Oi, o que você está procurando?

Araçatubense é preso acusado de incendiar veículo no Paraguai, diz jornal

Três brasileiros foram presos em Pedro Juan Caballero, cidade que faz fronteira com Ponta Porã, em Mato Grosso do Sul, por colocarem fogo em um carro em uma estrada vicinal da região, na noite deste sábado (12). Os suspeitos estudam medicina no Paraguai.

De acordo com matéria publicada neste domingo (13) no jornal Campo Grande News, que cita o site Porã News, José Ricardo Manchi, 40 anos, de Araçatuba, Jonas Cunha de Souza, 22 anos, residente no estado do Amazonas e Roberto Gil Filho, 30 anos, de Cuiabá foram presos após testemunhas chamarem a Polícia Nacional do Paraguai.

Eles queimaram um veiculo Fiat Uno em um caminho vicinal da colônia Victoriaí, a quatro quilômetros de Pedro Juan Caballero. Os três foram presos no momento em que fugiam, conforme a reportagem.

Ao serem abordados, já receberam voz de prisão e foram encaminhados a 6ª delegacia de policia da cidade, onde os agentes comunicaram o fato ao Ministério Publico, que determinou a prisão dos três até que se verifique a situação e quais os motivos para terem incendiado o veiculo em território paraguaio.

Os três brasileiros manifestaram que estavam em uma festa na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero e ao sair se perderam e pegaram um caminho equivocado e tiveram problemas mecânicos com o carro, quando teria chegado dois indivíduos em uma moto que com arma em mão teria mandado os mesmos descerem e caminhar, os dois indivíduos teriam levado o veiculo e posteriormente os policiais os teria acusado de queimar o próprio veiculo.

O Assessor Jurídico, Dr. Gustavo Villalba, do Consulado do Brasil No Paraguai, manifestou que acompanhara o caso já que os brasileiros não tem porque estar preso pois no caso deles, ante a duvida de que seriam os autores ou vitimas, os mesmos devem ser tratados como vitima e os policiais devem levar o mesmo ate a sede do Consulado do Brasil no Paraguai.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!