Oi, o que você está procurando?

CONFIRMADO: planeta parecido com a Terra encontrado no sistema solar mais próximo

Os astrônomos do ESO finalmente confirmaram que foi descoberto um novo candidato a exoplaneta chamado Proxima b dentro da zona habitável de Proxima Centauri, uma anã vermelha e sistema estelar mais próximo de nós, bem próximo do sistema mais brilhante e famoso Alpha Centauri.

A notícia está causando furor por que significa que temos um planeta parecido com a Terra, possivelmente habitável, a meros 4,2 anos-luz de distância, praticamente no nosso quintal.

Ainda teremos que fazer pesquisas para confirmar as características de sua atmosfera e a possibilidade de água líquida na superfície, mas a equipe que descobriu já está até fazendo planos de como chegar lá.

Pelo nome, já dá para saber que se trata de uma estrela da constelação de Centauro, e foi encontrado comparando observações do primeiro semestre deste ano com 16 anos de outras observações feitas por telescópios por todo o mundo.

Com estes 16 anos de dados, a equipe acredita ter evidência estatística suficiente para afirmar a existência de Proxima b.

Por enquanto o que se sabe deste novo planeta é que ele deve ter aproximadamente 1,3 vezes o tamanho da Terra, e tem uma boa chance de ser rochoso. Ele orbita sua estrela a cerca de 6,92 milhões de quilômetros, e um ano em Proxima b dura 11,2 dias.

A temperatura na superfície é de cerca de -40 graus Celsius, e existe a possibilidade de ter uma atmosfera e água líquida na superfície, o que aumenta as chances de ter vida no planeta.

Ainda são necessárias outras observações para confirmar a descoberta, mas segundo os cientistas o planeta está dentro do alcance de sondas, o que significa que num futuro não tão distante talvez enviemos uma sonda para fotografar o planeta.

A equipe planeja trabalhar em conjunto com Mark Zuckerbert, Stephen Hawking e o bilionário russo Yuri Milner, no projeto Starshot, para enviar microsondas para Alfa Centauri. A intenção é fazer suas pequenas sondas cheguem em Alfa Centauri em 30 anos.

A descoberta foi publicada no periódico Nature.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!