Já se passaram nove anos desde a goleada histórica da Seleção Brasileira Feminina sobre os Estados Unidos na final dos Jogos Pan-Americanos 2007. Nesta terça-feira (16), elas voltam a disputar um jogo no Maracanã, um dos mais lendários palcos do futebol mundial.

Naquele dia, o Brasil se rendeu ao futebol da Seleção Feminina. Mais de 70 mil pessoas lotaram o Maraca e impulsionaram a equipe até o fim. Do time que hoje disputa os Jogos Olímpicos Rio 2016, Bárbara, Formiga, Marta e Cristiane estavam naquela final.

– A gente não tinha ideia que o estádio ia estar cheio. Achávamos que iam ter algumas pessoas e quando vimos que estava lotado, na hora do hino, foi muito emocionante. Era a primeira que tínhamos o estádio lotado em casa – lembra Cristiane.

A partida terminou em 5 a 0, e o Brasil ficou com a medalha de ouro da competição. Marta e Cristiane fizeram dois cada, e Daniela Alves fechou o placar.

– Aquele jogo foi inesquecível. Lembro da torcida gritando meu nome, incentivando a gente. Foi maravilhoso – contou Marta.

Nos Jogos do Rio, a torcida brasileira tem dado show no futebol feminino. Nos dois primeiros jogos no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, foram mais de 27 mil e 35 mil pessoas, respectivamente. No terceiro confronto, contra a África do Sul, na Arena da Amazônia, em Manaus, mais de 38 mil espectadores. Na sexta-feira (12), pelas quartas contra a Austrália, no Mineirão, em Belo Horizonte, mais de 52 mil, e recorde de público no estádio em 2016.

– Tem sido maravilhoso jogar com o apoio da torcida, dá um gás e, claro, pressiona os adversários – ressalta Cristiane, a camisa 11 da Seleção Brasileira.

A partida pela semifinal da Rio 2016, Brasil x Suécia, é nesta terça-feira (16), às 13h, no Maracanã.