Fique Conectado

Interior de SP

Acidente entre veículos escolares deixa uma criança morta e dez feridas

Menina morreu e pelo menos 10 pessoas ficaram feridas em Itapetininga (Foto: Paola Patriarca/G1)
Anunciante

Uma menina morreu e dez crianças ficaram feridas após um acidente entre um ônibus e uma van escolares nesta segunda-feira (12), em Itapetininga, São Paulo.

De acordo com o G1, a colisão ocorreu na Vila Gramado 1. A vítima fatal estava no banco da frente da van escolar. O veículo colidiu em um ônibus que, por consequência, bateu em uma casa.

Um rapaz que estava no ônibus foi levado à UTI do Hospital Regional de Itapetininga. O corpo da menina foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) após perícia.

De acordo com a polícia, a criança que morreu estava no banco da frente da van, que transportava os estudantes de seis a dez anos. No ônibus só estavam o motorista e um rapaz.

Ainda conforme a polícia, a van bateu no ônibus, que acabou colidindo em uma casa. Moradores disseram que o ônibus estava na preferencial e a van teria avançado, provocando a colisão, segundo informou o G1.

Os feridos foram socorridos e levados ao Hospital Regional de Itapetininga.

Oque você acha disso?

G1

Atrás das Grades

Guilherme Longo, acusado de matar o menino Joaquim, é extraditado

Ele foi levado para a Penitenciária Tremembé II

O técnico de informática Guilherme Longo, acusado pelo assassinato do enteado de três anos, Joaquim Pontes Marques, em 2013, foi extraditado após ser preso na Espanha. Longo chegou no aeroporto de Guarulhos na manhã deste sábado (20) e, por volta das 8h30, foi levado para a Penitenciária Tremembé II.

O menino desapareceu de casa, em Ribeirão Preto (a 313 km de São Paulo) em 5 de novembro de 2013, e seu corpo foi encontrado cinco dias depois, no rio Pardo, em Barretos (a 423 km de São Paulo).

Em 2016, Longo deu uma entrevista à TV, e disse que “não raciocinou direito” e acabou “fazendo besteira”. Segundo ele, o garoto foi morto por estrangulamento e, depois, teve o corpo jogado num córrego, que deságua no rio Pardo – e que levou o corpo de Joaquim a mais de 100 quilômetros de Ribeirão.

Longo, na época, disse na entrevista que matou a criança de forma a “não machucar” Joaquim. “Eu estrangulei ele… sem… eu não apertei a traqueia dele né, para não machucar. Eu sabia que ia machucar. Simplesmente, é… comprimi a lateral do pescoço dele pra que ele desmaiasse sem dor. Foi rápido. Foi coisa de dois, três segundos […] E aí ele desmaiou. Eu segurei ele por mais algum período de tempo até ele não esboçar mais reação”, disse.

O crime foi cometido, de acordo com ele, com o objetivo de que o relacionamento com a mãe de Joaquim melhorasse. Os dois chegaram a ficar presos.

Natalia obteve liberdade dias depois, para aguardar o julgamento em liberdade, enquanto Longo deixou a prisão, após dois anos e três meses.

Ele conseguiu habeas corpus sob a alegação de excesso de prazo de detenção sem julgamento. Mas teria de estar em casa antes das 22h, o que não ocorreu. Ele aproveitou a saída da prisão para fugir para a Espanha. Com informações da Folhapress por meio do site MSN.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Araçatuba

Defesa de advogado preso com armas busca transferência para CR ou Exército

Advogado criminalista Luiz Raphael Arello vai tentar a transferência de seu cliente da cadeia de Penápolis

O advogado criminalista Luiz Raphael Arello vai solicitar à Justiça a transferência de seu cliente, o também advogado Alberto Sakon Ishikizo, da cadeia de Penápolis para o CR (Centro de Ressocialização) de Araçatuba ou para uma repartição do exército de Lins.

