Connect with us

Especialista fala sobre os cuidados para cicatrização

Henrique Rocha

Publicado

em



Dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) indica que os meses de dezembro, janeiro e fevereiro são os mais procurados para realizar procedimentos estéticos

Dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) indica que os meses de dezembro, janeiro e fevereiro são os mais procurados para realizar procedimentos estéticos, com um aumento percentual na casa dos 50%. As opções mais procuradas nessa época são: botox e preenchimento, abdominoplastia, lipoaspiração e as cirurgias das mamas.

O médico e cirurgião plástico Dr. Marco Cassol alerta quanto aos perigos da exposição solar no período pós-cirúrgico: “Pacientes recém operados devem ter cuidado redobrado. Tomar sol após a cirurgia, além de dificultar a cicatrização, pode causar manchas na pele”, adverte.

Outra recomendação do especialista é evitar as bebidas alcoólicas, além da adoção de uma alimentação menos inflamatória. “No carnaval costuma-se abusar no consumo do álcool, substância que além de intoxicar o organismo, gera desidratação”, pontua o cirurgião que indica substituir o álcool por sucos naturais, água de coco ou bebidas que estimulam a produção de urina e hidratam o organismo, como melancia.

Na hora da folia é comum as pessoas descuidarem da alimentação e, principalmente, das medicações indicadas pelo cirurgião. “Pular etapas do tratamento implica em má cicatrização e o resultado pode ser insatisfatório. O excesso de derivados de açúcar e farinhas refinadas é muito inflamatório”, conclui Cassol.

Posso ir para folia após o procedimento estético?

Segundo Dr. Cassol o recomendado é programar o tratamento com no mínimo quinze dias de antecedência. “Tudo cuidado deve ser tomado com as cirurgias mais delicadas, como a prótese de silicone. O ideal é que a paciente siga as recomendações de repouso indicadas pelo médico e evite atividades extenuantes e os exageros, como pular e dançar, colocando em risco a recuperação”, acrescenta.

Deixe sua opinião

Fonte:
Anunciante
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Atriz

Fernanda Montenegro passa mal em gravação e é levada para hospital

Alex Mesmer

Publicado

em

A atriz Fernanda Montenegro acabou dando um susto em seus colegas de trabalho, durante uma gravação no Projac. Isso porque, segundo informações de O Globo, a veterana, de 89 anos, passou mal e precisou ser levada às pressas para o hospital.

Na ocasião, a artista estava em Jaguari, no Rio Grande do Sul, gravando “A dona do pedaço”, novela que vai substituir “Sétimo Guardião” na Globo.

Segundo informações da assessoria de imprensa de Fernanda, a atriz tomou um café da manhã bastante reforçado e durante a gravação não se sentiu muito bem. “Fernanda ficou desidratada, tomou soro e já foi liberada. Nada grave. Ela já está no hotel descansando”, tranquilizou Carmem Melo.

Vale lembrar que, na nova novela das 21 horas, Fernanda fará o papel de avó de Juliana Paes, protagonista da trama.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

LOTERIA

Cruze os dedos: Mega-Sena pode pagar R$ 32 mi nesta quarta (20/2)

Aplicado, prêmio pode render mais de R$ 119 mil por mês, o suficiente para comprar 15 apartamentos de luxo, mobiliados e carro na garagem
Fabricio Oliveira

Publicado

em

© Reuters

A Mega-Sena sorteia, nesta quarta-feira (20/2), um prêmio estimado em R$ 32 milhões. O sorteio do concurso 2.126 da modalidade será realizado no Caminhão da Sorte, estacionado na avenida Frederico Ozanam, 6.000, em Jundiaí (SP).

Aplicado na poupança da Caixa, o prêmio pode render mais de R$ 119 mil por mês. O valor é suficiente para comprar 15 apartamentos de luxo, mobiliados e com um carro na garagem, nas melhores localizações do país.

