Fique Conectado

relacionamento

Depressão pós-casamento é real e mais comum do que você pensa

Anunciante

O que acontece depois do grande beijo no casamento? Felizes para sempre e lua de mel em um local exótico? Para muitas mulheres, acontece um sentimento arrebatador chamado depressão pós-casamento.

Antes de se desesperar e pedir o divórcio, você precisa saber que essa dor é real. Apesar de não existir pesquisa específica sobre o assunto, uma ou duas em 10 mulheres sofrem com a condição, segundo estimativas de especialistas.

A principal causa é o choque de realidade. “Quando você passa mais de um ano preparando a festa, é difícil se desvincular. Vejo isso mais com noivas e as mães delas”, afirma o consultor de eventos Cesar Serra. Ele também aponta que algumas ex-noivas acabam trabalhando no ramo de casamento, como blogueiras ou fazendo doces e convites para cerimônia.

Para os especialistas, o problema atinge, na maioria das vezes, as mulheres. Cesar revela não ter conhecimento de nenhum homem com esse tipo de depressão. As duas psicólogas confirmam.

“Na grande maioria dos casos, a cerimônia é orquestrada pela noiva. Tem muito da educação das mulheres, preparadas para encontrarem no casamento seu momento de princesa e seu ‘felizes para sempre’”, comenta Lia.

De acordo com Thirza, esse tipo de depressão é mais comum em mulheres devido a uma construção de gênero.

“Atinge mais elas pelo estímulo ao longo da vida para sonhar com o casamento como uma festa, rito e celebração, e não como vida conjugal”.

Para Lia, os homens também podem sofrer disso, mas não falam sobre o incômodo. “Mesmo que eles vivam esse sentimento, eles acreditam fazer parte da nova rotina porque associam o matrimônio à perda de liberdade”.

A depressão pós-casamento não é classificada como doença igual a outras manifestações. Mesmo assim, a psicóloga Lia alerta: “Acarreta muitos problemas para a saúde, como insônia, falta de apetite, isolamento, angústia, ansiedade e estresse”.

Apesar de confundir a pessoa com ter assumido o compromisso, a especialista ressalta que falta de amor não é a causa do problema.

Em entrevista ao Daily Mail, o membro da Associação Britânica de Psicoterapia Phillip Hodson afirma que uma em cada 10 mulheres passa por um período de tristeza depois da cerimônia. Para superar esse sentimento, uma dica é esperar a rotina trazer certo conforto.

Lia recomenda enfrentar o problema de frente, por meio de conversas. A psicóloga aconselha se preparar para ouvir críticas e entender que o casal está se adaptando à nova realidade.

“A solução é encarar, entender e aceitar essa nova fase da relação. Além disso, é importante construir outras possibilidades de se viver nessa relação”, indica Thirza.

 

Oque você acha disso?

Metrópoles
Anunciante

Justiça

Motorista de Cristiano Araújo é condenado por morte do cantor

Cristiano Araújo morreu em acidente de carro em 2015 (Foto: Divulgação)

O motorista de Cristiano Araújo foi condenado pela morte do cantor em 2015, de acordo com a reportagem publicada no portal Uol nesta quinta-feira (18).

Ronaldo Miranda dirigia o carro do sertanejo no dia do acidente. Além do cantor, a namorada dele, Allana de Morais também faleceu.

De acordo com a decisão da juíza Patrícia Machado Carrijo, da 2ª Vara Cível, Criminal, das Fazendas Públicas, de Registros Públicos e Ambiental de Morrinhos, o motorista deverá cumprir 2 anos e 7 meses de pena, em regime aberto, pelo crime de homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Miranda também terá que pagar R$ 25 mil para reparação de danos causados às vítimas.

A justiça ressaltou ainda que Miranda tinha consciência de que as rodas do carro estavam em condições precárias. A juíza considerou sua ação como imprudente e negligente.

Na noite do acidente, o motorista estava a a uma velocidade de 179.3 km/h. O cantor voltava de um show em Goiânia e morreu na madrugada do dia 24 de junho de 2015.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

perigo

Mulher morre com choque ao usar celular ligado na tomada

Vítima recebeu descarga elétrica enquanto usava o celular, segundo a PM.

Gercica Bárbara morreu após sofrer um choque elétrico, segundo a PM (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

Uma mulher de 30 anos, identificada como Gercica Bárbara da Trindade, morreu vítima de um choque elétrico na noite da quarta-feira (17) em Santa Cruz do Capibaribe, Agreste de Pernambuco. De acordo com a Polícia Militar, ela havia colocado o celular para carregar e recebeu uma descarga elétrica enquanto usava o aparelho.

Ainda segundo a PM, os paramédicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram até o local, mas a mulher já estava morta.

O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru. O caso foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil do município.

O delegado Julio Porto informou que a mulher também sofria de problemas de saúde, e que um exame tanatocópico será realizado para confirmar a causa da morte.

Mulher morreu após receber descarga elétrica de carregador de celular enquanto usava o aparelho (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

Oque você acha disso?

Continue Lendo

educação

Consulta às notas do Enem 2017 é liberada

Resultado deve ser consultado individualmente na Página do Participante.

Notas do Enem 2017 foram divulgadas pouco antes das 12h. (Foto: Reprodução)

As notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 foram divulgadas nesta quinta-feira (18). O resultado só pode ser consultado individualmente. Para isso, os candidatos devem acessar a Página do Participante e incluir CPF e a senha cadastrada. Pouco antes das 12h, o site apresentava instatibilidade.

Veja o passo a passo de como recuperar sua senha

Com a nota do Enem 2017, os estudantes podem pleitear uma vaga em uma universidade pública que tenha aderido ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2018. Serão 130 instituições no Brasil – 30 estaduais e 100 federais -, que ofertarão 239.601 vagas na graduação. As inscrições começam no dia 29 de janeiro e vão até as 23h59 do dia 1º de fevereiro. Elas serão feitas no site do programa (http://sisu.mec.gov.br).

Para participar, é necessário ter tirado nota acima de zero na redação do Enem 2017. Como nos anos anteriores, cada candidato poderá se inscrever em até duas vagas, especificando a ordem de preferência e o turno no qual pretende estudar. Também é necessário definir qual a modalidade no qual o aluno se encaixa – ampla concorrência ou alguma relativa às ações afirmativas (com critérios raciais ou sociais).

Mesmo que o candidato faça sua inscrição no dia 29 de janeiro, ele poderá alterar suas opções até as 23h59 do dia 1º de fevereiro. O sistema mostra, a cada dia, uma nota de corte parcial, baseada nas notas das pessoas que já se inscreveram até o momento naquele curso.

Os resultados serão publicados no dia seguinte ao término das inscrições, 2 de fevereiro. Os aprovados deverão efetuar a matrícula nos dias 5, 6 e 7 de fevereiro de 2018.

Só será possível confirmar a vaga caso o estudante apresente seus documentos corretamente na instituição de ensino na qual foi aprovado.

Do dia 2 de fevereiro até as 23h59 de 16 de fevereiro, os candidatos poderão manifestar interesse em alguma vaga para a qual não foram aprovados na primeira chamada. Só será permitido marcar o curso colocado como 1ª opção na inscrição.

As convocações serão feitas pelas universidades, em calendário definido por elas. Cabe ao candidato acompanhar os prazos.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Facebook

Anunciante

MAIS LIDAS DO DIA