses vazios e limitações pessoais.

AnuncianteClínica Fornari

Há pensamentos que nos ferem; não devemos alimentar o ego ou nos agarrarmos ao passado para vivermos apenas de nostalgia, por exemplo.

Nossa atitude em relação a vida, às vezes, também corrói a nossa alma e a forma como nos relacionamos com o mundo.

Curar e corrigir este tipo de estruturas internas é uma forma de sermos livres emocionalmente. No entanto, devemos primeiro fazer um exercício saudável de reflexão e mostrar uma clara vontade de mudar as coisas, mas a partir do nosso próprio interior.

É aí que reside a verdadeira força emocional.

Todos nós acreditamos ter uma grande sensação de liberdade, mas ela é falsa. Somos controlados por nossas crenças, às vezes limitados por elas, por nossas feridas emocionais que nos aprisionam… Como podemos renascer emocionalmente para sermos verdadeiramente livres?

Em primeiro lugar, devemos ter claro que nem todas as pessoas são iguais e nem têm a mesma “bagagem” de experiências.

No entanto, quando se fala de pensamentos e emoções que limitam o nosso crescimento pessoal e a nossa liberdade, há alguns pontos básicos que vale a pena considerar, ou pelo menos refletir a respeito.

  1. Não tenha medo da dor das feridas emocionais

Dor e sofrimento não podem ser escondidos em um canto secreto de nosso ser. Todas as feridas sangram, toda dor emocional chora, grita ou é sentida em todo o abismo de solidão.

Suas emoções não são suas inimigas e nem o definem. Isto significa, por exemplo, que você pode sentir a dor da decepção em um momento muito específico de sua vida, mas toda a sua existência não será (ou não deveria ser) categorizada por esse sentimento.

A dor se vive no “aqui e agora” e deve ser entendida, compreendida e gerenciada da forma mais saudável possível. Caso contrário, optar por esconder essas emoções, trancando-as por toda a vida, tornará a nossa liberdade pessoal e emocional uma ilusão.

  1. Você deve aprender a ser compreensivo consigo mesmo

Você cometeu um erro? Você passou muito tempo da sua vida com uma pessoa que talvez não merecia o seu tempo? Não se castigue e nem se rotule como “ingênuo” por isso, e muito menos como “fracassado”:

Nenhuma vida que valha a pena é livre de erros. Na verdade, todos os aspectos que você considera como “erros” são realmente experiências de aprendizado que o tornarão mais forte.

Seja compreensivo com você mesmo e entenda que a última coisa que você deve fazer é alimentar qualquer culpa pelo que aconteceu.

A culpa arrasta, afoga e envenena; é uma inimiga clara da liberdade emocional. Mantenha a mente aberta e seja capaz de aceitar todas as experiências, sejam elas boas ou ruins, pois esta é a finalidade desta coisa chamada vida.

Tente acordar todas as manhãs com o seu entusiasmo renovado; abra-se para você mesmo e para os outros sabendo que você merece ser feliz novamente, bloqueie o fluxo de pensamentos negativos que, por vezes, aumentam a nossa própria prisão mental.

Com cada esforço que você fizer, a cada passo que você der para ser feliz novamente, estará se libertando dos erros e da culpa. Não alimente ilusões, evite nutrir decepções.

  1. Você não pode mudar quem lhe fez (ou lhe faz) mal

Se você tem que conviver com uma família, pais ou irmãos que o machucam de alguma forma, você deve ter muito claro que você não pode mudar as pessoas que lhe causam mal. Você não pode mudar a maneira deles entenderem as coisas ou a personalidade dos mesmos.

Entretanto, você pode ser emocionalmente livre e curar a influência deles sobre você. Você é o que importa aqui e agora, você é quem está sofrendo.

Muitas dessas coisas que você internalizou do seu passado “coçam” e até criam uma ferida invisível, e é aí que as prisões interiores se encontram. Liberte-se, entenda que isso não deve mais causar danos a você, tente perdoar mas, ao mesmo tempo coloque limites.

Cure as palavras ditas e as engolidas, cure a dor da decepção ou do desprezo, deixe os fardos irem de vez, levante a sua voz para declarar que você vai deixar de ser uma vítima. Você está curado, você renasceu e você está emocionalmente livre.

