Fique Conectado

Quadrilha

Justiça manda prender 8 suspeitos de atacar carro-forte em SP

Segundo informações da polícia, uma parte da quadrilha foi presa logo após a ação

Anunciante

Após o ataque a um carro-forte na Zona Leste de São Paulo na sexta-feira (10) e incendiar ao menos dez veículos, entre caminhões e carros, a justiça decretou a prisão preventiva de oito homens suspeitos do envolvimento no crime.

Segundo informações da polícia, uma parte da quadrilha foi presa logo após a ação. Dois assaltantes, porém, conseguiram fugir e invadiram uma casa sobre um pequeno mercado. Um deles fingiu ser refém do comparsa, mas foi identificado e ambos acabaram detidos.

O crime ocorrido na Avenida Ragueb Choffi, em São Mateus, contou com o uso de um caminhão para interceptar o carro-forte. Em seguida, com uma metralhadora calibre .50, capaz de derrubar um helicóptero, atirou no veículo. Os criminosos explodiram o carro-forte, mas foram interceptados pelos policiais. Houve troca de tiros.

De acordo com o portal G1, com a quadrilha a polícia apreendeu dois fuzis, coletes à prova de balas e rádio comunicadores. Dentro do caminhão usado pelos bandidos havia várias peças de carros roubados, como pneus, para-choques e portas, além de dois cofres. Todo o material será enviado para o Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) para análise.

Oque você acha disso?

NOTICIAS AO MINUTO

matéria atualizada

Homem é morto após assassinar os pais e ferir a esposa a facadas em Araçatuba

Crime ocorreu na manhã deste domingo (21).

Empresa funerária retirando os corpos do local. (Regional Press)

O empresário Ademir Magalhães Rondina, dono de uma loja de tintas na cidade de Jales, assassinou com golpes de faca, seus pais, na manhã deste domingo na Rua Chile, bairro Icaraí, em Araçatuba.

A PM foi acionada para o local, onde segundo informações, estaria ocorrendo um roubo a residência. Ao chegar no local, os policiais encontraram o casal morto com várias perfurações pelo corpo e a esposa do acusado ferida na mão direita e no abdômen do lado esquerdo.

Ademir, ao ver a viatura, fugiu do local correndo e foi seguido pelos policiais. Em uma residência na Rua Argentina, Ademir foi cercado no quintal da casa, que não tem muro nem grades. Descontrolado, o acusado tentou agredir os militares com pedras e tijolos. Uma dessas pedras chegou a acertar e quebrar o vidro de uma das viaturas da PM.

Local onde Ademir foi alvejado depois de investir contra os policiais. (Regional Press)

Os policiais tentaram dialogar com Ademir, porém ele se negava a conversar. Ele partiu para cima dos PMs, sendo necessário efetuar um disparo de arma de fogo para contê-lo.

Depois de alvejado, ele foi socorrido rapidamente para a Santa Casa de Araçatuba, mas não resistiu aos ferimentos e deu entrada no setor de emergência em óbito.

A esposa do acusado M.I.T.R., de 50 anos, foi socorrida e segue internada na Santa Casa. O estado de saúde dela é estável e não corre risco de morte.

Viatura ficou com o vidro quebrado depois de ser atingida por uma pedra. (Regional Press)

A PM isolou o local do crime para os trabalhos da polícia científica. O delegado da Polícia Civil Dr. Marcelo Cury esteve no local e vai investigar as causas que levaram Ademir a cometer os crimes.

M.I. será ouvida pelas autoridades assim que for liberada pelos médicos e estiver em condições de falar.

Segundo informações colhidas pelo Regional Press, Ademir era depressivo e tinha um bom relacionamento com a família. Vizinhos disseram que na noite de ontem, ele e seus pais estavam aparentemente bem, e ficaram juntos sentados na frente do imóvel conversando.

Pessoas próximas disseram que o empresário teria perdido um sítio recentemente e enfrentava problemas financeiros. Atualmente ele, a mulher e uma filha moravam com os pais na residência onde cometeu os crimes. No local também morava uma avó do empresário.

Marcas de sangue deixadas pelo assassino ao encostar na viatura. (Regional Press)

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Urgente

Empresário mata os pais a facadas e morre no confronto com a PM em Araçatuba

Crime ocorreu na manhã deste domingo (21).

A PM isolou o local para os trabalhos da perícia. (Regional Press)

Um homem ainda não identificado assassinou os pais a facadas na manhã deste domingo (21) na Rua Chile, em Araçatuba.

As primeiras informações dão conta que ele é empresário e teria matado os pais com vários golpes de faca.

Depois do duplo homicídio, o acusado teria esfaqueado a esposa e fugido do local.

A PM foi acionada e conseguiu encontrar o assassino na Rua Argentina. Ele teria entrado em um terreno baldio e investido contra a PM com tijolos e pedras. Os policiais reagiram e foi necessário efetuar disparos de arma de fogo.

(Regional Press)

O homem foi atingido e socorrido até a Santa Casa de Araçatuba, porém deu entrada no setor de emergência sem vida.

O local foi isolado para os trabalhos dos  peritos do Instituto de Criminalística.

O Regional Press está acompanhando essa terrível ocorrência de filho assassinando os pais e trará dentro de instantes mais informações e imagens do local.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Atrás das Grades

Guilherme Longo, acusado de matar o menino Joaquim, é extraditado

Ele foi levado para a Penitenciária Tremembé II

O técnico de informática Guilherme Longo, acusado pelo assassinato do enteado de três anos, Joaquim Pontes Marques, em 2013, foi extraditado após ser preso na Espanha. Longo chegou no aeroporto de Guarulhos na manhã deste sábado (20) e, por volta das 8h30, foi levado para a Penitenciária Tremembé II.

O menino desapareceu de casa, em Ribeirão Preto (a 313 km de São Paulo) em 5 de novembro de 2013, e seu corpo foi encontrado cinco dias depois, no rio Pardo, em Barretos (a 423 km de São Paulo).

Em 2016, Longo deu uma entrevista à TV, e disse que “não raciocinou direito” e acabou “fazendo besteira”. Segundo ele, o garoto foi morto por estrangulamento e, depois, teve o corpo jogado num córrego, que deságua no rio Pardo – e que levou o corpo de Joaquim a mais de 100 quilômetros de Ribeirão.

Longo, na época, disse na entrevista que matou a criança de forma a “não machucar” Joaquim. “Eu estrangulei ele… sem… eu não apertei a traqueia dele né, para não machucar. Eu sabia que ia machucar. Simplesmente, é… comprimi a lateral do pescoço dele pra que ele desmaiasse sem dor. Foi rápido. Foi coisa de dois, três segundos […] E aí ele desmaiou. Eu segurei ele por mais algum período de tempo até ele não esboçar mais reação”, disse.

O crime foi cometido, de acordo com ele, com o objetivo de que o relacionamento com a mãe de Joaquim melhorasse. Os dois chegaram a ficar presos.

Natalia obteve liberdade dias depois, para aguardar o julgamento em liberdade, enquanto Longo deixou a prisão, após dois anos e três meses.

Ele conseguiu habeas corpus sob a alegação de excesso de prazo de detenção sem julgamento. Mas teria de estar em casa antes das 22h, o que não ocorreu. Ele aproveitou a saída da prisão para fugir para a Espanha. Com informações da Folhapress por meio do site MSN.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Facebook

Anunciante

MAIS LIDAS - 24 HRS