Fique Conectado

Alerta

TV flagra ‘leilão’ de africanos como escravos na Líbia

Imigrantes da África Subsaariana são vendidas por mais de R$ 2 mil

Anunciante

Traficantes de seres humanos foram flagrados fazendo um “leilão” de imigrantes da África Subsaariana na Líbia, principal ponto de partida para as chamadas “viagens da morte” no Mar Mediterrâneo rumo à Itália.

Em uma reportagem da emissora norte-americana “CNN”, criminosos aparecem vendendo prisioneiros por até 1,2 mil dinares, o equivalente a cerca de R$ 2,6 mil. Após ter recebido uma denúncia, a rede conseguiu se infiltrar em um desses leilões com câmeras escondidas e viu o tratamento dado a essas pessoas.

“800, 900, 1 mil, 1,1 mil…”, diz o “leiloeiro” ao vender um nigeriano que aparenta ter cerca de 20 anos e é descrito como membro de um grupo de “garotos grandes e fortes para trabalho na fazenda”. Segundo a “CNN”, que presenciou um leilão em outubro passado perto da capital do país, Trípoli, 12 pessoas foram vendidas em apenas sete minutos.

“Alguém precisa de um escavador? Este é um escavador, um homem grande e forte”, afirma o leiloeiro na gravação feita pela emissora. Ainda de acordo com a rede, seus repórteres conseguiram abordar dois indivíduos que haviam sido leiloados, mas eles estavam tão “traumatizados” e “amedrontados” que não conseguiam ou não queriam falar.

A denúncia chega no momento em que a Itália comemora uma drástica redução no número de migrantes forçados que cruzam o Mediterrâneo Central, resultado obtido em grande parte graças a um acordo com a Líbia.

Em fevereiro passado, os dois países assinaram um pacto, patrocinado pela União Europeia, para Roma treinar e equipar a Guarda Costeira líbia, tornando-a capacitada para fazer operações de busca e resgate no Mediterrâneo.

Dessa forma, pessoas socorridas no mar são levadas de volta para o país africano, e não mais para a Itália, como acontece quando o salvamento é feito por um navio europeu.

Além de reduzir o número de migrantes forçados que desembarcam em solo italiano, o acordo desestimula novas viagens, fazendo com que milhares de pessoas se acumulem na Líbia sob poder de traficantes, que então as leiloam para não perder dinheiro.

“O sofrimento dos migrantes detidos na Líbia é um ultraje à consciência da humanidade”, declarou nesta terça-feira (14) o alto comissário das Nações Unidas (ONU) para os Direitos Humanos, Zeid Ra’ad Al Hussein.

O acordo para reduzir a migração clandestina no Mediterrâneo é contestado por agências humanitárias, que afirmam que a Líbia, um país em constante agitação desde a queda de Muammar Kadafi, não tem condições de garantir os direitos humanos e de acolher corretamente refugiados e migrantes forçados.

Entre 1º de janeiro e 14 de novembro de 2017, 114.606 pessoas fizeram a travessia do Mediterrâneo Central entre Líbia e Itália, número 31,10% menor do que o registrado no mesmo período do ano passado. Com informações da Ansa.

Oque você acha disso?

Anunciante

15 anos

Estudante brasileira morre atropelada no Canadá

ernanda Girotto, de 15 anos, estava com a irmã, de 17, na província de Burnaby desde o início do ano para um intercâmbio de férias.

Estudante de Araraquara morreu atropelada no Canadá (Foto: Reprodução/Facebook)

Uma estudante de Araraquara (SP) morreu atropelada por um carro no Canadá na quarta-feira (17). Fernanda Girotto, de 15 anos, estava com a irmã, de 17, na província de Burnaby, região de Vancouver, desde o início o ano para um intercâmbio de férias.

O G1 tentou contato com os pais da jovem, mas não conseguiu porque eles viajaram para o Canadá e devem chegar ao país nesta quinta-feira (18) para realizar o processo de liberação do corpo.

O Consulado-Geral do Brasil em Toronto e a agência de viagens responsável pelo intercâmbio também foram procurados, mas ainda não responderam às solicitações da reportagem.

Acidente

Segundo informações do site Vancouver News, a adolescente foi atropelada durante a manhã por um carro que seguia para a região norte do país pela Cariboo Road. Paramédicos que atenderam a ocorrência declararam que a menina morreu na hora. O motorista do carro teria permanecido no local do acidente.

Ainda de acordo com as informações da imprensa canadense, a polícia de Burnaby não soube informar o que causou a colisão. Na quarta-feira, foram registrados outros três incidentes menos graves na região envolvendo pedestres e ciclistas atingidos por veículos.

As autoridades ressaltaram que os acidentes com pedestres aumentam drasticamente nos meses de outono e inverno por causa das curtas horas do dia e do mau tempo.

Familiares e amigos

Diretora do colégio de Araraquara onde adolescente estudou até a 8ª série, Leliana Serafim disse que a família está abalada.

“Ontem, assim que recebi a notícia, fui à casa dos familiares e fiquei lá com eles até saírem para o aeroporto. Estão todos abalados porque não é fácil perder uma filha de 15 anos. Eles também estão muito preocupados com a irmã dela”, relatou.

Segundo a diretora, professores e funcionários do colégio também estão chocados com o que aconteceu. Nesta manhã, eles se reuniram na capela da escola para fazer uma oração.

“Na segunda-feira (22), quando retornam as aulas, vamos fazer uma atividade com os alunos da turma porque os amigos precisam ser acolhidos neste momento de dor. Fernanda era uma boa aluna, estudiosa, alegre e muito amiga”, completou a diretora.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Cazaquistão

Ônibus pega fogo e mais de 50 morrem

Apenas cinco ocupantes do ônibus conseguiram sobreviver à tragédia.

Incêndio em ônibus mata 52 passageiros no Cazaquistão. (Reprodução/Instagram)

Cinquenta e duas pessoas morreram depois que um ônibus com passageiros pegou fogo em uma estrada no oeste do Cazaquistão, nesta quinta-feira (18).

De acordo com a BBC, o acidente aconteceu às 10h30 (no horário local) em Irgiz , no distrito da região de Aktobe.

Apenas cinco ocupantes do ônibus conseguiram sobreviver à tragédia, segundo o porta-voz do Comitê de Situações de Emergências do Cazaquistão, Ruslan Imakoulov.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

europa

Polícia apreende abacaxis com cocaína na Espanha e em Portugal

Carregamento com 745 quilos da droga escondida nas frutas foi encontrado em navios.

Polícia da Espanha e de Portugal apreendeu abacaxis recheados de drogas (Foto: Reprodução/TV Globo)

A polícia de Portugal e da Espanha apreendeu centenas de quilos de cocaína escondidos dentro de abacaxis e prendeu nove membros de uma gangue que havia transportado a droga a partir da América do Sul.

As frutas estavam dentro de containers de navios. Além de apreender os 745 quilos de cocaína, a polícia desmantelou um laboratório onde a droga era processada.

“A organização internacional trouxe repetidamente grandes quantidades de cocaína ao continente europeu”, afirmaram investigadores portugueses em um comunicado.

A droga estava escondida em cilindros dentro da fruta. Os traficantes passaram uma cera amarela em volta do pacote e colocaram dentro da casca do abacaxi.

A Península Ibérica é uma grande porta de entrada para cocaína e outras drogas que chegam à Europa diretamente da América Latina ou via África.

Droga estava escondida em abacaxis (Foto: Reprodução/TV Globo)

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Facebook

Anunciante

MAIS LIDAS DO DIA