  1. Cure as suas raízes

O que queremos dizer com curar as suas raízes? É sem dúvida uma questão complexa que envolve muitas áreas pessoais, muitas experiências e construções psicológicas. No entanto, considere essas dimensões.

Reflita sobre isto:

– Desative o ego do seu dia a dia, permita-se ter uma visão mais ampla e livre das coisas.

– Não se submeta às circunstâncias nem lute contra elas fomentando o ódio ou o rancor. Evite os extremos porque as duas dimensões irão aprisioná-lo e arrastá-lo. Mantenha o seu equilíbrio, a paz interior e priorize a sua liberdade emocional acima de tudo.

– Não se proteja sob um positivismo pouco objetivo. Não finja sorrisos quando você não os sente; isso é tristeza, porque dessa forma o que você faz é enfeitar sua árvore com folhas, quando as suas raízes estão doentes.

– Sinta suas emoções e administre-as corretamente, pois caso contrário você irá mascarar o seu crescimento pessoal. Você precisa ser corajoso e honesto consigo mesmo.

Fugir do medo é temer. Lutar contra a dor é doloroso. Tentar ser corajoso é estar assustado.

– Alan Watts (filósofo britânico 1915-1973) –

Deixe sua opinião

amenteemaravilhosa.com.br
Anunciante

APLICATIVO

App Duolingo já compete com Toefl em teste de proficiência

Publicado

em

O aplicativo de idiomas Duolingo, um dos líderes globais no setor de educação, parte para uma nova frente depois de alcançar 300 milhões de usuários: tentar quebrar a hegemonia do Toefl (sigla para teste de inglês como língua estrangeira).

O certificado do Toefl mede a capacidade de comunicação de não nativos da língua inglesa e é exigido em cursos e universidades no mundo todo.

AnuncianteClínica Fornari

Com 32,7 milhões de usuários, o Brasil pode desempenhar um papel de relevância nessa estratégia, diz Luis von Ahn, cofundador e presidente do Duolingo.

O país é o segundo mercado do produto em número de usuários -fica atrás dos Estados Unidos.

“Acredito que em dois ou três anos a maioria das universidades americanas aceitarão a certificação do Duolingo. Já fomos aceitos em 10% das instituições e, a cada semana, conquistamos mais duas ou três”, afirmou à reportagem.

A aposta do Duolingo é no preço e na praticidade.

Enquanto o Toefl cobra US$ 215 (R$ 889,30) no Brasil por prova e exige horário marcado em um local específico, o preço do teste do aplicativo é de US$ 50 (R$ 206,82), e pode ser realizado a qualquer momento pelo computador.

A única exigência é que o usuário mantenha a câmera ligada para que checadores possam verificar a autenticidade do processo antes de emitirem a pontuação.

No Duolingo, o teste dura meia hora -tempo inferior ao de provas tradicionais, com prazo de até quatro horas.

Ahn atribui isso à assertividade que foi possível implementar aos exercícios.

Além de cursos em universidades americanas como UCLA, Columbia e Yale, a certificação do Duolingo é aceita em algumas instituições de Reino Unido, Canadá, Chile, Colômbia e México.

O foco, segundo o executivo, ficará restrito à língua inglesa, a mais procurada no aplicativo (65%).

A demanda por inglês para nativos da língua portuguesa é expressiva. No Brasil, o crescimento de usuários ativos por dia é duas vezes maior do que em outros locais.

“As pessoas são muito comprometidas se compararmos a outros países. Aqui é uma questão de necessidade, não de hobby”, diz Ahn. Em outras palavras, o brasileiro usa o Duolingo para estudar.

O êxito do serviço, que foi lançado em 2011, pode ser explicado pelos estímulos copiados de outros jogos.

A pessoa só consegue desbloquear novas funções à medida que avança nos exercícios. Também é incentivada a abrir o aplicativo todos os dias, para não zerar a contagem de dias consecutivos.

O Duolingo já foi considerado o melhor aplicativo pela Apple e pelo Google.

O último investimento expressivo que recebeu foi da Drive Capital -US$ 25 milhões (R$ 103,4 milhões) em 2017. A quantia elevou o valor de mercado do produto a US$ 700 milhões (R$ 2,9 bilhões).

Entre os investidores também estão Google, com US$ 45 milhões (R$ 186,1 milhões) em 2015, e o ator Ashton Kutcher.