As apostas podem ser feitas até às 19h (horário de Brasília) desta quarta, em qualquer lotérica do país e também no Portal Loterias Online (www.loteriasonline.caixa.gov.br). Clientes com acesso ao Internet Banking Caixa podem fazer suas apostas pelo seu computador pessoal, tablet ou smartphone. Para isso, basta ter conta corrente no banco e ser maior de 18 anos.

O serviço funciona das 8h às 22h (horário de Brasília), exceto em dias de sorteios, quando as apostas se encerram às 19h, retornando às 21h para o concurso seguinte.

Para jogar pela internet, no Portal Loterias Online, o apostador precisa ser maior de 18 anos e efetuar um pequeno cadastro. O cliente escolhe seus palpites, insere no carrinho e paga todas as suas apostas de uma só vez, utilizando o cartão de crédito. O valor mínimo da compra no Portal (que pode conter apostas de todas as modalidades disponíveis no site) é de R$ 30,00 e máximo de R$ 500,00 por dia. (Com informações da Caixa)

Deixe sua opinião

Continue Lendo

NUTRIÇÃO

Consumida antes de refeição, fruta ajuda a ‘derreter’ gordura

A maçã ‘derrete’ a gordura do corpo, elimina a fome, faz bem à saúde e pode ajudar a perder até dois kgs em apenas sete dia
Fabricio Oliveira

Publicado

em

© iStock (Foto ilustrativa)

Uma maçã por dia mantém o médico à distância’. Esse é um famoso ditado anglo-saxão e que tem muito de verdade.

A fruta evita o envelhecimento, protege o corpo de doenças e ainda limpa a boca, eliminando as bactérias. Além disso, uma equipe de pesquisadores norte-americanos da Universidade da Pensilvânia descobriu que a maçã também elimina gordura.

Adeus quilos a mais

O estudo provou que comer uma maçã 15 minutos antes de cada refeição faz com que se consuma até 200 calorias a menos. “O alimento é ainda rico em pectina, substância que ajuda a controlar o colesterol, como se expulsasse a gordura para fora do corpo”, diz a nutricionista Vivian Goldberger ao site M de Mulher.

A nutricionista explica ainda que consumir regularmente maçã antes das principais refeições pode ajudar a perder até dois quilogramas em apenas sete dias – junto com o hábito de se ter uma alimentação equilibrada.

Por que funciona?

A maçã contribui para acelerar o processo de emagrecimento devido aos dois ingredientes fundamentais que a compõe, as fibras e pectina.

– As fibras da fruta preenchem o estômago e promovem a sensação de saciedade. Ou seja, as pessoas tendem a comer mais espaçadamente e em menor quantidade;

– A pectina contribui para uma digestão mais lenta, o que atenua a fome por mais de quatro horas. Mais ainda, a substância reduz a absorção de açúcar, o que diminui a quantidade de gordura que o corpo consegue armazenar.

– Juntando a ação das fibras e da pectina consumirá menos calorias e perderá gordura.

Como escolher e conservar

Qualquer que seja o tipo de maçã, esta deve ser lisa e firme, livre de manchas castanhas, rugas e furos. Em casa, as maçãs podem ser conservadas na geladeira, embaladas em um saco de plástico, que preserva o perfume da fruta. Dessa forma, duram até duas semanas. Quando mantidas à temperatura ambiente e protegidas dos raios solares, devem ser consumidas no máximo em cinco dias.

Deixe sua opinião

Continue Lendo

BRASÍLIA

Jovem que morou 5 anos nas ruas se forma em Direito: superação

Fabricio Oliveira

Publicado

em

Walisson em 3 fases - Fotos: arquivo pessoal

A história de força, determinação e superação de Walisson Pereira da Silva, de 32 anos, é digna de aplausos. O jovem, que morou nas ruas durante cinco anos, conseguiu se formar em Direito e agora quer ajudar os outros, como defensor público.

Walisson viveu durante 5 anos na rodoviária do Plano Piloto, em Brasília. Dormia na rua, pedia esmola, comia alimentos que tirava do lixo, estudava em bibliotecas públicas, mas nunca perdeu a esperança.

