Fique Conectado

relacionamento

Depressão pós-casamento é real e mais comum do que você pensa

Anunciante

O que acontece depois do grande beijo no casamento? Felizes para sempre e lua de mel em um local exótico? Para muitas mulheres, acontece um sentimento arrebatador chamado depressão pós-casamento.

Antes de se desesperar e pedir o divórcio, você precisa saber que essa dor é real. Apesar de não existir pesquisa específica sobre o assunto, uma ou duas em 10 mulheres sofrem com a condição, segundo estimativas de especialistas.

A principal causa é o choque de realidade. “Quando você passa mais de um ano preparando a festa, é difícil se desvincular. Vejo isso mais com noivas e as mães delas”, afirma o consultor de eventos Cesar Serra. Ele também aponta que algumas ex-noivas acabam trabalhando no ramo de casamento, como blogueiras ou fazendo doces e convites para cerimônia.

Para os especialistas, o problema atinge, na maioria das vezes, as mulheres. Cesar revela não ter conhecimento de nenhum homem com esse tipo de depressão. As duas psicólogas confirmam.

“Na grande maioria dos casos, a cerimônia é orquestrada pela noiva. Tem muito da educação das mulheres, preparadas para encontrarem no casamento seu momento de princesa e seu ‘felizes para sempre’”, comenta Lia.

De acordo com Thirza, esse tipo de depressão é mais comum em mulheres devido a uma construção de gênero.

“Atinge mais elas pelo estímulo ao longo da vida para sonhar com o casamento como uma festa, rito e celebração, e não como vida conjugal”.

Para Lia, os homens também podem sofrer disso, mas não falam sobre o incômodo. “Mesmo que eles vivam esse sentimento, eles acreditam fazer parte da nova rotina porque associam o matrimônio à perda de liberdade”.

A depressão pós-casamento não é classificada como doença igual a outras manifestações. Mesmo assim, a psicóloga Lia alerta: “Acarreta muitos problemas para a saúde, como insônia, falta de apetite, isolamento, angústia, ansiedade e estresse”.

Apesar de confundir a pessoa com ter assumido o compromisso, a especialista ressalta que falta de amor não é a causa do problema.

Em entrevista ao Daily Mail, o membro da Associação Britânica de Psicoterapia Phillip Hodson afirma que uma em cada 10 mulheres passa por um período de tristeza depois da cerimônia. Para superar esse sentimento, uma dica é esperar a rotina trazer certo conforto.

Lia recomenda enfrentar o problema de frente, por meio de conversas. A psicóloga aconselha se preparar para ouvir críticas e entender que o casal está se adaptando à nova realidade.

“A solução é encarar, entender e aceitar essa nova fase da relação. Além disso, é importante construir outras possibilidades de se viver nessa relação”, indica Thirza.

 

Oque você acha disso?

Metrópoles
Anunciante

Tecnologia

Saiba como verificar o seu histórico no Google Assistente

Seja por meio do aplicativo do Assistente ou via web, é fácil acessar e editar as informações coletadas pelo Google sobre as suas interações com o serviço.

Com apenas alguns cliques é possível mergulhar no histórico do seu Google Assistente para visualizar todos os comandos que você já realizou, as respostas recebidas e ouvir os áudios com exatamente o que foi ouvido pelo assistente virtual da gigante.

Há duas maneiras de acessar a lista principal, via app e via web. Veja abaixo como fazer isso.

Pelo aplicativo Google Assistente: abra o Google Assistente e clique no ícone azul, no canto superior direito da tela. Na tela seguinte, toque no ícone com três pontos, localizado também no canto superior direito da tela). Na lista drop-down, clique na opção “Minha Atividade” e então será levado para uma lista com todas as interações que já teve com o Google Assistente.

Pela web: acesse a URL myactivity.google.com e então terá uma lista com todo o seu histórico no Google. Clique no botão de “+”, abaixo da barra de buscas, e escolha o filtro para o Google Assistente. Clique no botão de buscar e receberá as atividades no Assistente.

Independente do método escolhido, você terá agora uma lista com as suas atividades no Google Assistente.

