Fique Conectado

Polêmica

Xuxa fala sobre pacto com o diabo e cita ‘cara lá de baixo’

A apresentadora não fugiu de assuntos polêmicos e comentou também sobre o filme 'Amor Estranho Amor'

Publicado

em

Anunciante

Os boatos que sugerem que Xuxa teria feito um pacto com o diabo em troca de fama e sucesso são famosos e permeiam sua carreira há muitos anos. A apresentadora resolveu falar sobre o assunto em entrevista especial à revista Contigo!.

“Não entendo quando idiotas falam que tenho pacto com o diabo. Isso me deixa chateada, porque é tanto amor que recebo, de gente de todas as idades, religiões, raças, que não pode vir do ‘cara lá de baixo’, só do ‘cara lá de cima’. Se a única linguagem que Deus entende é a do amor, é a que eles falam comigo todos esses anos”, comentou Xuxa.

Xuxa não fugiu de assuntos polêmicos e comentou também sobre o filme “Amor Estranho Amor” (1982). A apresentadora tinha 19 anos e dividiu a cena íntima com um adolescente, sendo acusada diversas vezes de pedofilia.

“Queria que todo mundo visse a porcaria desse filme para parar de ficar falando coisas por aí. Parece até que era eu, a minha vida ali, não tem nada a ver”, desabafou a mãe de Sasha.

Oque você acha disso?

NOTICIAS AO MINUTO
Anunciante

Saúde

Boca aberta e sinusite podem ser sinais de adenoide; saiba mais!

Publicado

em

A tonsila faríngea, conhecida também como adenoide, é um tecido linfoide, cuja função está relacionada ao sistema de defesa do organismo, que fica localizado bem no fundo do nariz, na parte mais interna, quase no centro da face, no ponto de encontro entre nariz e ouvidos.

Os principais sintomas que sinalizam a presença de adenoide são roncos, apneia, adenoidites, otites, faringites, sinusites, hipodesenvolvimento do terço médio da face, voz anasalada, obstrução nasal, diminuição da acuidade auditiva.

A síndrome do respirador bucal (aquela criança que vive sempre de boca aberta) também é um sintoma e ocorre em 13% das crianças, dentre estas, 80% apresentam hipertrofia de adenoide.

A hipertrofia ou hiperplasia de adenoide (aumento do volume e da massa tecidual) surge na 1ª infância, com tendência hereditária. Em geral é decorrente de infecções de repetição da adenoide, as chamadas adenoidites.

“O tecido reage às infecções crescendo e aumentando o número de células, tudo isso para incrementar a imunidade do pequeno. As repercussões clínicas só ocorrem quando há inflamações e infecções recorrentes e ou o aumento excessivo do tamanho do tecido, explica Jeanne Oiticica, médica otorrinolaringologista e Chefe do Grupo de Pesquisa em Zumbido do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.

Uma das recomendações de tratamento é a cirurgia para retirada da adenoide, porém, consensos apontam que não seja realizada antes dos dois anos de idade pelo risco de recidiva do problema.

“É preciso avaliar os benefícios que a cirurgia pode trazer. Se indicada, deve ser feita entre os 3 e 6 anos, já que após os seis anos de idade a adenoide tende a atrofiar e regredir, pois o seu papel na imunidade começa a decair dos 4 a 6 anos, a medula óssea amadurece e assume boa parte da função imunológica”, detalha a especialista.

Abaixo, Jeanne passa algumas dicas aos pais para que percebam os sinais de adenoide:

– Crianças com infecções de ouvidos, nariz e garganta de repetição ou recorrentes devem sempre passar por consulta com o Otorrinolaringologista.

– Da mesma forma aquelas que roncam ou sofrem pausas respiratórias durante o sono.

– Fique atento se a criança está sempre de boca aberta.

– Voz anasalada, obstrução nasal, sono agitado e despertares frequentes durante o sono podem ser sinais também.

– Déficit ponderal, atraso de crescimento e baixo rendimento escolar dos 2 aos 6 anos de idade, por não escutarem bem, são alertas para procurar o médico otorrinolaringologista.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Saúde

Dois hábitos que o fazem envelhecer

Estudo dinamarquês analisou 11 mil pessoas entre 1976 e 2003

Publicado

em

São hábitos que tiram saúde por dentro… e por fora. Um recente estudo realizado pelo Instituto Nacional de Saúde Pública da Universidade do Sul da Dinamarca revela que fumar e beber com muita frequência ao longo de vários anos faz com que as pessoas pareçam mais velhas do que aquilo que realmente são.

Depois de analisarem 11 mil pessoas entre 1976 e 2003, os cientistas concluíram que estes dois maus hábitos não só aceleram o envelhecimento físico da pessoa, como também podem indicar a falta de saúde e contribuir para um maior risco de doenças crônicas, lê-se na Time.

Diz o estudo que o consumo de mais de 28 bebidas alcoólicas por semana por parte das mulheres, por exemplo, aumenta em 33% a probabilidade de ficar com ‘anéis’ cinzentos em torno da córnea quando comparadas com aquelas que consomem, no máximo, sete bebidas por semana.

Este sinal de envelhecimento nos olhos foi também notório nos fumantes de longa data e independentemente do gênero.

