Fique Conectado

Cadeia Velha

Lava Jato mira presidente da Alerj e empresário de ônibus do Rio

Operação Cadeia Velha é um desdobramento da Lava Jato no Rio de Janeiro

© REUTERS/Ricardo Moraes
Anunciante

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (14) a Operação Cadeia Velha, desdobramento da Lava Jato que tem como objetivo cumprir dez mandados de prisão preventiva e temporária, busca e apreensão e condução coercitiva contra três deputados estaduais.

São alvos de mandado de prisão três empresários ligados ao setor de ônibus: Jacob Barata Filho, Lélis Teixeira e José Carlos Lavouras, todos alvos da Operação Ponto Final, deflagrada em julho.

O presidente da Assembleia Legislativa do Rio, Jorge Picciani (PMDB), foi intimado a depor. O filho do deputado, Felipe Picciani, foi preso em Uberlândia (MG). Ele é executivo na empresa Agrobilara, sob suspeita de ser usada na lavagem de dinheiro da propina.

O escritor e colunista da Folha de S.Paulo Gregorio Duvivier filmou Jorge Picciani sendo abordado por policiais ao deixar uma aeronave no Rio.

Também foram chamados a prestar depoimento Paulo Melo (PMDB), ex-presidente da Assembleia, e Edson Albertassi (PMDB), que já foi líder do PMDB na Alerj.

O nome da Operação Cadeia Velha é uma referência ao fato do local onde está a Alerj ter sido, no período colonial, uma prisão.

Os mandados foram autorizados pelo desembargador Abel Gomes, relator da Lava Jato no Tribunal Regional Federal do Rio. Eles têm como base a delação do doleiro Álvaro Novis, que declarou ter distribuído cerca de R$ 500 milhões entre 2011 e 2015 em propina para políticos a pedido de empresários de ônibus.

A Operação Ponto Final, que teve como foco a suposta quadrilha comandada pelo ex-governador Sérgio Cabral (PMDB), apontou pagamentos de cerca de R$ 260 milhões. Os R$ 240 milhões restantes referem-se a pessoas com prerrogativa de foro privilegiado.

O Ministério Público Federal chegou a pedir a prisão dos três deputados, por considerar que cometiam crimes em flagrante, como lavagem de dinheiro e associação criminosa. Gomes, contudo, deferiu a condução coercitiva dos parlamentares.

De acordo com a Procuradoria, os três deputados “formam uma organização integrada ainda pelo ex-governador Sérgio Cabral e que vem se estruturando de forma ininterrupta desde a década de 1990”.

TCE

O MPF diz ainda que a tentativa de nomeação de Albertassi como conselheiro do TCE (Tribunal de Contas do Estado) “pode ter sido uma manobra para que a organização criminosa retome espaços perdidos com os afastamentos de conselheiros determinados pelo STJ, e também uma forma de atrapalhar as investigações, ao deslocar a competência para a apuração dos fatos e tirar o caso do TRF”.

A indicação do deputado, feita pelo governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), foi barrada pela Justiça. O caso provocou inclusive a demissão do procurador-geral do Estado, Leonardo Espíndola, que se recusou a defender a indicação no Tribunal de Justiça.

Pelas Constituição, a vaga aberta no TCE seria destinada a um auditor de carreira, e não a um deputado. Com informações da Folhapress.

Oque você acha disso?

NOTICIAS AO MINUTO
Anunciante

Loteria

Mega-sena acumulada pode pagar R$ 20 milhões na quarta-feira

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 2006 da Mega-sena, realizado na noite de sábado (20) em Itupeva (SP), e o prêmio de R$ 15 milhões acumulou.

Para o próximo sorteio, na quarta-feira (24), a previsão da Caixa Econômica Federal é de R$ 20 milhões.

As dezenas sorteadas foram: 01, 09, 14, 20, 25 e 54. Ao todo, 71 apostas acertaram cinco dezenas e levarão o prêmio de R$ 31.319,78 cada.

Na quadra, foram premiadas 5.500 apostas, com prêmio de R$ 577,58 cada.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Política

‘Japonês da Federal’ pode se candidatar à Câmara após cumprir pena

Newton Ishii, que ficou conhecido como o “Japonês da Federal”, estaria sendo pressionado por Sindicalistas da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) para se candidatar a uma vaga na Câmara dos Deputados nas eleições deste ano.

A instituição, inclusive, já consultou escritórios especializados em legislação eleitoral para saber se o agente se enquadrara na Lei da Ficha Limpa, pois ele foi condenado anteriormente por facilitação de contrabando.

Como conta o ‘Plantão Brasil’, os advogados afirmaram que Ishii seria elegível, visto que ele já terá cumprido toda a pena até o início da campanha eleitoral. O que parece dificultar a candidatura, segundo o site, é o fato do “Japonês da Federal” ser resistente à ideia.

Espera-se que cerca de 30 agentes e delegados da PF concorram nas eleições deste ano. A Fenapef contabilizou 24 pré-candidatos, em 18 Estados. Já o jornal ‘Folha de S. Paulo’ teve acesso a outros nomes, que não aparecem na lista da federação.

O Estado com o maior número de concorrentes da PF é o Paraná, berço da operação Lava Jato. Até o momento, cinco delegados e agentes manifestaram a intenção de concorrer.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Fatalidade

Mulher passa mal e morre em voo de Belo Horizonte a Buenos Aires

Uma aeronave da Azul que ia de Belo Horizonte (MG) a Buenos Aires teve de fazer um pouso de emergência em Porto Alegre para providenciar atendimento médico a uma passageira argentina que, no entanto, não sobreviveu. O voo 8762 havia saído do aeroporto de Confins na sexta-feira, 19, à noite, e não tinha nenhum pouso programado para a capital gaúcha.

A mulher não foi identificada e nem teve sua idade revelada – ela morreu de parada cardíaca durante atendimento médico de emergência no próprio Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre.

“Por conta da emergência médica, a aeronave realizou um pouso não programado em Porto Alegre, onde a cliente foi prontamente atendida. Contudo, ela não resistiu e morreu no ambulatório do aeroporto. A companhia lamenta o falecimento e ressalta que está prestando toda a assistência necessária aos familiares”, diz a companhia aérea em nota.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Facebook

Anunciante

MAIS LIDAS - 24 HRS