Oi, o que você está procurando?

Americano pega perpétua por morte de filho deixado no carro

Um homem foi condenado pela Justiça dos Estados Unidos à prisão perpétua por deixar o seu filho dentro de um carro sob sol forte. O bebê de 22 meses morreu enquanto ele enviava mensagens com teor sexual em seu escritório.

De acordo com o G1, o promotor Chuck Boring disse que o acusado Justin Ross Harris, de 36 anos, deixou que o bebê morresse “da forma mais horrível e inimaginável”.

Bebê de 22 meses morreu enquanto seu pai enviava mensagens com teor sexual no escritório

O pai se defendeu dizendo que esqueceu de levar o bebê para a creche e que só percebeu que o havia deixado no carro vários minutos depois de chegar ao trabalho, no dia 18 de junho de 2014.

Uma investigação revelou que Harris pesquisou na internet maneiras de viver sem filhos e como sobreviver na prisão, além de assistir vídeos de animais que morrem trancados em veículos expostos ao sol.

Enquanto o filho estava trancado no carro, o americano enviou mensagens com conteúdo sexual a seis mulheres, uma delas de apenas 17 anos.

Por estes motivos, o júri o declarou culpado de homicídio doloso, crueldade e exploração de menores. Ele foi condenado a prisão perpétua e a 32 anos adicionais de reclusão por outros crimes.

O advogado de defesa, Maddox Kilgore, deve apresentar um recurso para solicitar um novo julgamento.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!