De um modo geral, os dados recolhidos mostram ainda que os vincos nas orelhas – que são um sinal de envelhecimento – aumentam entre 26% a 36% quando o consumo de bebidas alcoólicas é elevado.

O estudo diz que a calvície, que é um sinal claro de envelhecimento na grande parte das pessoas, não foi associada ao consumo elevado e álcool e tabaco.

O estudo foi publicado na revista Journal of Epidemiology & Community Health.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

museu nacional

Católicos protestam contra ‘arte obscena’ em exposição no DF

Cerca de 200 pessoas rezaram 'Ave Marias' em frente ao Museu Nacional da República, segundo organizador.

Publicado

em

Grupo de católicos reunidos no Museu Nacional da República em Brasília em prostesto contra expo~sição de arte (Foto: Luiza Garonce/G1)

Um grupo de católicos protestou neste sábado (18) em frente Museu Nacional da República em Brasília contra a “o escárnio e os ultrajes contra Jesus e Maria” na arte contemporânea brasileira. Por volta das 19h30, cerca de 200 pessoas, segundo os organizadores, rezavam “Ave Marias”.

Na internet, o movimento criou uma petição para pedir o fechamento da exposição “Contraponto”, que fica em cartaz até dia 25 de novembro. O pedido de interdição teve 9.492 assinaturas até a publicação desta reportagem.

Do lado de dentro do museu, no entanto, nenhuma das obras em exibição tem apelo sexual, erótico, religioso ou aborda questões de gênero, segundo a curadoria.

Um dos organizadores do protesto, Flávio Souza explicou ao G1 que este foi um “ato de desagravo” contra movimentos artísticos que ofendem a religião católica em todo o país. “Nos últimos dois, três meses temos observado várias obras de arte e exposições que afetam diretamente a fé católica.”

O argumento do grupo para pedir o fechamento da exposição é de que a “Contraponto” expõe obras do artista Antônio Obá, “que realizou uma performance com a imagem de Nossa Senhora Aparecida com um ralador no seu órgão sexual.”

A performance à qual se referem os religiosos chama-se “Atos de transfiguração”, em que o artista está nu e usa um ralador para desfazer uma pequena escultura de Nossa Senhora em gesso. Depois que o objeto vira pó, Obá despeja substância branca sobre si mesmo.

Nascido e criado em Ceilândia, Obá descreve o próprio trabalho em sua página profissional na internet como a reconfiguração da “tradição interiorana que permeia o universo religioso brasileiro, que reflete criticamente sobre a ideia de um dito sincretismo e situações históricas ligadas ao preconceito étnico.”

“Antônio Obá é o artista que tem como prática recorrente ofender e vilipendiar símbolos sagrados”, disse Souza. “Na série ‘Verônica’, que são quadros de nu, em um deles Santa Verônica está nua e, em outra, a chaga na mão de Jesus tem o formato de uma vagina.”

“Esses quadros não estão expostos, mas são do artista.” Diante da afirmativa, Souza disse que o ato, além de pedir o fechamento da exposição, manifesta repúdio ao artista.

Tanto a performance, quanto a série “Verônica” não fazem parte da exposição “Contraponto”. Segundo a produtora da mostra, Diana Castilho Dias, o objetivo da mostra é apresentar “uma das maiores coleções de arte contemporânea do Brasil”.

A curadora, Tereza de Arruda, disse ao G1 que passou cerca de um ano analisando o acervo pessoal de um dos maiores colecionadores de arte do país, Sérgio Carvalho, que tem 1.900 trabalhos de 164 artistas de todo o país.

“São contraposições das visões de vários artistas”, explicou. “Selecionamos 34 artistas de 10 estados brasileiros e de 3 gerações.”

Petição online criada por grupo católico de Brasília pede fechamento de exposição por ‘vilipendiar publicamente ato ou objeto religioso’ (Foto: CitizenGo/Reprodução)

Desinformação

Segundo a produtora da mostra, Diana Castilho Dias, o grupo esteve na abertura da “Contraponto” na manhã da última sexta-feira (17), participou de um bate-papo com os artistas e conversou tanto com ela, quanto com a curadora, Tereza de Arruda. “Nós vimos claramente que eles vieram com motivação e com um desconforto muito grande em relação ao Obá.”

A obra é “Bala perdida”, criada nos anos 2000, que reúne pequenas esculturas de santos e monumentos, como Santo Antônio e o Cristo Redentor, cravejados com balas reais de revólver. “Não tem nenhum relação com fé, com religiosidade. É uma contestação à violência no Rio de Janeiro, que está tão grande que até Jesus poderia ser alvo de uma bala perdida”, explicou Diana.

Segundo a produtora, antes de inaugurar a “Contraponto”, a série de obras de Leirner foi exibida em uma mostra paralela exclusivamente para especialistas em arte e artistas. “Em momento algum essa mostra esteve prevista para abrir ao público, porque entendemos o momento e suscetibilidade do momento.

“Não houve da nossa parte qualquer censura aos artistas. Isso foi pensado dessa forma, mas não havia sequer espaço para colocar todas as obras dos artistas. Não foi censura prévia.”

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Facebook

Anunciante Sou Mais Familia

MAIS LIDAS DO DIA