Oi, o que você está procurando?

Justiça decreta prisão preventiva de delegada acusada de corrupção

Decisão atende a solicitação apresentada pelo Gaeco

A pedido do Ministério Público, por meio do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), foi decretada a prisão preventiva da delegada de polícia do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), Sueli Aparecida Neute.

Ela é acusada em processo criminal que tramita na 1ª Vara de Paulínia, pela prática de crimes de organização criminosa, corrupção passiva e extorsão, juntamente com outros policiais civis do Deic, que já estavam presos desde o início de outubro.

A autoridade policial da 2ª Corregedoria Auxiliar, após diligências, não localizou a delegada para o cumprimento do mandado, de forma que, atualmente, ela se encontra na posição de procurada da Justiça.

A delegada Sueli já estava afastada do cargo, a pedido do Ministério Público, desde o oferecimento da denúncia. Novos fatos, demonstrados no processo, justificaram a prisão cautelar da referida ré.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!