Sakon foi preso em Araçatuba por posse ilegal de armas e munições, algumas de uso restrito. Após ter o flagrante convertido em prisão preventiva, Sakon foi levado para a cadeia de Penápolis, nesta sexta-feira (19).

Em entrevista ao Regional Press, Arello disse que além de solicitar a remoção de seu cliente da cadeia de Penápolis, vai impetrar pedido de revogação de prisão preventiva e, se negado, vai ingressar com habeas corpus.

Advogado criminalista Luiz Raphael Arello

De acordo com o criminalista, a prioridade é a transferência da cadeia de Penápolis para garantir a integridade do advogado. “Vamos tentar tirá-lo de lá para o CR daqui (Araçatuba) ou para um quartel das Forças Armadas, no caso o Exército de Lins, por questões de segurança”.

O advogado Alberto Sakon Ishikizo foi preso na quinta-feira pelo GOE (Grupo de Operações Especiais) da Polícia Civil. Na casa dele, no bairro Vila Mendonça, os investigadores encontraram pistolas, revólveres e uma espingarda, além de dezenas de munições, inclusive a de um fuzil 7.62, de posse proibida. O GOE passou a investigar o caso a partir de uma denúncia de que o advogado estaria ameaçando a ex-mulher.

A informação também era de que ele tinha um pequeno arsenal escondido em casa. Segundo a polícia, as armas de uso legalizado não possuem documentação.

Leia Mais:

Advogado é preso com armas e munições em Araçatuba

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Presidente Prudente

Operação Força do Oeste intercepta grupo que pretendia roubar R$ 300 mil de residência

Envolvidos foram abordados pela Polícia Militar na tarde desta sexta-feira (19), em dois veículos, na Rodovia Assis Chateaubriand (SP-425), em Presidente Prudente.

Envolvidos foram abordados na Rodovia Assis Chateaubriand (Foto: Cedida/Polícia Militar)

A Polícia Militar deteve em Presidente Prudente na tarde desta sexta-feira (19) um grupo que pretendia roubar R$ 300 mil guardados em uma residência na região. A abordagem ocorreu durante a Operação Força do Oeste, realizada em comemoração ao aniversário de 13 anos de instalação do Comando de Policiamento do Interior 8 (CPI-8) em Presidente Prudente, na Rodovia Assis Chateaubriand (SP-425), próximo ao Aeroporto Estadual.

No total, sete homens e uma mulher foram encaminhados à Delegacia Participativa da Polícia Civil para o registro da ocorrência. Um revólver de calibre 32 foi apreendido com o grupo, que seguia em dois carros.

O grupo era formado por moradores de Birigui (SP) e Sandovalina.

Devido à operação, diversos pontos de bloqueio foram realizados por Presidente Prudente. Durante o desenvolvimento das ações desta sexta-feira (19), por meio de dique-denúncia, chegou à Força Tática a informação de que alguns indivíduos da região de Araçatuba e Birigui se dirigiam ao Oeste Paulista para efetuar um roubo em uma residência, onde haveria uma caminhonete, que seria levada e vendida no Paraguai, bem como R$ 300 mil.

A denúncia também descrevia as características dos veículos que eram utilizados pelo grupo, um VW Gol e um GM Captiva, que foram interceptados pela Polícia Militar na SP-425.

No Captiva, com placas de Araçatuba (SP), estavam cinco pessoas, um revólver desmuniciado e com numeração suprimida, além de cordas que seriam utilizadas para amarrar as vítimas. No Gol, com identificação de Sandovalina, estavam os outros três envolvidos, que conheciam a residência que seria roubada. A cidade onde tal imóvel seria alvo do delito não foi divulgada.

Dois dos oito detidos confirmaram as informações da denúncia.

Foi constatado pela polícia que os detidos possuem passagens pelos crimes de roubo, latrocínio e tráfico de drogas.

Os envolvidos, automóveis e os objetos apreendidos foram levados à Delegacia Participativa da Polícia Civil.

Oque você acha disso?

Continue Lendo

Facebook

Anunciante

MAIS LIDAS - 24 HRS