Fique Conectado

Política

Ministro Bruno Araújo entrega carta de demissão a Temer

Publicado

em

Bruno Araújo (PSDB-PE) (José Cruz/Agência Brasil)
Anunciante

Em meio ao agravamento do racha no PSDB sobre a permanência ou não no governo do presidente Michel Temer (PMDB), o ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), entregou nesta segunda-feira (13) sua carta de demissão do cargo. No texto enviado a Temer, Araújo afirma que já não há no partido “apoio no tamanho que permita seguir nessa tarefa”.

Ele é um dos quatro ministros do PSDB no governo Michel Temer e ocupa a pasta desde que o peemedebista assumiu a presidência interinamente, em maio de 2016.

Além dele, os outros ministros tucanos são Aloysio Nunes Ferreira(Relações Exteriores), Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo) e Luislinda Valois (Direitos Humanos).

A saída de Bruno Araújo do cargo se dá dois dias depois da declaração do senador Aécio Neves (MG), presidente afastado do PSDB e principal fiador da permanência do partido na Esplanada dos Ministérios, de que a legenda sairia do governo “pela porta da frente”.

Líderes do chamado “Centrão” da Câmara cobram de Temer a saída dos tucanos dos ministérios e condicionam à reforma ministerial a aprovação da pauta econômica do Planalto, sobretudo a reforma da Previdência, em tramitação na Câmara.

Oque você acha disso?

Veja.com
Anunciante

CAMPINAS

Jovem sai de culto para socorrer casal durante temporal e morre em SP

A vítima estava em um culto na igreja Assembleia de Deus Ministério Belém do Pará quando foi socorrer um casal dentro de um carro

Publicado

em

Após tentar salvar pessoas durante um temporal na noite desse sábado (18), em Campinas, interior de São Paulo, um homem, de 36 anos, foi arrastado pela enxurrada e acabou morrendo. O corretor de imóveis Eduardo Gomes da Silva chegou a ser socorrido, mas não resistiu.

Segundo informações do G1, a vítima estava em um culto na igreja Assembleia de Deus Ministério Belém do Pará quando foi socorrer um casal dentro de um carro. No momento do resgate, de acordo com um amigo dele, o jovem escorregou com a correnteza e foi levado até ficar preso embaixo de um ônibus.

“Ele era um cara que me ajudava muito. Onde a gente ia, se tinha alguém precisando, ele ajudava. Ele abria mão dele mesmo para ajudar. A gente sente muito porque ele era muito querido por todos, muito querido dentro da nossa igreja, dentro da comunidade dele”, contou Thiago Souza de Andrade.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

EXPOSIÇÃO

Ministro do STF libera condução coercitiva de curador da ‘Queermuseu’

Alexandre de Moraes negou pedido feito por Gaudêncio Cardoso Fidélis, curador da exposição "Queermuseu", para barrar uma eventual condução coercitiva

Publicado

em

O ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), negou pedido feito por Gaudêncio Cardoso Fidélis, curador da exposição “Queermuseu”, para barrar uma eventual condução coercitiva (quando a pessoa é levada para prestar depoimento) na CPI dos Maus Tratos em Crianças e Adolescentes, na Câmara dos Deputados.

Fidélis diz que não se nega a comparecer, mas que não quer correr o risco de ser levado à força para prestar depoimento, a fim de que “seja publicamente vinculado à prática de crimes de pedofilia, por meio de uma condução coercitiva abusiva e vexatória, o que resultará em inequívoco abalo à sua honra e imagem profissional desde sempre idônea e reta”.

O depoimento está marcado para quinta-feira (23). Ele foi curador da mostra “Queermuseu – Cartografias da Diferença na Arte Brasileira”, aberta no Santander Cultural, em Porto Alegre (RS), em agosto. A exposição foi fechada depois de um protesto liderado pelo MBL.

No pedido levado ao Supremo, Fidélis diz que foi convocado em 27 de setembro para comparecer à CPI em 4 de outubro, mas, como não teria tempo hábil para se preparar, pediu para adiar o depoimento. Segundo ele, os senadores fizeram nova convocação, mas em 9 de outubro aprovaram outro requerimento, sendo este “com vistas à sua condução coercitiva”.

“Como se sabe, a condução coercitiva é medida cautelar de elevado gravame para a fundamental liberdade de locomoção e deve ser expendida, no caso específico das CPIs, apenas quando frustrado o comparecimento obrigatório ao seu chamamento convocatório, de modo injustificado”, diz Fidélis. Na sexta-feira (17), Moraes pediu informações à presidência da CPI e à PGR (Procuradoria-Geral da República). O pedido foi negado em caráter liminar (provisório). Com informações da Folhapress.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

ofício

Gilmar Mendes pede mudança no horário de verão de 2018

Publicado

em

presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, entregou ofício ao presidente Michel Temer pedindo alteração no horário de verão do próximo ano.

A ideia é que a alteração nos relógios ocorra somente após o segundo turno das eleições, que acontece no último domingo de outubro.

Normalmente, o horário de verão começa no terceiro domingo de outubro. Em 2018, iria de 21 de outubro a 17 de fevereiro, depois do Carnaval. Portanto, caso o pedido seja acatado, o horário de verão seria mais curto no próximo ano.

O Código Eleitoral determina dia e hora em que as eleições ordinárias devem ocorrer. “O primeiro turno deve ser das 8h às 17h do primeiro domingo do mês de outubro (dia 7), e o segundo turno, no mesmo horário do último domingo do mesmo mês (dia 28)”, diz o texto.

Como o país tem quatro fusos horários, o início da votação não ocorre de forma simultânea em todo o território.

De acordo com o jornal O Dia, o TSE afirma que “a razão do pedido é garantir que os diferentes fusos horários existentes no Brasil, acentuados pela mudança de ponteiros nos meses de verão no Centro-Sul do país, não causem atrasos na divulgação do resultado das eleições”.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Facebook

Anunciante Sou Mais Familia

MAIS LIDAS DO DIA