Oi, o que você está procurando?

Menino picado por escorpião em creche permanece na UTI

O menino de apenas um ano e dois meses, picado por um escorpião na Emeb Jacinto Guilherme de Moura, na tarde desta terça-feira, permanece internado na UTI Neonatal da Santa Casa, onde deu entrada após ser encaminhado pelo pronto-socorro municipal, devido à gravidade do caso. A família do menino julga o ocorrido como um acidente.

Nesta quarta-feira a prefeitura divulgou uma nota sobre o ocorrido, que aconteceu na creche municipal. Segue a Nota:

“A Prefeitura de Araçatuba informa que a criança de 1,2 ano, do sexo masculino, aluna da Emeb Jacinto Guilherme de Moura, no Conjunto Habitacional Pedro Perri, foi imediatamente socorrida pelos profissionais da unidade logo após ser picada por um escorpião na tarde de ontem. Ela estava no berçário, quando começou a chorar. Uma funcionária percebeu o animal peçonhento em uma das paredes e imediatamente providenciou o socorro à criança.

O bebê foi prontamente levado ao pronto-socorro municipal pela diretora da escola e por uma professora. Lá, foi atendida prioritariamente, sendo acompanhada pelo secretário de Educação, Luis Carlos Custódio e pelo secretário de Saúde, Wilson Julioti. Em seguida, a criança foi removida para a Santa Casa de Araçatuba, onde permanece sob cuidados médicos. Os pais tiveram e terão, ao longo dos próximos dias, todo o apoio da administração municipal para o que for necessário.

A Secretaria de Saúde, por meio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), fará, ao longo do dia de hoje, vistoria na unidade escolar e também reforçará o trabalho – que é constante ao longo do ano – de orientação sobre como prevenir acidentes como estes. A Prefeitura de Araçatuba mantém um trabalho ininterrupto de orientação aos profissionais de educação e demais servidores públicos sobre como evitar a proliferação de escorpiões nas repartições públicas e também combate à dengue nestes locais.

Todas as unidades escolares são dotadas de mecanismos que visam bloquear a entrada de escorpiões. Entre as atitudes, que são tomadas cotidianamente, estão a vedação de ralos, tanques e pias, principalmente no período noturno. Os brinquedos são guardados em salas fechadas e em locais altos.

As portas também recebem protetores na parte de baixo. Os profissionais são orientados, ainda, a fazer o controle de baratas, que servem de alimentos para escorpiões. Nas unidades escolares vizinhas a terrenos baldios, estes imóveis são monitorados e é feita a capinagem, garantindo pelo menos um metro de área descampada entre o terreno e o muro da escola.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica, Araçatuba registrou, ao longo de todo este ano, 313 casos de acidentes com animais peçonhentos, sendo 270 ataques de escorpião. Em 2015, foram 355 casos de picada por animais peçonhentos, sendo 295 de escorpiões. O Centro de Controle de Zoonoses realiza, ao longo de todo ano, trabalho de orientação em empresas, escolas, repartições públicas e locais de grande circulação de pessoas, como calçadão, shoppings e rodoviária para divulgar os meios de evitar a dengue, a febre amarela e proliferação de escorpiões. A limpeza de terrenos e quintais é de responsabilidade de seus proprietários.

Qualquer cidadão pode delatar terrenos ou residências que estejam sujos e que podem se tornar uma ameaça à saúde pública. As denuncias devem ser feitas na unidade do Atende Fácil, que fica na rua Oscar Rodrigues Alves, 295. O horário de atendimento é, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. Após o registro da reclamação, a Prefeitura envia uma equipe de fiscais ao local e notifica o proprietário, dando prazo de até duas semanas para a limpeza. Caso o pedido não seja atendido, o proprietário está sujeito a uma multa de até 0,5% do valor venal do imóvel.”

 

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!