Oi, o que você está procurando?

Justiça concede liberdade para mulher que matou marido a tiros em Araçatuba

___________________________________________________________________________________

O juiz Emerson Sumariva Júnior, da 3ª Vara Criminal de Araçatuba, concedeu liberdade provisória para Maria Aparecida Braidotti, de 63 anos, que havia sido presa em flagrante após matar o marido a tiros na noite de domingo (18). O alvará de soltura foi expedido na tarde desta terça-feira (20).

De acordo com o magistrado, a liberdade provisória foi possível devido ao fato de a mulher ser primária, não ter passagem pela polícia e ela mesma ter acionado e esperado a polícia.

O crime ocorreu na rua Francisco Pedro Mendes, bairro Morada dos Nobres, em Araçatuba. Maria Aparecida matou, com dois tiros na cabeça, o marido, Angelim Carlos Braidotti, 65 anos, policial militar aposentado.

Em depoimento à polícia, a mulher disse que cometeu o crime por sofrer humilhação por parte da vítima.

Ela informou que antes do crime o marido teria cuspido no rosto dela e impedido que ela jantasse.

Após o flagrante, a mulher foi levada para a cadeia feminina de Lavínia. Com a liberdade provisória, ela sairia da unidade ainda nesta terça-feira.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!