Clique em “detalhes” para receber mais informações sobre quando e como a pergunta foi feita, por meio do app do Google no smartphone ou por um aparelho Google Home.

Caso a interação tenha sido feita pelo app, você também receberá a sua localização no momento. E, caso tenha sido feita pelo Google Home, você poderá ouvir uma gravação do que o aparelho ouviu.

Caso o Assistente tenha retornado com resultados de buscas, uma resposta ou realizado uma tarefa, isso também estará listado no histórico.

Algumas dessas informações podem ser úteis se você está tentando descobrir a razão pela qual o Assistente continua te ouvindo mal – por exemplo, você pode estar falando com o smartphone, mas o comando pode ser ouvido por um Google Home no mesmo cômodo, causando problemas de compreensão.

O Google permite que você apague trechos ou mesmo todo o histórico. E, caso você prefira que nada disso seja armazenado em primeiro lugar, é possível desabilitar a coleta por meio dos “controles de atividade”, que está dentro da página “detalhes” de cada item.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

APLICATIVO

Librelix: plataforma de streaming gratuita que você precisa conhecer

A existência da plataforma parte do princípio do livre acesso à cultura defendido pelo criador, Guilmour Rossi

Sem necessidade de qualquer registro ou subscrição, assim é a plataforma de streaming Libreflix, que lhe dá acesso gratuito a todo o gênero de séries, filmes e documentários.

Apesar de não ter a mesma quantidade de conteúdos que a Netflix, por exemplo, sempre é bom poupar uns trocados podendo assistir a obras independentes de qualidade.

A plataforma foi criada por Guilmour Rossi, brasileiro de 21 anos e defensor do livre acesso à cultura.

“O Libreflix é uma plataforma de streaming aberta e colaborativa que reúne produções audiovisuais independentes, de livre exibição e que fazem pensar”. No site da Libreflix, existe a aba onde os produtores independentes podem enviar as suas próprias obras audiovisuais.

Com uma biblioteca em constante crescimento, o objetivo da Libreflix é agora reunir os aplicativos necessários para garantir a expansão do serviço. Os usuários de dispositivos Android e Windows já podem descarregar os respectivos apps. Já para quem tem iPhone, é necessário esperar um pouco mais.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

1983

Sapatos usados por Michael Jackson em 1º ‘moonwalk’ vão a leilão

Peça usava pelo artista ao realizar o passo de dança pela primeira vez no palco será leiloada em 26 de maio.

Calçado usado por Michael Jackson (Foto: GWS Auctions/Divulgação)

O famoso mocassim preto usado por Michael Jackson em sua primeira apresentação de “moonwalk” no palco vai para leilão. O cantor usou o calçado durante a apresentação de “Billie Jean” no especial televisivo “Motown 25”, em 1983, fazendo sua tradicional caminhada para trás.

(Foto: Robet Wallis – Corbis ; Robet Wallis / Corbis)

“Qualquer coisa relacionada a Michael Jackson é extraordinária, e ter algo tão incrivelmente histórico como esses sapatos usados por Michael quando ele fez o famoso ‘moonwalk’ é extremamente especial. Estamos muito honrados em poder oferecê-los em leilão”, afirmou Brigitte Kruse, dona da GWS Auctions, segundo informações da CNN.

Kruse ainda informou para a CNN que a estimativa do leilão é modesta: US$ 10 mil (cerca de R$ 34 mil). Apesar da afirmação, ao entrar no site da casa de leilões, o lance mínimo atual para a peça é de US$ 50 mil (R$ 170 mil). O leilão da peça está marcado para 26 de maio, na Califórnia.

Calçado usado por Michael Jackson vai a leilão (Foto: GWS Auctions/Divulgação)

Segundo informações da casa de leilão na descrição do lote, Michael chamava o par de calçados como “sapatos mágicos”. O catálogo ainda descreve a peça como calçados que “estão em uma condição maravilhosa para sua idade, com sinais evidentes de uso para as solas”.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Facebook

Anunciante

MAIS LIDAS - 24 HRS