Oi, o que você está procurando?

18 mortos: laudo aponta velocidade excessiva e falha nos freios de ônibus

O secretário da Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, anunciou que o laudo da perícia realizada nas peças do ônibus acidentado na rodovia Mogi-Bertioga, no dia 8, apontou que o veículo trafegava em velocidade acima da permitida na via, além de possuir deficiência na frenagem. A divulgação do resultado do laudo foi feita durante coletiva sobre as estatísticas de criminalidade de maio, realizada na tarde desta sexta-feira (24).

“A conclusão é que o veículo trafegava numa velocidade acima da máxima permitida na via e que o exame dos freios do veículo concluiu que ele apresentava deficiência na frenagem devido ao desgaste excessivo dos tambores dos freios dianteiros, que deveriam ter sido substituídos por novos, demonstrando manutenção inadequada do veículo”, divulgou o secretário.

O laudo da perícia foi elaborado pelo Núcleo de Física do Instituto de Criminalística (IC). Mágino explicou que a conclusão do exame permite constatar que houve falha mecânica no freio e que o excesso de velocidade apontado pode ter sido decorrente dessa falha ou, então, que o motorista já dirigia em velocidade excessiva e, depois, ainda houve a deficiência do freio.

O secretário comentou que a investigação ainda prossegue pela Delegacia de Polícia de Bertioga, que irá apurar quem era o responsável pela manutenção mecânica do veículo, além de verificar o indiciamento dos envolvidos. “Há uma responsabilidade clara. O laudo aponta falta de manutenção e alguém, obviamente, era o responsável por essa manutenção”, disse Mágino.

Vítimas e testemunhas estão sendo ouvidas no inquérito policial que investiga a causa do acidente, no qual morreram 18 pessoas.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!