Ahn pretende manter o aplicativo gratuito. Há uma opção de assinatura, mas o diferencial é que ela impede o recebimento de anúncios. O Duolingo só perde em receita anual para o Babbel, da Alemanha, embora este seja pago.

Neste mês, Ahn recebeu o Lemelson-MIT Prize, um conceituado prêmio do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, pela invenção do CAPTCHA e reCAPTCHA, um sistema de segurança digital universal que os sites usam para impedir que programas automatizados realizem fraudes ou abusos em grande escala.

Como reconhecimento, o empreendedor recebeu US$ 500 mil (R$ 2,1 milhões), mas não investirá no Duolingo, “que vai muito bem”. O dinheiro será destinado à Guatemala, seu país de origem. Com informações da Folhapress.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

Música

Sesc Birigui apresenta show com Kleiton e Kledir nesta sexta

Publicado

em

Com um inovador estilo musical e um simpático sotaque gaúcho, Kleiton & Kledir marcaram definitivamente a cultura brasileira dos últimos anos e são uma referência para quem quer compreender a música popular produzida no Brasil nos dias de hoje.

Direto de Porto Alegre, eles aterrissam em Birigui para show no Sesc nesta sexta, 21, às 20h. O show acontece na Área de Convivência e tem entrada grátis. Não é preciso retirar ingressos antecipadamente.

AnuncianteClínica Fornari

Os dois irmãos nasceram em Pelotas (RS) e começaram a estudar música muito cedo. Nos anos 70, foram para Porto Alegre, cursaram Composição e Regência, e também Engenharia. Kleiton concluiu seus estudos de pós-graduação na França e obteve seu mestrado em música eletroacústica no Rio de Janeiro.

Na época da faculdade, lançaram com mais três amigos a banda “Almôndegas”, que gravou 4 discos e foi um marco na história da música do Rio Grande do Sul.

Em 1980 saiu o primeiro disco da dupla K&K. O sucesso foi imediato e os shows arrastavam um público enorme por todo Brasil. Lançaram mais de 20 discos em português e um em espanhol, o que lhes rendeu disco de ouro e shows por EUA, Europa e América Latina.

Gravaram em Los Angeles, Nova York, Lisboa, Paris, Miami e Buenos Aires. Suas composições foram gravadas por Simone, Adriana Calcanhotto, Nara Leão, MPB4, Caetano Veloso, Xuxa, Claudia Leitte, Fafá de Belém, Fábio Jr, Nenhum de Nós, Zizi Possi, Ivan Lins, Chitãozinho e Xororó, Zezé de Camargo e Luciano, Emilio Santiago e muitos outros.

Também pelo mundo afora suas músicas ganharam versões de grandes artistas, como os argentinos Mercedes Sosa e Fito Paez, a cantora portuguesa Eugenia Mello e Castro e a japonesa Chie.

Kleiton & Kledir trouxeram definitivamente para a cultura brasileira a nova música popular gaúcha. Eternizaram um sotaque diferente, uma maneira própria de falar e cantar, com termos até então desconhecidos como “deu pra ti” e “tri legal”.

Acabaram se transformando em símbolos do gaúcho contemporâneo, do homem moderno do sul do Brasil, o que fez com que o Governo do Estado lhes conferisse o título de “Embaixadores Culturais do RS”.

Ao longo da carreira, receberam inúmeros prêmios e foram homenageados várias vezes, com destaque para o troféu de melhor álbum no “Prêmio da Música Brasileira” e da homenagem da Escola de Samba Caprichosos de Pilares, que fez seu desfile no carnaval do Rio de Janeiro inspirado na música “Deu pra ti”.

Depois de vários anos fazendo sucesso entre os adultos, Kleiton & Kledir, resolveram compor para crianças e lançaram o CD “Par ou Ímpar”. Entusiasmados com o reconhecimento unânime de público e de crítica, montaram com o grupo THOLL um deslumbrante espetáculo musical, teatral e circense.

Com a participação especial da atriz Fabiana Karla, esse espetáculo de extrema alegria, exuberância e bom gosto foi gravado ao vivo, lançado em DVD, virou especial de televisão e recebeu o troféu de “Melhor Disco Infantil do Ano”.

“Com Todas As Letras”, o novo disco de K&K, é um projeto absolutamente original e faz uma aproximação da literatura com a música popular.

