Oi, o que você está procurando?

Estado reduz número de casos e vítimas de homicídio em maio

O Estado de São Paulo alcançou em maio redução nos crimes contra a vida, além de queda de estupros e extorsões mediante sequestro. A redução histórica no número de vítimas de homicídio doloso se manteve, diminuindo ainda mais a taxa de mortos por 100 mil habitantes.

Em maio, os casos de homicídios (nos quais pode haver mais de uma vítima) diminuíram 6,85%, com 20 casos a menos. O número de ocorrências baixou de 292 para 272 registros, o menor total já registrado em toda a séria histórica, iniciada em 2001.

 

 

Os dados foram divulgados pelo secretário da Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, na tarde desta sexta-feira (24). “A boa notícia é a retomada da redução dos números de homicídio. O que demonstra claramente que essa tendência é persistente, é firme e é segura no sentido de que nós vamos continuar reduzindo o número de homicídios no Estado de São Paulo”, disse o secretário.

A quantidade de vítimas desse crime no mês passado também foi menor que em maio de 2015. O indicador recuou 8,55% e o número de mortos passou de 304 para 278, tendo sido poupadas 26 vidas. É a primeira vez que o total ficou abaixo de 300 vítimas.

Nos primeiros cinco meses do ano, o número de ocorrências de mortes intencionais diminuiu 10,42% (de 1.670 para 1.496 casos), ao mesmo tempo em que o total de vítimas recuou 12,27%, de 1.760 para 1.544, ou seja, foram 216 vítimas poupadas nesse período. Os dois totais [de casos e de vítimas] representam as menores quantidades contabilizadas em toda a série histórica.

Com a redução no número, a taxa de casos de homicídio por 100 habitantes chegou a 8,27 nos últimos 12 meses – de junho de 2015 a maio de 2016 – e é a menor da série histórica.

A taxa de vítimas continua sendo a mais baixa desde 2001 e, em maio, chegou a 8,64 homicídios a cada por 100 habitantes.

“A divulgação da redução desses números é motivo de muita satisfação, porque quando a gente fala da redução desse número nós estamos falando de vidas que foram poupadas”, destacou Mágino durante a divulgação.

Estupros

Em todo o Estado de São Paulo, os estupros tiveram recuo no mês. Em maio houve redução de 0,58%, passando de 687 para 683 – quatro casos a menos. O índice é o menor desde 2009, quando entrou em vigor a nova lei de estupro (12.195/2009), que incluiu nessa natureza outras classificações de crimes, como o que antes era classificado como atentado violento ao pudor.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!