Há dois meses, ele se tornou bacharel em direito, depois de prestar o Enem e conseguir bolsa em uma faculdade particular de Brasília. A cerimônia de formatura será no fim de março, com direito a festa totalmente paga pela empresa de eventos, que conheceu e se comoveu com a história do jovem.

Ajuda

Para se preparar para “o grande dia”, Walisson criou uma vaquinha online para arrecadar fundos para um tratamento dentário e, ainda, conseguir recursos para se manter, já que está desempregado.

“Me ajude a fazer um tratamento dentário”, pediu o jovem em entrevista ao SóNotíciaBoa.

Dos R$ 7.500 que precisa, ele conseguiu até o fechamento desta matéria R$ 1.425, menos de 20%. “Estraguei meus dentes com essa vida nas ruas e, hoje, um grupo de amigos se juntou para pagar meu aluguel”, disse ao G1.

Com as despesas mensais entre alimentação, transporte e aluguel, Walisson paga cerca de R$ 750. “Também preciso me manter para passar no Exame de Ordem [dos Advogados]. Quero ser, acima de tudo, um defensor público.”

História

Aos 18 anos, Walisson conta que foi obrigado pelo pai a abandonar os estudos, no nono ano do ensino fundamental. Eles conta que sofria violências físicas, por isso fugiu de casa e foi viver nas ruas.

Durante esse período, em 2003, o jovem diz ter sido vítima de outros tipos de violência fora de casa e, a cada instante, pensava “se seria o próximo a morrer”, lembra. “Vi várias pessoas morrendo na minha frente. A rodoviária é um lugar triste, e só sabe disso quem viveu”.

A virada

A vida começou a mudar quando o jovem foi ajudado por um homem que o encontrou em uma parada de ônibus, na 904 Sul.

Ao perceber a vontade dele em voltar a estudar, o rapaz ofereceu um comprovante de residência para que Walisson se matriculasse em uma escola pública e concluísse os estudos.

“Eu ia sujo para sala de aula, passava a noite toda acordado pedindo esmola, acordava com sol quente no rosto, era uma saga triste”, lembra.

Conhecimento é poder

“Me emociona lembrar o quanto eu queria sair das ruas. Eu sabia que os estudos eram a única forma de eu sair daquele lugar.”

“Conhecimento é poder, e quem tem conhecimento não aceita qualquer coisa na vida como opção”, afirma Walisson. Em 2010, Walisson concluiu o ensino básico no Centro de Ensino 123, em Samambaia e focou no Exame Nacional do Ensino Médio, Enem.

Ele buscava refúgio em bibliotecas da capital. As horas dedicadas aos livros resultaram na aprovação em uma faculdade particular um depois, com 100% de financiamento no valor da mensalidade.

Com medo de ser discriminado, Walisson escondeu por um bom tempo a condição de morador em situação de rua. “Eu tinha medo de descobrirem minha história, sentia vergonha, e dizia que estava sujo porque vinha do trabalho”, lembra.

Casa nova

No segundo ano do curso de direito, em 2016, Walisson conseguiu um estágio e, com o salário, conseguiu pagar um aluguel em Samambaia. Dos R$ 800 da bolsa, R$ 700 ficavam comprometidos todos os meses com as despesas da casa.

Walisson concluiu o curso e, em dezembro do ano passado, se tornou bacharel em direito. Formado, mas ainda desempregado, ele sonha em conseguir um emprego para se manter.

Para ele, o próximo passo, agora, é se tornar um advogado e, futuramente, atuar na Defensoria Pública. Walisson escolheu o direito na tentativa de ajudar outras pessoas que, assim como ele, “tiveram o acesso negado à educação, à justiça e a todos os direitos básicos”, diz.

“Escolhi o direito porque vi tantas injustiças acontecerem no coração da capital do país, tantos direitos sendo violados, e quis ajudar as pessoas a mudarem de vida”, concluiu.

Com informações do G1

Deixe sua opinião

Continue Lendo

MAIS LIDAS - 24 HRS