“Lixo e Purpurina”, parceria inédita entre os irmãos e o escritor Caio Fernando Abreu foi o ponto de partida e serviu de inspiração para todas as novas parcerias que surgiram com grandes nomes da nossa literatura, autores consagrados que viveram pela primeira vez a experiência de escrever uma letra de canção: Luis Fernando Verissimo, Martha Medeiros, Fabrício Carpinejar, Leticia Wierzchowski, Daniel Galera, Paulo Scott, Claudia Tajes, Alcy Cheuiche e Lourenço Cazarré.

O projeto, que conta com a curadoria de Luís Augusto Fischer – escritor, ensaísta e professor do Instituto de Letras da UFRGS – gerou CD, LP, DVD documentário, livro de arte, hot site e uma turnê de shows que incluiu palestras em universidades com Kleiton & Kledir falando sobre o processo de criação das músicas do disco.

O álbum traz a participação especial de Adriana Calcanhotto e um belo solo de sax de Luis Fernando Verissimo.

De junho a setembro de 2016, o TDC – The Type Directors Club – apresentou em Nova York a exposição “With all types and lyrics”, com obras de artistas de várias partes do mundo que criaram artes caligráficas inspiradas nas letras das canções do álbum. Na abertura da exposição houve uma mesa de bate-papo com a presença de K&K, Felipe Taborda (diretor de arte do disco) e calígrafos que fizeram parte do projeto: Roberto de Vicq de Cumpitch (USA) e João Brandão (Portugal). Atualmente a mostra está em exibição na Universidade de Lisboa, em Portugal.

Show Kleiton e Kledir
Dia 21/09, sexta
Às 20h
Na Área de Convivência do Sesc Birigui
Grátis.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

LOTERIA

Mega-Sena acumula e deve pagar prêmio de R$ 17 milhões nesta quinta

Publicado

em

O concurso especial da Mega-Sena, sorteio realizado nessa terça-feira (18), que pagaria R$ 5 milhões, ninguém acertou o prêmio principal. As dezenas sorteadas foram: 01 – 02 – 14 – 37 – 55 – 58.

Para o próximo concurso, que será realizado nesta quinta-feira (20), a estimativa da Caixa é de um prêmio de R$ 17 milhões.

AnuncianteClínica Fornari

A Quina teve 43 acertadores, cada um vai receber de R$ 43.305,35. A quadra registrou 1.681 apostas vencedoras, cada uma vai pagar R$ 846,45.

Esta semana, excepcionalmente, serão realizados três concursos, por causa da Mega Semana do Apostador. Além do sorteio de ontem e o de amanhã, teremos ainda outro no sábado (22).

Tradicionalmente, os sorteios são feitos na quarta-feira e no sábado. A aposta simples da Mega-Sena, com apenas seis dezenas, custa R$ 3,50.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

VIDEOGAME

Sony anuncia PlayStation Classic, versão mini do PS1 com 20 jogos na memória

Publicado

em

Sony anuncia PlayStation Classic, versão mini do PS1 — Foto: Divulgação

A multinacional japonesa Sony anunciou nesta quarta-feira (19) o PlayStation Classic, uma versão “mini” de seu icônico console PS1 que foi lançado há 25 anos, e que contará com 20 jogos pré-instalados.

O videogame, que será lançado no Japão, Estados Unidos e Europa em 3 de dezembro, é 45% menor que o console original lançado no mercado japonês na mesma data de 1994, e incluirá dois controles, um cabo HDMI e um cabo USB a Micro-b, detalhou a companhia.

AnuncianteClínica Fornari

Dos 20 jogos pré-instalados no console, que pesará apenas 170g, a companhia só confirmou “Jumping Flash!” (1995), “Wild Arms” (1996), “Final Fantasy VII” (1997), “Tekken 3” (1997) e “R4 Ridge Racer Type 4” (1998).

A Sony segue assim os passos de sua concorrente Nintendo, que lançou com sucesso seus NES Classic e Super NES Classic, em novembro de 2016 e outubro de 2017, respectivamente.

O primeiro PlayStation (PS1) foi lançado em 3 de dezembro de 1994 e sua produção foi encerrada em março de 2006.

Com vendas de mais de 102 milhões exemplares, o PS1 é o quarto console mais vendido da história após seu sucessor, o PlayStation 2 (PS2), que acumula mais de 155 milhões, e os portáteis Nintendo DS e Game Boy/Game Boy Color de Nintendo.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

MAIS LIDAS - 24 HRS

error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998