Oi, o que você está procurando?

PF cumpre mandado de busca e apreensão em gabinete de vereador

A Polícia Federal cumpriu mandado de busca e apreensão no início desta quinta-feira (27) no gabinete do presidente da Câmara de São José do Rio Preto (SP), Fábio Marcondes, do PR. Segundo informações da polícia, o parlamentar é investigado por suposto crime de compra de votos.

A emissora Tv Tem tentou falar com o vereador e também com a assessoria de imprensa da Câmara, mas não houve resposta.

Policiais federais também foram até a casa do parlamentar, que fica dentro de um condomínio de luxo da cidade, em busca de documentos que possam comprovar a ligação do vereador com o suposto crime, conforme diz a polícia.

Fábio Marcondes foi o mais votado em Rio Preto (Foto: Reprodução / TV TEM)

Fábio Marcondes foi o mais votado em Rio Preto (Foto: Reprodução / TV TEM)

Segundo o Ministério Público, Marcondes teria gasto até três vezes mais do que poderia gastar nas eleições deste ano.

De acordo com nota enviada pela Polícia Federal, na casa de um cabo eleitoral do vereador investigado foi apreendido farto material com evidências da captação ilícita de votos e de despesas de campanha de Marcondes. Por isso, foi solicitado os mandados de busca e apreensão cumpridos nesta quinta-feira (27).

Segundo a nota, foram apreendidos papéis e arquivos eletrônicos como telefone celular, computadores e outras mídias. Na nota da PF consta que o “material apreendido corrobora parte das informações encontradas nos documentos obtidos com a primeira diligência de busca e apreensão, mas o material será periciado e analisado mais detalhadamente, nas diligências que prosseguirão.”

Marcondes foi eleito o vereador mais votado da cidade, com oito mil votos. No começo do mês, a polícia encontrou na casa do assessor de Fábio Marcondes várias listas com nomes de pessoas que supostamente receberam ajuda do vereador.

Segundo o promotor Cláudio Santos de Moraes, além da suspeita de compra de votos, ele também recebeu várias denúncias de abuso do poder econômico e despesas não declaradas na prestação de contas à Justiça Eleitoral.

 

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!