Oi, o que você está procurando?

Bebê passa bem após cirurgia para retirar ‘gêmeo parasita’

A bebê marfinense Dominique, de nove meses, passou por uma cirurgia de alto risco no hospital infantil Advocate em Park Ridge, no estado de Illinois (EUA), depois que nasceu com duas espinhas e quatro pernas. Dominique passou pela cirurgia bem sucedida no dia 8 de março.

Dominique, que nasceu na Costa do Marfim, passou pela operação graças à organização sem fins lucrativos Children’s Medical Missions West, que ajuda a transportar crianças de todo o mundo para receber assistência médica gratuita devido a problemas raros.

Dominique Dominique passou pela operação graças ajuda da organização sem fins lucrativos ‘Children’s Medical Missions West’ (Foto: John Gress/Reuters)

Dominique deveria ter um gêmeo, mas a outra bebê nunca se desenvolveu completamente e, em vez disso, se fundiu com ela no útero, em um fenômeno raro conhecido como gêmeo parasita, no qual o feto que não se desenvolve acaba encapsulado dentro do outro.

A bebê marfinense nasceu com a cintura de seu parasita gêmeo, com pernas e pés crescendo fora de suas costas. Dominique também contava com duas espinhas que estavam intimamente ligadas. Casos de gêmeos parasitas são bastante raros, segundo especialistas.

Sem a cirurgia para remover o gêmeo parasita, Dominique teria uma vida curta. A operação no dia 8 de março durou seis horas, e os médicos conseguiram remover a totalidade do gêmeo parasita. Segundo o cirurgião pediátrico John R. Ruge, a bebê tem se recuperado bem do procedimento.

Bebê passou pela cirurgia de alto risco no dia 8 de março no estado de Illinois (Foto: Advocate Chidren’s Hospital via Reutes)

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!