Oi, o que você está procurando?

Investigado por elo com PCC, prefeito eleito de Embu das Artes tem prisão decretada

Prefeito eleito de Embu das Artes, cidade da Grande São Paulo, o vereador Ney Santos (PRB) é alvo de mandado de prisão preventiva na primeira fase Operação Xibalba.

Acusado por tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e ligação com o crime organizado, Santos teve a prisão determinada pela Justiça.

Ele também é presidente da Câmara Municipal de Embu. Santos já ficou detido entre 2003 e 2006 por envolvimento com a facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

A operação, realizada nesta sexta-feira (9), mira uma organização criminosa voltada à prática do crime de lavagem de dinheiro proveniente do tráfico de drogas.

Ela seria atuante especialmente nas cidades de Embu das Artes, Osasco, Taboão da Serra, Carapicuíba, Cajamar e São Paulo, “instrumentalizada, em especial, através da constituição e administração de postos de combustíveis”, segundo o MP-SP (Ministério Público do Estado de São Paulo).

Foram expedidos 63 mandados judiciais, sendo 49 mandados de busca e apreensão e 14 mandados de prisão preventiva.

Atuam na operação 32 promotores de Justiça e 200 policiais da Corregedoria da Polícia Militar de São Paulo. Ao menos sete pessoas já teriam sido detidas, mas a informação ainda não é confirmada pelo MP.

O nome da operação, Xibalba, significa o submundo na mitologia maia.
O PRB informou, por e-mail, que “antes de se pronunciar, o PRB aguarda recebimento de comunicado oficial da Justiça sobre o pedido de prisão preventiva de Ney Santos, prefeito eleito em Embu das Artes, por parte do Ministério Público”.

Investigado
Em 2010, ele era candidato a deputado federal pelo PSC quando foi investigado pela Polícia Civil, que suspeitava que usava 15 postos de combustível, uma ONG e uma empresa para lavar dinheiro do crime organizado e financiar sua campanha.

Segundo policiais, Santos era conhecido como Nei Gordo no submundo do crime. Absolvido em segunda instância em 2006, ele acumulou patrimônio após a soltura, o que provocou suspeita das autoridades. Santos foi eleito com 79,45% dos votos válidos em Embu das Artes.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!