Oi, o que você está procurando?

ATENÇÃO

O que fazer em caso de refluxo?

Pode-se tentar em casa algumas medidas simples, como manter o bebê em posição ereta por 20 minutos depois de cada mamada e elevar um pouco a cabeceira do berço. Outra alternativa é aumentar a frequência das mamadas para diminuir a quantidade de leite em cada uma delas.

Mas, vale destacar, caso o refluxo esteja associado a outros sintomas, o ideal é levar o bebê ao pediatra o quanto antes. Qualquer tipo de tratamento, afinal, deve ser orientado por um médico.

Causas do refluxo em bebês

Catherine destaca que a principal causa é a imaturidade do trato gastrointestinal. “Vale lembrar que os mecanismos que impedem o retorno do conteúdo gástrico até o esôfago e boca ainda estão em desenvolvimento”, diz.

Em casos patológicos, o refluxo pode estar associado a condições específicas como estenose congênita do esôfago, fístulas traqueo-esofágicas, estenose hipertrófica do piloro, alergias alimentares, entre outras.

Gomes destaca que, em alguns casos, a exclusão de defeitos anatômicos, como a estenose hipertrófica do piloro, é necessária. “Outros fatores de risco são a prematuridade e associação com doenças neurológicas”, diz.

Medidas preventivas: como evitar o problema?

Catherine explica que os pais podem adotar as chamadas medidas antirrefluxo, que são:

  • Elevação da cabeceira a 30 graus. Dica: isso pode ser feito com adoção de travesseiros ou berços com mecanismo antirrefluxo.
  • Aguardar alguns minutos, após as mamadas para colocar o bebê no berço, mesmo quando ele arrotar. Dica: geralmente 10 a 15 minutos após a mamada já são suficientes.
  • Medidas dietéticas: alguns alimentos podem reduzir o tônus do esfíncter, que é um dos mecanismos antirrefluxo e /ou aumentam a acidez gástrica. Nesses casos, devem ser evitados alimentos gordurosos, frutas cítricas, tomates e café.

Gomes ressalta que alimentos que favorecem as cólicas também estão relacionados ao refluxo nos primeiros meses de vida, como os cafeinados, os gaseificados além de ingestão em excesso de leite de vaca e derivados.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!