CONECTE CONOSCO

Praças e inativos da PM-SP podem trabalhar nos Jogos Olímpicos do Rio

Publicado em



Polícial Militar de São Paulo, praça e inativo há menos de 5 anos e com até 55 anos de idade, pode trabalhar nos jogos olímpicos do Rio/2016. A informação é do serviço de Comunicação Social da PM paulista.

Conforme nota divulgada pelo órgão, a atuação é junto à Força Nacional com remuneração por diárias, no valor de R$ 560,50, durante 30 dias (não haverá desconto de imposto de renda), alcançando R$ 16.800,00 no total de dias trabalhados.

O interessado e escolhido terá transporte aéreo ida e volta ao Rio de Janeiro. A escala será de 6h x 18h para atuar apenas com máquinas de raio-x, em agasalho fornecido pela Força Nacional.

O militar terá direito a alojamento (levar roupa de cama) e alimentação fornecida durante o serviço. Pagamento de quinzena antecipada em depósito diretamente na conta do interessado (em até cinco dias após confirmação do cadastramento). As inscrições podem ser feitas pelo site: http://intranet.dfnsp.mj.gov.br/cadastroinativos/

O plantão para auxílio nas inscrições ou esclarecimento de dúvidas ocorre nas sedes dos CPAs e CPIs em todo o Estado de São Paulo e também nas sedes da ACSd e da AFAM, no sábado e no domingo (dias 29 e 30 de julho), bastando a apresentação da funcional.

Há possibilidade de inscrição também nos mesmos locais indicados, em formulário escrito, se houver alguma dificuldade com o sistema (internet). O prazo para inscrições encerra-se no dia 01 de agosto.

O embarque está programado para o dia 2 de agosto, em horário e local a serem divulgados na página da Polícia Militar do Estado de São Paulo (internet).

Na região de Araçatuba, mais informações poderão ser obtidas por meio do telefone do CPI-10: (18) 2102-5200. Haverá plantão de atendimento neste final de semana, das 9h às 18h.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Fonte:
Anunciante

juri

Homem que matou rapaz errado é condenado a 14 anos por homicídio qualificado

Publicado em

O Tribunal do Júri de Araçatuba condenou a 14 anos de prisão Everton Augusto dos Santos, que matou a tiros Sidnei de Freitas Menezes e tentou matar o irmão dele. O outro réu, que deu carona para Everton em sua moto no dia do crime, foi condenado a 6 anos de prisão. Os dois poderão recorrer da sentença em liberdade.

O crime ocorreu no dia 28 de abril de 2013 na rua Anselmo Manarelli, no bairro Santana. Segundo denúncia do Ministério Público, no mesmo dia, aconteceu um furto em uma loja de acessórios de carros que pertencia ao réu Everton, e ele pensou, não se sabe o porquê, que os autores do crime teriam sido os dois irmãos e foi atrás deles.

Chegando à casa onde a família morava, eles começaram a discutir, e trocaram socos. A vítima teria negado participação no crime.

Apesar disso, Everton foi até sua casa, pegou uma arma e pediu a ajuda para o amigo Daniel Siqueira, que aceitou levar ele de moto até o local. Ainda, de acordo com a denúncia, ao chegar no endereço, o condutor estacionou a moto em uma rua próxima para dar cobertura na fuga. Enquanto isso, Everton teria descido e ido em direção a Sidnei, empurrando-o e disparando contra ele.

Ainda de acordo com o MP, o irmão dele teria percebido a situação e conseguido correr para um terreno baldio, e para se defender, jogou um tijolo contra o autor dos disparos. O acusado também teria tentando atirar contra ele, mas errou todas as vezes. O réu, então, deu o segundo tiro à queima roupa em Sidnei, causando a morte da vítima, segundo consta o laudo da necropsia.

Na sequência, ele fugiu na garupa da moto. Meses mais tarde, Everton se apresentou à Polícia Militar e entregou a arma utilizada no assassinato. Algum tempo depois, outro homem foi detido e confessou ter furtado o estabelecimento comercial, crime o qual Everton atribuía a Sidnei e o irmão dele.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

VIOLÊNCIA

Homem é acusado de agredir companheira e danificar sua moto ao ser impedido de sair para comprar drogas

Publicado em

Um auxiliar de enfermagem de 26 anos foi preso em flagrante na noite desta terça-feira acusado de agredir sua companheira, uma estudante de 24 anos, e danificar a moto dela com diversas pauladas. A sessão de violência, segundo a vítima, foi motivada pelo fato da mulher tentar impedir que ele saísse de casa para gastar dinheiro com drogas.

Policiais militares foram acionados para irem até o local dos fatos, uma residência no bairro Paraíso, onde estaria ocorrendo uma briga de casal. No local, encontraram a vítima sendo auxiliada por populares e gritando por socorro. O homem estava com um pedaço de pau danificando a moto que pertence a ela.

Os PMs tiveram de algemar o acusado para contê-lo, porque ele estava muito agressivo. A estudante disse que impediu a saída do companheiro de casa para evitar que fosse gastar dinheiro com drogas. O homem passou a ingerir bebida alcoólica, ficou agressivo e iniciou a sessão de violência.

Ele foi preso em flagrante acusado de violência doméstica, lesão corporal e ameaça, e ficou à disposição da Justiça.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

confessou

Jovem é preso ao ser flagrado com mil peças de roupas furtadas

Publicado em

Na tarde desta terça-feira (25), um jovem de 24 anos foi preso em flagrante, suspeito de furtar cerca de mil peças de roupas de uma loja da região central de Brejo Alegre/SP.

De acordo com a Polícia Civil, o caso foi no dia 24 de fevereiro e passou a ser investigado. Ao analisar as imagens de circuito de segurança da rua, a equipe descobriu que o suspeito morava em uma fazenda na cidade de Santo Antônio do Aracanguá/SP.

Ainda segundo a corporação, uma equipe policial foi até o local com um mandado de busca e apreensão e, durante vistoria no imóvel, foram encontradas as peças de roupas, todas com etiquetas da loja.

O jovem foi preso em flagrante e levado para a delegacia do município. Ele foi ouvido pelo delegado de plantão e confessou o crime.

A dona da loja foi chamada pela polícia para identificar as peças de roupas furtadas e as reconheceu. Toda a mercadoria foi devolvida para ela. (Com informações: G1)

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO
83